Brasileiros e o cinturão do UFC, onde estão nossas chances ?

Brasileiros e o cinturão do UFC, onde estão nossas chances ?

A derrota de Rafael dos Anjos para Colby Covington no último sábado (09) em Chicago, quando o brasileiro estava na porta de trazer o cinturão para o Brasil, deixou os fãs brasileiros preocupados e com poucas esperanças de termos uma nova chance de ver um lutador brasileiro buscando a cinta no maior evento de MMA do mundo este ano. Então vamos analisar todas as divisões do Ultimate,  para ver de onde pode pintar a combinação de brasileiros e o cinturão do UFC nos próximos meses.

Nas categorias femininas temos a campeã Cris Cyborg absoluta na divisão dos Penas. Inclusive o UFC tem dificuldades de encontrar uma adversária capaz de pelo menos dificultar a vida da brasileira. Temos Amanda Nunes, campeã dos Galos, com três defesas do cinturão. A categoria ainda conta com Ketlen Vieira que vem crescendo na divisão e pode ser a próxima a se tornar desafiante da Amanda Nunes. No Peso Mosca, categoria criada recentemente pelo UFC, não temos nenhuma atleta ranqueada no momento.

Nas categorias masculinas tínhamos duas grandes esperanças: Ronaldo Jacaré, que acabou  derrotado por Kevin Gastelum na luta que definiria o próximo desafiante ao cinturão dos Médios, e Rafael dos Anjos que acabou encurralado pelo jogo de clinche do falastrão Colby Covington, na luta que valia o cinturão interino dos Meio-Médios. Ainda assim, temos boas perspectivas em médio prazo.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Palha

Aqui, temos uma ótima chance. Jéssica Bate-Estaca deve ser oficializada como próxima desafiante ao cinturão de Rose Namajunas. A brasileira tem boas chances de vitória com o seu jogo em pé afiado, muita explosão e potência nos golpes, assim tem tudo para dificultar a vida da americana. Se não houver imprevistos e a luta for confirmada, a tendência é que tenhamos a brasileira disputando o cinturão em outubro ou novembro.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Mosca

A divisão amplamente dominada por Demetrious Johnson que varreu a categoria. Tem o recorde de defesas de cinturão, já são 11. O campeão tem luta marcada contra Henry Cejudo. São cinco os brasileiros ranqueados nessa categoria: Jussier Formiga (4º) (um dos poucos bem ranqueados que ainda não enfrentou o campeão), Wilson Reis (7º), Alexandre Pantoja (8º), Matheus Nicolau (11º) e Deiveson Figueiredo (14º). Jussier Formiga vem de duas vitórias consecutivas. Se conseguir uma luta contra um adversário duro como Sérgio Pettis nos próximos meses e vencer, provavelmente diante do campeão, possivelmente no início do
próximo ano.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Galo

Marlon Moraes vem de uma vitória acachapante contra o até então invicto Jimmie Rivera e se credenciou a próximo desafiante ao cinturão de TJ Dillashaw. Porém, o campeão tem luta marcada contra Cody Garbrandt. Se TJ vencer, a luta contra o brasileiro deve ocorrer por meados de dezembro. Se der Cody, provavelmente será marcada a trilogia entre ambos e o brasileiro teria que fazer mais uma luta pra se manter em atividade e lutar pelo cinturão somente em 2019. Raphael Assunção é outro brasileiro que está bem ranqueado nessa divisão.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Pena

Apesar das seguidas derrotas nas últimas lutas e da indefinição quando ao seu futuro no MMA, José Aldo ainda é a maior esperança brasileira entre os Penas. Se tudo der certo as chances dele voltar a lutar pelo cinturão são boas. O campeão Max Holloway, que projeta subir de divisão num breve futuro, vai encarar Brian Ortega. Se o desafiante vencer, o caminho do brasileiro ficaria interessante. Aldo tem luta marcada contra Jeremy Stephens. Se vencer bem e com um pouco de sorte ele pode ser alçado a próximo desafiante. Se considerarmos que Ortega já terá vencido Holloway e Frankie Edgar, e nunca enfrentou o brasileiro. Outro brasileiro que vem bem na divisão é Renato Moicano, mas ainda distante de chagar a uma luta por cinturão.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Leve

Talvez a categoria mais competitiva do UFC. Só temos Edson Barboza como brasileiro ranqueado nessa divisão. Atualmente ele é o número 6, porém está muito distante de lutar pelo título. Barboza já foi derrotado pelo campeão Khabib Nurmagomedov e vem de derrota para Kevin Lee.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Meio-Médio

A derrota de Rafael dos Anjos foi uma pancada para os fãs brasileiros. Rafael era a grande esperança brasileira de cinturão este ano. Porém, apesar da derrota para
Covington ele continua no caminho do cinturão porque ainda é um dos principais nomes da divisão. Uma nova luta com um desempenho convincente como a que ele fez contra Robbie Lawler vai recolocá-lo nos trilhos. O cinturão da divisão certamente será unificado ainda este ano e se Tyron Woodley vencer, as chances do brasileiro crescem. Kamaru Usman vem ganhando força na divisão e esse seria o adversário ideal para Rafael encarar, e se possível no mesmo evento de Woodley vs Covington. Se tudo der certo, no início de 2019 Rafael poderá ter nova chance pelo título. Demian Maia que vem de duas derrotas ficou distante. Alex Cowboy está em 14º no ranking e é uma esperança brasileira em longo prazo.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Médio

Apesar da derrota para Kevin Gastelum, Ronaldo Jacaré ainda pode sonhar com o cinturão. A vitória de Robert Whittaker sobre Yoel Romero foi boa para o brasileiro, que não perdeu tempo, e já pediu uma revanche contra o cubano. Whittaker deve encarar Gastelum provavelmente entre outubro e dezembro. Caso Jacaré consiga arrumar uma revanche contra Yoel Romero e  vencer, provavelmente estará como principal nome para enfrentar o vencedor de Whittaker vs Gastelum. Seria interessante pra ele também, se Cris Weidman permanecesse inativo por mais algum tempo. Machida vem de duas vitórias, mas pela idade e pelo caminho que precisaria percorrer, está distante. Paulo Borrachinha, Cara de Sapato e Thiago Marreta já chegaram ao ranking da divisão e são esperanças brasileiras para breve. Especialmente o primeiro que conta com a admiração de Dana White.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Meio-Pesado

O campeão Daniel Cormier tem luta marcada para julho na categoria de cima contra Stipe Miocic e isso deve travar a divisão pelo menos até o final do ano. Os dois brasileiros ranqueados na divisão tem lutas marcadas. Maurício Shogun encara Volkan Oezdemir e Glover Teixeira pega Ilair Latifi. Uma vitória deve colocar ambos os brasileiros a uma luta do title shot. Alexander Gustafsson provavelmente deverá ser o próximo desafiante nessa categoria.

Brasileiros e o cinturão do UFC: Peso Pesado

Assim como no meio-pesado a super-luta que irá ocorrer em julho entre o campeão Stipe Miocic e Daniel Cormier vai travar a divisão. Levando-se em conta que Fabricio Werdum foi pego em exame antidoping pela USADA e está esperando o desenrolar da contraprova e talvez até julgamento, não se sabe quando voltará a lutar. O brasileiro que teria melhores chances é Júnior Cigano, atualmente em 5º no ranking da categoria.

O problema é que Cigano vem de um longo período de inatividade e de uma derrota acachapante contra o atual campeão. Sendo assim, dificilmente veremos algum brasileiro disputando o cinturão dos Pesados a curto ou médio prazo. Portanto podemos esperar pelo menos mais dois brasileiros disputando cinturão ainda este ano. Com grandes chances que estes sejam Jéssica Bate-Estaca pelo Peso Palha e Marlon Moraes pelo Peso Galo. Apesar da fase no momento não ser das melhores para o MMA brasileiro dentro do UFC, esse cenário pode mudar ainda este ano.

Texto enviado por: Diego Piñeyrua Neto, atual representante do Octógono Virtual
Foto: Christoper Lee/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

artes marciais, artes marciais mistas, cinturão, mixed martial arts, MMA, UFC, UFC Brasil, Ultimate Figther Championship


Paulo Filho

Estudante de Direito. 21 anos. Mossoró-RN. Apaixonado pelo MMA e dedicado ao jornalismo esportivo desde 2012. "Um espírito nobre, engrandece o menor dos homens" (Jebediah Obadiah Springfield)

Comment

Deixe uma resposta

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs

%d blogueiros gostam disto: