A rivalidade entre o brasileiro Wanderlei Silva e o americano Chael Sonnen vem desde 2011, quando na época, ainda eram atletas do Ultimate e técnicos de uma das edições do TUF Brasil. Agora a oportunidade de se enfrentarem foi dada pelo Bellator, na edição 180 do evento e, esses foram responsáveis pelo combate principal do evento.

O combate começou frenético, o americano iniciou com um chute e logo conseguiu aplicar a queda, como já se era previsto. A luta seguiu com o ‘cachorro louco’ de costas cravada no chão, enquanto Sonnen golpeava por cima. Nos dois últimos minutos Wanderlei conseguiu trazer a luta de pé novamente e, com um potente soco de direita, fez o americano ir a solo. Já no minuto final, a luta voltou como estava no início, com o brasileiro por baixo.

O segundo round voltou com uma trocação dura logo de início, ambos os lutadores se conectaram de forma contundente. Sonnen viu a brecha e já levou a luta para o solo que é o seu jogo preferido, mas agora o brasileiro já caiu melhor, com uma guilhotina quase encaixada. Por falta de efetividade, o juiz mandou a luta retornar de pé, mas não deu tempo de mais nada e, o americano já levou a luta para o solo novamente. O assalto foi até o final com Sonnen trabalhando por cima e, ‘Wand’ tentando travar a luta.

O terceiro decisivo e último round foi praticamente um replay dos outros assaltos. Wandelei foi em busca da trocação e foi posta para baixo. De costas coladas no chão, o ‘cachorro louco’ só assitiu Sonnen amarrar a luta por cima, enquanto administrava a luta somando os pontos pouco a pouco, sendo suficiente para vencer por pontos.

Na soma das papeletas dos árbitros laterais, o americano teve o seu braço erguido por decisão unânime, vencendo os três rounds.

Loading Facebook Comments ...