Melquizael Conceição passa apuro e ‘quase morre’ por conta de erro de arbitragem no Demolidor Fight MMA 13

O Demolidor Fight MMA 13 que foi realizado no último sábado, no Ginásio ‘Duduzão’ nas dependências da FIB – Faculdades integradas de Bauru está chamando muito a atenção do mundo diante da péssima atuação do árbitro central escalado para comandar o centro do octógono do evento presidido por Jeferson Pavanelo, que, claro, nada tem haver com tamanho erro.

No embate entre os lutadores Melquizael Conceição e Rafael ‘Coxinha’ que foi válido pela disputa do cinturão da categoria peso-leve da organização interiorana de MMA, Rafael encaixou um belo e justo triângulo de mão fazendo com que Melk apagasse no cage, e o árbitro Emerson Saez não parou a luta, deixando o embate prosseguir com o atleta apagado, assista:

Coxinha, atleta da academia ‘Maquininha do Futuro’, claro, venceu o embate por finalização e conquistou o cinturão até 70 kg que estava vago.

Melquizael Conceição comenta erro de Emerson Saez:

Através das redes sociais, Melquizael Conceição falou sobre o ocorrido – “Eu fiquei apagado por mais ou menos dois minutos e por pouco, não morri. O árbitro (Emerson Saez) não viu isso. Meus olhos estavam abertos, mas eu estava completamente apagado. Após isso, as pessoas ao meu redor tentaram me animar. Eu não conseguia respirar. Eu vi as pessoas ao meu redor e alguma coisa em mim não me deixava respirar direito. Só me senti melhor quando eu cheguei no hospital”, disse.

Promotor do evento, Jeferson Pavanelo também falou sobre o ocorrido no octógono de seu evento, que é considerado o maior e mais bem organizado do interior do Estado de São Paulo – “Eu paguei a Federação (CNMMA) para ter total responsabilidade disso. Foi um grande erro do árbitro. Todo mundo estava alerta e ele não tentou checar seu braço nem nada (para ver se haveria reação). Eu apenas segui as instruções da CNMMA e eles me deram aval para o árbitro (Emerson Saez) para arbitrar as lutas e infelizmente toda a responsabilidade é da Confederação Nacional de MMA e eles têm que assumir a responsabilidade pelo que aconteceu. Eu não sei se o árbitro estava apto para trabalhar, mas é responsabilidade da CNMMA pagar pelo trabalho dele. Eu sou apenas o promotor e a responsabilidade disso é da CNMMA e eles têm que tomar conta disso”, afirmou em conversa com o jornalista Bruno Massami do blog Planeta Octógono da Gazeta Esportiva.

Em conversa exclusiva por telefone ao TORCEDORES.COM, Marcelo Drago Lisboa revelou os ‘bastidores’ do que foi-lhe passado quanto à escalação de Emerson Saez para arbitrar o evento, dizendo, que, inclusive, o comandante do octógono não vestia o uniforme obrigatório dos integrantes da CNMMA.

“Eu pedi para me indicarem um árbitro para que pudesse tomar conta do cage já que eu estou com dores de dente e não poderia ir arbitrar o evento, então, pedi a indicação e o Jeferson Pavanelo pediu a indicação de alguem e deram o nome de Emerson Saez, inclusive, ele não faz parte do quadro de árbitros da CNMMA, foi uma indicação de confiança e deu no que deu, apenas a fiscalização do DFMMA 13 ficou por conta da nossa equipe. O Emerson Saez não usava nosso uniforme, ele não faz parte do quadro de árbitros da CNMMA”, disse o ex-lutador de MMA sobre o erro de arbitragem no combate entre Melquizael Conceição e Rafael Coxinha.

FOTO: Reprodução: “SUJO DE BARRO”

Demolidor Fight, MMA Nacional


Dario Ferrari

Editor-Chefe e repórter na TV Fight. CEO do MMAFighTube. Redator no Tudo Sobre MMA. Assessor de imprensa em diversos eventos do MMA Nacional e da Confederação Nacional de MMA. Torcedor do São Paulo FC, Patriots e Lakers.

Deixe uma resposta

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs