UFC 241 – A Revanche dos Pesados!

Grande evento nos espera neste sábado, o UFC 241 trás além da aguardada revanche dos pesados entre Daniel Comier e Stipe Miocic, teremos o duelo entre Paulo Borrachinha e Yoel Romero e o confronto entre Nate Diaz e Anthony Pettis.

Vamos analisar esses combates e dar nossa opinião sobre esses incríveis confrontos:

Comier vs Miocic – A grande Revanche

Desde a incontestável vitória de Daniel Comier sobre o Miocic, onde Comier nocauteou ainda no primeiro round com um cruzado de curta distância, que o DC vem sobrando. Tirou para nada o Derrick Lewis e agora enfrenta novamente o Miocic.

No primeiro confronto vimos o Miocic comentendo uma serie de erros de estratégia, como se ele tivesse menosprezado o DC, sem tomar cuidado com a distância, sem jabiar, pouca movimentação e ainda “trocando Wrestling” logo com o Comier… o resultado não poderia ser outro. Porém já vimos o Miocic e outras apresentações e ele costuma a ser muito fiel a estratégia, então considerando sua envergadura e sua movimentação fluida ele possui todos os elementos para sair vencedor desse confronto.

Apenas um homem na terra foi capaz de vencer Comier, e este homem se chama Jon “bones” Jones, o rei do controle da distância. Comier costuma a quebrar a distância dos adversários, para superar sua desvantagem de envergadura, estendendo as mãos e “abafando” os golpes de maior potencia dos adversários, encurta, toma uns golpes de curta distancia e gruda, levando o jogo para seu lugar de conforto, que é o grappling, onde ele pode jogar no chão e amassar ou ainda ficar por cima e fazer um dirty boxe.

Porém, entendendo o profissional que o Miocic é, e apostando que ele não irá entrar como entrou na última luta, acredito que ele irá recuperar o cinturão e quem sabe valer uma trilogia contra o Comier.

Yoel Romero vs Paulo Borrachinha – O próximo desafiante

Finalmente saiu a luta entre “soldier of god” e o “the eraser”, depois de alguns cancelamentos, agora parece que dessa vez teremos a luta entre os prospectos desafiantes ao cinturão.

Yoel Romero é com certeza um campeão “moral” da divisão dos médios, ele venceu Rockhold, Weidman, Ronaldo Jacaré, Lyoto Machida, Derek Brunson e Tim Kennedy. Fez duelos duríssimos contra o atual campeão, porém já está com seus 42 anos e não luta já tem 1 ano e 2 meses, além disso, na luta contra o Whittaker, ele passou os últimos rounds praticamente imóvel, ou seja, economizando energia, e explodia quando achava uma brecha.

Já o Borrachinha vem no auge de sua forma física, é um striker perigoso. Mas tem muitas brechas em seu jogo, contra o Hall ele apresentou muitas brechas e por pouco não tomou um knockdown. Isto é, tem mãos pesadas mas tem brechas no seu jogo. Além disso, nunca chegou a um terceiro round e ainda não sabemos bem como é seu grappling e seu jogo de chão, porém segundo relatos, ele tem um chão afiado, mas ainda não testado dentro do octogno.

Apostando na forma física, nas mãos de canhão, e no longo tempo de inatividade e idade do Romero, aposto no Borrachinha. (com um pouco de torcida também 😉).

Pettis vs Diaz – Uma velha discórdia

Desde os tempos em que o Pettis era o campeão absoluto dos leves que se cogita essa luta, porém nunca foi materializada.

Pettis é um cara que é originado no Tae Kwon Do, arte marcial que preza pelos chutes de diversos ângulos, possui um gás bom (nem desgraçado, mas também não é um super atleta), e possui um chão afiado. Possui mãos rápidas e uma habilidade de controlar distância bem expressiva.

Já o Dias é um Boxer, mãos rápidas, e sequencias difíceis de defender. Tem um jiu-jitsu faixa preta, porém não é um bom Wrestling, seu Jiu-jitsu normalmente só parece quando seu boxe leva o adversário para o chão ou o adversário tenta queda-lo (Mcgregor sabe disso!).

O Diaz tem dificuldades com low kicks, pois não costuma a ser cauteloso com sua base, o que deixa bastante exposto a chutes na perna. O Pettis tem as ferramentas necessárias para explorar isso e os chutes na altura do corpo que podem minar o Diaz e ser a chave da vitória.

Já o Pettis não sabe andar para trás e ser pressionado, coisa que o Diaz faz muito bem empregando um bom volume de golpes em sequência 1-2 (Jab-direto) sem deixar o adversário pensar.

Nesse casamento acredito que o Tae Kwon Do do Pettis deverá prevalecer e ele deve vencer esse confronto. Mas é um palpite bem difícil.

 

As 3 lutas que analisei são lutas bastante difíceis, não diria que nenhum dos lutadores possui vantagem maior do que 55%, são lutas que serão definidas pelo detalhe. Com certeza será um super evento e vamos aguardar lutas bem disputadas!


Tarcio Martins

31 anos, Engenheiro, faixa preta de Taekwondo e praticante de MMA

Deixe uma resposta

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2019 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs