Mauricio Shogun se diz estimulado para reencontro contra Minotouro

0

 
O reencontro das lendas acontecerá 10 anos após a primeira luta, os atletas se enfrentaram ainda na época do PRIDE, famoso evento japonês, no qual Shogun Rua trinfou no combate. Logo depois do seu treino aberto no Rio de Janeiro para o UFC 190,  Rua concedeu uma entrevista e disse que eu mestre o estimula.

  “O mestre Rafael Cordeiro é um cara que trabalha bem em todas as áreas, e principalmente estimula muito o Muay Thai, que é meu ponto forte. Acho que, além de evoluir, para mim, quando estou com o Rafael eu volto mais ao meu estilo Muay Thai. O MMA é um esporte muito imprevisível, e com certeza, a luta pode acontecer em todas as áreas. Eu treinei muito chão na Gracie Barra, afiei meu Jiu-Jitsu, porque sei que o Minotouro é um cara eclético. Treinei muito Muay Thai, Jiu-Jitsu e Wrestling, então espero não ser surpreendido nessa luta”, afirmou.
  O curitibano mostrou vontade de lutar se seguiu a entrevista dizendo:  “Eu sabia que uma hora essa luta ia acontecer de novo. Foi um lutão da primeira vez, eleita uma das melhores dos últimos tempos… Eu admiro o Minotouro como pessoa, como atleta, e espero fazer uma grande luta com ele. O Minotouro é um cara que gosta da trocação, busca isso, e eu também, então acho que é inevitável ser uma luta boa”, completou.
   O veterano irmão Nogueira também deu entrevista e não se declarou nada satisfeito com o resultado da primeira luta e que vai buscar um triunfo em cima do Mauricio Shogun Rua.
  “Eu fiquei muito desapontado naquela época. Eu estava em um grande momento na carreira (oito vitórias consecutivas) e essa luta me parou. Precisei recomeçar, repensar meu jogo. Acho que dessa vez vou fazer melhor”, disse o confiante Minotouro, que estudo bem seu adversário e está preparado para tudo o que pode acontecer nessa revanche.
  “Eu não vou repetir essa luta. É uma luta de dois especialistas. O Shogun tem uma postura muito confiante, ele vem para cima mesmo, sempre procura o nocaute, e é um tipo de luta que eu gosto. Vai ser muito interessante. Ele é um cara versátil, todas as vezes que ele teve chance de botar uma luta para baixo, ele botou. Estou preparado para isso. Eu sei que ele é um grande lutador por cima, é muito bom no Jiu-Jitsu, além de passar bem a guarda, ele tem uma excelente chave de pé e leg-lock, fora que por baixo ele tem a meia-guarda perigosa. Vai ser um lutão em todos os aspectos”, ressaltou em entrevista durante um treino aberto realizado nesta quarta-feira (29), na praia do Pepê, no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta