Pedrita revela que quase abandonou o MMA depois de derrota em estreia

Uma dura derrota na estreia no UFC quase forçou uma aposentadoria precoce para a brasileira Priscila Pedrita. A brasileira de 30 anos, revelou em entrevista para o site Combate, que pensou em deixar o esporte após ser derrotada por Valentina Shevchenko no UFC Belém, em fevereiro de 2018.

A atleta do Vasco da Gama rompeu os ligamentos do joelho esquerdo durante o combate, além de uma lesão no menisco. A quebra da invencibilidade em sua carreira, e as lesões que deixaram fora de ação por seis meses abalaram a peso-mosca, que chegou a ligar para seu treinador Gilliard Paraná relatando que não lutaria mais.

“No início, foi muito ruim. Meu psicológico acabou. Cheguei a ponto de querer largar tudo. Teve dia que liguei para o mestre e falei que não queria mais, como se fosse um trauma. Eu vinha de muitas vitórias seguidas no Brasil, treinei muito aquilo, mas não conseguia efetuar os movimentos. No início da luta, estourou ( joelho), veio o desequilíbrio, não tinha mais apoio”, falou Pedrita.

Em seu processo de reabilitação, Pedrita revelou que conheceu o hipnólogo Allan Magalhães, no qual inseriu em sua preparação para luta a hipnose. Allan, estará em seu corpo técnico, e acompanhará a lutadora neste sábado, no UFC Londres, onde enfrentará a britânica Molly McCann.

“Estamos fazendo um trabalho incrível, e minha mente esta mais blindada do que nunca. Eu entro em hipnose e mentalizo tudo o que quero fazer. Eu visualizo a luta. Quando você pensa, já demorou, mas quando você mentaliza antes, na hora sai no automático. Ele me hipnotiza, e quando eu acordo estou zero”.

Priscila Pedrita, UFC


Kelvin Paulo

Estudante de jornalismo, 20 anos. Sinop MT. "O impossível é apenas uma questão de opinião".

Deixe uma resposta

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs