A atleta foi as lagrimas durante a entrevista e acusou Ronda Rousey de ofendê-la.


Foto: Mike Roach/Zuffa LLC

Hoje (18) vai ao ar nos Estados Unidos uma polêmica entrevista da lutadora brasileira Cris Cyborg programa Outside The Lines, da ESPN americana. Na ocasião a atleta disparou contra a sua principal rival, Ronda Rousey foi acusada de ofendê-la e que o seu pai não sabe lidar muito bem com os desrespeitos da americana com sua filha.

– Ronda falou um monte de coisas ruins para mim durante anos, seis, sete anos. Tudo o que ela diz sobre mim não é verdade. Ela não me conhece. Ela nunca falou comigo. Nunca nos conhecemos. Ela me fez chorar porque é difícil quando tudo que ela disse vai para o meu Twitter, para todos os lugares. Eu posso lidar com isso, mas meu pai não pode. Eu mostro que mantenho a força, não me incomoda. Não me incomoda. Eu continuo treinando – disse a brasileira, que chegou a chorar quando falou do pai.
Alem disso, Cris Cyborg ainda ressaltou a notoriedade que uma remota luta contra Ronda Rousey teria, pelo peso dos nomes das duas lutadoras. A atleta brasileira ainda revelou o desejo que o combate se estenda, para que ela possa massacrar mais a adversária.
– A primeira coisa é que essa seria a maior luta de todas no MMA feminino. Para mim seria muito especial porque penso nessa luta há muito tempo. Sei que não preciso provar nada para ninguém. Conheço a mim mesma e sei que nunca escolho oponentes, mas com ela eu gostaria de uma luta. Não se trata de pessoas. É sobre quer socá-la dentro da gaiola.
Não tenho nenhuma questão pessoal com meus oponentes, mas com ela seria diferente. Seria “semi-violento”. Talvez eu não termine a luta rapidamente. – Disparou Cris Cyborg.
Cris Cyborg tem 31 anos e é praticamente o principal nome feminino em todo o cenário do MMA mundial, muito respeitada por sua carreira, possui 18 lutas com profissional, vencendo 16 dessas, perdendo uma e tendo outro no contest.


Loading Facebook Comments ...