Dedé pederneiras diz que Renan Barão dará a volta por cima

0

 O líder da Kimura Nova União, Dedé Pederneiras, é o principal treinador de vários grandes atletas, dentre eles, o potiguar Renan Barão que lutou no ultimo sábado no UFC On Fox 16, e foi metralhado com golpes do atual campeão americano, TJ Dillashaw. O técnico de Barão ficou muito surpreso com o que aconteceu na luta principal, onde seu pupilo mal conseguia ficar de pé, desnorteado com tantos golpes que havia levado.
  – A gente não tem que dar desculpa. Da outra vez, a gente achou que aquele golpe que entrou no primeiro round fez a diferença, o que a gente continua achando, mas hoje o TJ realmente mostrou que veio muito bem preparado e foi melhor que o Barão. No início do round, a ideia era fazer com que o TJ se desgastasse no clinch, evitando um pouco a trocação no início, e chutar bastante as pernas dele para que diminuísse o ritmo de luta, e foi o que aconteceu. O TJ deu uma diminuída e jogou mais parado dessa vez, só que o Barão começou a cansar e acabou não recuperando nos intervalos de um round para o outro – explicou Dedé em entrevista.
  De acordo com a linha de pensamento com o líder da Nova União, o que foi um critério decisivo para que o americano atleta da Team Alpha Male saísse do octógono como vencedor de sua 2º defesa de cinturão, foi a velocidade com que o campeão disfere os seus golpes no seu oponente.
 – Eu acho que um pouco de cada coisa fez a diferença. Ele veio muito bem preparado fisicamente também, a movimentação dele a gente já esperava, mas acho que nessa luta não foi o fator determinante. Se você parar para comparar essa com a luta anterior, nessa ele se movimentou bem menos do que da outra vez, até por conta dos chutes que o Barão começou a dar direto e os clinches, então ele ficou com receio de soltar o jogo e o Barão começar a botar ele para baixo. Então acho que foi isso que aconteceu.
  O técnico mundialmente reconhecido, não quis falar sobre uma possível mudança de categoria do Barão. Dana White já declarou que o melhor para o brasileiro seria subir para a categoria dos Pesos Penas, que é a mesma do seu parceiro de treino na Nova União, José Aldo (atual campeão linear), mas Dedé Pederneiras ainda abalado com o arrasador nocaute sofrido por Barão não declarou muita coisa.
  – O Barão está bem chateado, o que é normal. A gente não quer pensar em nada agora, até porque está muito recente para tomar qualquer tipo de decisão, mas o Barão vai voltar e vai voltar por cima, com certeza. Ele vai voltar a vencer – finalizou Dedé.

Confira todos os resultados:
UFC: Dillashaw x Barão 2
25 de julho, em Chicago (EUA)
CARD PRINCIPAL
TJ Dillashaw venceu Renan Barão por nocaute técnico aos 35s do R4
Miesha Tate venceu Jessica Eye por decisão unânime (triplo 30-27)
Edson Barboza venceu Paul Felder por decisão unânime (triplo 29-28)
Joe Lauzon venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 2m37s do R1
CARD PRELIMINAR
Tom Lawlor venceu Gian Villante por nocaute aos 27s do R2
Jim Miller venceu Danny Castillo por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-27)
Ben Saunders venceu Kenny Robertson por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Bryan Caraway venceu Eddie Wineland por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
James Krause venceu Daron Cruickshank a 1m27s do R1
Andrew Holbrook venceu Ramsey Nijem por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Elizabeth Phillips venceu Jessamyn Duke por decisão unânime (triplo 29-28)
Zak Cummings venceu Dominique Steele por nocaute técnico aos 43s do R1

Deixe uma resposta