Em entrevista ao website norte americano MMAJunkie.com, o presidente do UFC Dana White admitiu ter errado quanto ao tratamento da organização para com a brasileira ex-campeã do extinto Strikeforce e Invicta FC Cristiane ‘Cyborg’ Justino, que irá disputar o cinturão da nova divisão peso-pena da franquia no dia 29 de Julho no Honda Center em Anaheim, Califórnia, Estados Unidos.

“Nós assinamos com a Cyborg, assumimos um compromisso com ela, mas nem tudo tem sido fácil ou divertido como em outras categorias. Mas nós assumimos um compromisso com ela. Ela teve uma caminhada dura até o UFC, não está empolgada com as coisas que têm sido feitas e, pra ser honesto, cometemos alguns erros com a Cyborg. Então, o mínimo que podemos fazer é juntar tudo e dar a Cyborg a chance de lutar pelo título”, comentou.

Na mesma entrevista, Dana se disse completamente descontente com a holandesa ex-campeã Germaine De Randamie, e rasgou elogios a nova adversária de ‘Cyborg’, Tonya Evinger, ex-campeã peso-galo do Invicta FC, que aceitou enfrentar a curitibana mesmo sendo em uma categoria diferente da que compete de costume e praticamente ‘em cima da hora’.

“Vamos deixar uma coisa bem clara: quando você entrar nessa divisão, você sabe quem vai lutar. Basicamente, Cyborg é dona dessa divisão. O lutador que for para os pesos-penas feminino e for disputar o cinturão vai enfrentar a Cyborg. Agora, a Megan Anderson teve alguns problemas pessoais e não pode lutar. E Tonya Evinger é uma garota que tem estado entre as melhores por muito tempo. Ela é dura, corajosa, e estou procurando por lutadores assim. Quero uma mulher que suba lá e encare a Cyborg. Eu acredito que Tonya Evinger é essa mulher, vamos ver”, finalizou.

Loading Facebook Comments ...