Dana White discorda de equilíbrio: “Jon Jones venceu fácil”

0

A luta principal do UFC 239 no último sábado trouxe grandes emoções para o público da T-Mobile Arena. Em uma luta bastante movimentada, o americano Jon Jones permaneceu com o cinturão meio-pesado ao derrotar o brasileiro Thiago Marreta por decisão dividida.

Entretanto, apesar de parte do público e da imprensa especializada não concordarem com o resultado, inclusive um dos juízes que deu vitória para o brasileiro, o presidente do Ultimate, Dana White, não concordou com o resultado parelho. Segundo o dirigente, Jones venceu com facilidade.

“Uma coisa que você tem que entender é que um cara como Jones, lutou com todos e venceu todo mundo. Ele é um cara que teve uma história dura fora do octógono. E ele continua vencendo todos, está ganhando de lutadores mais jovens, que vêm com tudo. Esse estágio da carreira dele é o que vai defini-lo como o melhor de todos os tempos”, falou Dana em coletiva após o evento.

Dana White também não economizou nos elogios a brasileira, Amanda Nunes. A baiana mais uma vez se apresentou de forma impecável ao nocautear a ex-campeã Holly Holm ainda no primeiro round, aumentando mais seu retrospecto positivo nas últimas lutas.

“Anderson Silva, Georges St-Pierre, Jon Jones… É onde ela está agora. Ela quer a revanche com a Cyborg e nós concordamos. Eu não culpo Cyborg por não querer essa luta, ela não quer essa luta. Amanda tem os dois cinturões, está saudável e quer defender o tempo todo. Ela não está machucada. Ela está lutando com todas as melhores do mundo e não está machucada. Essa mulher é incrível, uma das melhores de todos os tempos. Se Cyborg não quiser a revanche, Amanda vai lutar com outra pessoa”, disse Dana.

CONFIRA OS RESULTADOS DO UFC 239

Deixe uma resposta