“Vai Cavalo” ainda acusa o rival de perseguição.


Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC
O gaúcho Fabrício Werdum estava finalizando o camp para atuar na edição 207 do Ultimate, lá o brasileiro iria enfrentar Cain Velasquez, mas infelizmente o atleta da A.K.A mais uma vez foi forçado a abandonar o card em virtude de lesão, deixando outro oponente na mão, o que deixou Werdum chateado a priore.
Após esfriar a cabeça e receber uma ligação daquele que seria seu oponente no próximo dia 30, Werdum entendeu a situação de Cain Velásquez e aceitou as desculpas.
 
Acesse mais:
Além disso, o ex-campeão da categoria peso-pesado ainda afirmou que está aguardando uma ligação da direção do Ultimate e, caso algum lutador seja oferecido a ele, será aceito prontamente. Na mesma vertente, Werdum aproveitou para cutucar seu rival brasileiro Junior “Cigano” dos Santos.
– O que Cigano disse foi um pouco estranho. Cigano vem me perseguindo há muito tempo. Você geralmente vai atrás do cinturão, não de um lutador. Acho isso estranho. Não me foi oferecida esta (luta). Ele está dizendo que recusei, mas lutaria com ele apenas para acabar com essa história dele me perseguir.

Werdum ainda sinalizou para uma possível revanche contra Cigano, vale ressaltar que os brasileiros já se enfrentaram em 2008, no UFC 90 e Cigano saiu como vencedor do combate por nocaute técnico no 1º round.

– Ele disse algo ontem, disse que não sou um bom lutador. Vou mostrar para ele dentro do octógono. Nos coloquem lá agora, não há problema. Ele acha que sou o mesmo Werdum de 2007. Olhe para nós dois e veja quem evoluiu mais. Meu jogo mudou completamente. Quero lutar na sexta-feira. É difícil por causa da estratégia, para se preparar para alguém com dias de antecedência. Estive pensando sobre Cain Velásquez por três ou quatro meses, treinando para ele, mas vou lutar com qualquer um – Disparou Werdum.


 

Loading Facebook Comments ...