Dana White perde a paciência e diz que nunca foi amigo do Cutman demitido

0

  Um dos assuntos mais comentados no mundo do MMA nos últimos dias, sem dúvidas, foi a polêmica demissão do lendário Cutman do UFC Stich Duran. A atitude de Dana White de demitir seu funcionário por questionar o novo patrocínio do Ultimate, rendeu grandes criticas tanto para o UFC, quanto para seu parceiro Reebok, pois o cutman revelou uma magoa maior, por não ter sido notificado de sua demissão por Dana. O presidente do UFC finalmente veio a público dar a sua versão sobre o que ocorreu nos bastidores da maior organização de MMA do mundo.
  Em entrevista, Dana White veio aos microfones e rebateu todas as criticas que vinha sofrendo até então. O chefão ainda declarou que o Cutman não irá mais trabalhar no UFC e que eles nunca sequer foram amigos, sendo assim, entende-se que Dana não tinha obrigação alguma de notificar pessoalmente a demissão de Stith Duran.
  – Ele não vai voltar. O mais maluco é que nós temos 10 “cutman” que trabalham aqui. Lorenzo e eu decidimos que iríamos contratar esses profissionais quando nós compramos o UFC e o Stitch Duran precisa aprender o que significa a palavra amigo. Stitch e eu nunca fomos amigos, nós éramos colegas de trabalho, trabalhamos juntos no mundo do boxe e, quando decidimos contratar esses profissionais, ele foi um dos caras que eu trouxe para o UFC. Amigos pessoas para quem você liga, sai, fala com eles o tempo todo. Don House é um cutman do UFC e nós somos muito próximos, mas o Stitch nunca foi meu amigo. Ele disse que eu deveria ter ligado para ele, mas eu nunca lido com cutman, temos um departamento que cuida deles. Nós não éramos amigos, não somos e ele não deveria esperar uma ligação minha. E, se ele fosse meu amigo, por que não me ligou? Nós  não somos assim tão bons amigos? – declarou Dana, em entrevista à tv americana ” Fox Sports”.
  “Eu nunca lidei com as cutman do UFC. Temos um departamento que lida com eles. Não éramos amigos, nós não somos amigos e não, ele não deveria ter esperado um telefonema meu. E se ele é meu amigo, por que ele não chegou até a mim? Se fôssemos tão bons amigos, tudo isso aconteceria”, encerrou o presidente do Ultimate.
  Anteriormente a Reebok já havia feito uma declaração, tirando qualquer tipo de responsabilidade da demissão do Cutman, da empresa. Em nota a distribuidora multinacional declarou :
  “Fãs do UFC, nós não temos nenhuma influência em decisões empregatícias do Ultimate e nem em compensações para lutadores. Nosso foco está exclusivamente em fornecer os melhores equipamentos para atletas e fãs”, alegou a Reebok no comunicado oficial.
  Muitos atletas do Ultimate vieram as redes sociais e declararam apoio ao funileiro do UFC que foi demitido, em entrevista o Cutman deu declarações polêmicas, e disse que o chefão do UFC mudou muito ultimamente e, que Dana White agora só quer saber de dinheiro.
  O Presidente do UFC já bateu o martelo e disse que o Cutman Stitch Duran, não trabalhará mais na sua organização. Mas isso não deixará ele desempregado, por seus 13 anos dedicados a organização e fazendo um bom trabalho, ao ser divulgado na impressa que estava demitido, não demorou muito para que o presidente do WSOF, anunciasse o cutman como o mais novo contratado da organização rival ao UFC. Stitch irá fazer sua estreia na nova organização no dia 1º de agosto, em Las Vegas (EUA), pela edição de número 22 do evento.

Deixe uma resposta