Cris Cyborg defendeu Werdum e relembrou omissão do UFC
Foto: Getty Images

Cris Cyborg entrou na polêmica discussão entre Fabrício Werdum e o americano Tony Ferguson. A lutadora que sofria com chacotas, relembrou omissão do Ultimate para defender compatriota.

O comentarista do UFC, Joe Rogan, num passado não tão distante, declarava que Cris Cyborg tinha um pênis e, ao contrário do que aconteceu com Werdum, nada aconteceu.

Foi por meio das redes sociais que Cris Cyborg se manifestou sobre a punição anunciada pelo UFC onde Fabrício Werdum irá prestar serviço comunário para comunidade LGBT. Além disso, a lutadora brasileira disse

Publicação de Cris Cyborg:

“Vamos refletir…
Por anos muitas pessoas dentro da empresa falavam que eu tenho “pênis”. Sim, ridículo de ler, mas isso venho suportando por anos, e ainda continuo tendo ataques com isso por pessoas alienadas pela a mídia.
E quando li essa matéria pensei: “por que quando nós, brasileiros, somos atacados não temos proteção nenhuma e quando nos defendemos de ataques somos punidos?
Na realidade, servir a comunidade fazemos com prazer nos tornamos mais humanos, tem muitos que deveriam ter essa “punição”! E outra coisa, nós brasileiros deveríamos ser respeitados assim como qualquer outro atleta de outro país, sabe por quê?
O Brasil é o país número um com internacional contratos com televisão, isso quer dizer aonde fazem mais dinheiro entre todos os países fora dos USA“.

A discussão entre Fabrício Werdum e Tony Ferguson aconteceu em um evento promocional do UFC em Los Angeles.

O brasileiro de 40 anos perdeu a cabeça após o americano mandar ele ficar quieto, pois estava dando uma entrevista. Daí deu-se início a uma grande discussão, que acarretou na manifestação posterior da maior organização de MMA do Mundo.

Por meio de nota, o UFC declarou estar desapontado com a postura de Werdum. Além disso, disseram que a empresa não corrobora com esse tipo de atitude tomada por Fabrício Werdum.

O UFC ainda não se pronunciou a respeito de seu período de omissão em relação ao preconceito sofrido por Cyborg. A organização de igual forma não comentou sobre a postura da lutadora brasileira.

Loading Facebook Comments ...