Holly Holm não está nada satisfeita com o resultado. (foto: : Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Além de histórico, a edição 208 da maior organização de MMA do mundo rendeu boas polêmicas após o evento. A bomba da vez ficou por conta da ex-campeã dos galos do Ultimate, após Holly Holm perder por decisão unânime para Germaine De Randamie em Brooklyn (USA), a americana contratou advogados para formalizar um pedido de revisão do resultado.

Lenny Fresquez (empresário de Holly), já havia deixado em aberto a possibilidade para que esse pedido de revisão fosse feito. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ Lenny declarou que esse poderia ser um caminho a ser trilhado por sua equipe.

– Nós definitivamente estamos olhando nossas opções. Estamos vendo as opções que temos junto a comissão. Não sabemos ainda o processo necessário… Mas definitivamente é um caminho que vamos explorar- Disse o empresário.

Agora, já de maneira oficial, a equipe de Holly Holm resolver usar o último artifício que lhe resta para descoroar Germaine De Randamie e sagrá-la a primeira mulher da história do UFC a ser campeã em duas categorias.

“Nós viemos respeitosamente requerer à comissão a revisão da falha do árbitro Anderson de apontar uma falta e descontar um ponto no primeiro e terceiro rounds, e a determinação do resultado apropriado”, dizia o pedido dos advogados de Holly Holm.

Holly Holm está com 35 anos de idade, com 13 lutas como lutadora profissional de MMA, e destas a americana possui 10 vitórias. Em seu auge nas artes marciais mistas, Holm venceu a temida Ronda Rousey, mas sofreu uma baixa e vem de três derrotas, uma para Miesha Tate, outra para Valentina Shevchenko e, como mencionado, na sua última luta contra Germaine De Randamie por Decisão Unânime (48-47, 48-47 e 48-47).

Loading Facebook Comments ...