Após discutir com Fergusone chama-lo de 'Maricon', Fabrício Werdum irá prestar serviço comunitário a comunidade LGBT
Foto: Reprodução/Internet

Fabrício Werdum se envolveu em mais uma polêmica na carreira como lutador profissional de MMA. Em um evento voltado para a promoção do UFC Las Vegas (USA), o brasileiro discutIU com o Tony Ferguson.

Enquanto o americano estava respondendo perguntas de um repórter, Fabrício Werdum conversava  com uma repórter que estava ali presente, incomodado, o Ferguson pediu para o brasileiro ficar quieto, pois ele estava falando.

Daí deu-se início a uma discussão calorosa entre os lutadores, onde Fabrício Werdum proferiu xingamentos em inglês, espanhol e em português.

Dentre as ofensas disparadas pelo ‘Vai Cavalo’, podem ser ouvidas nitidamente ofensas sexistas, o que fez o UFC se manifestar contra a postura do lutador, que irá prestar serviço a uma comunidade LGBT em Las Vegas.

Foi por meio de um comunicado que o UFC desprezou a conduta de Werdum, e anunciou a prestação de serviço comunitário do brasileiro.

Comunicado sobre Fabrício Werdum:

“O UFC está desapontado com os comentários recentes feitos por Fabrício Werdum em um evento promocional em Los Angeles. A natureza e implicações desses comentários não refletem a visão do UFC e não serão toleradas, não importando a maneira com que elas são usadas. Nós tomamos conhecimento e apreciamos o fato de Fabrício ter pedido desculpas à organização e a qualquer pessoa que ele possa ter ofendido com suas palavras. Como atletas de alto nível, modelos e embaixadores globais do esporte das artes marciais mistas, atletas em contrato com o UFC devem cooperar com o Código de Conduta dos Atletas. Por conta da violação dessa política, Fabrício concordou em desenvolver trabalho comunitário junto à comunidade LGBT em Las Vegas, tomando medidas diretas para proporcionar mudanças e causar um impacto direto na comunidade” – diz o comunicado.

Essa não é a primeira vez que Fabrício Werdum causa dor de cabeça na direção do Ultimate. O lutador ainda não se pronunciou publicamente sobre a decisão da organização.

Aos 40 anos de idade, Werdum possui 29 lutas como profissional, vencedo em 21 oportunidades, perdendo 7 e empatando 1.

 

Loading Facebook Comments ...