Foto: Josh Hedges/ Zuffa LLC

Dos 22 (vinte e dois) atletas que atuaram no card do UFC Londres sofreram suspensões médicas em virtude de lesões adquiridas durante o combate. As suspensões variam bastante. a menor foi de um mês fora e maior suspensão, atingiu a máxima de seis meses.

A grande maioria sofreu suspensão branda, dos quinze afastados pelos médicos, nove devem ficar de fora apenas por 30 (trinta dias), como é o caso de Alan Jouban, Brad Pickett, Makwan Amirkhani, Joseph Duffy entre outros.

Outros três lutadores tiveram a suspensão máxima decretada. O brasileiro Francimar Bodão, bem como Scott Askham e Brad Scott estão, até segunda ordem, suspenso por 180 (cento e oitenta) dias, mas todos esses citados podem voltar antes desse prazo, desde que apresentem liberação médica para o retorno regular de seus exercícios.
Confira a lista completa:

Corey Anderson: 60 dias fora, sem treinos com contato físico por 45 dias;
Alan Jouban: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Brad Pickett: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Makwan Amirkhani: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Joseph Duffy: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Reza Madadi: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias por laceração na testa;
Francimar Bodão: 180 dias fora, em virtude de lesão no pé esquerdo, porém pode ser liberado antes do prazo por um médico e a suspensão passa a ser de 30 dias, sem treinos com contato físico por 21 dias por laceração no supercílio direita;
Timothy Johnson: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Daniel Omielanczuk: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Vicente Luque: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Teemu Packalen: 60 dias fora, sem treinos com contato físico por 45 dias (liberado de possível lesão na cabeça);
Brad Scott: 180 dias fora, por causa de uma lesão no ombro esquerdo, podendo ser liberado antes por um médico;
Scott Askham: 180 dias fora, por conta de uma lesão na perna direita, podendo ser liberado antes por um médico e a suspensão passa a ser de 30 dias, sem treinos com contato físico por 21 dias;
Lina Lansberg: 60 dias fora, sem treinos com contato físico por 45 dias (liberado de possíveis lesões na cabeça e na face);
Lucie Pudilova: 30 dias fora, sem treinos com contato físico por 21 dias;

Loading Facebook Comments ...