Diego Sanchez revela: “Eu sabia que estava perdendo”

0

O americano Diego Sanchez comentou pela primeira vez a polêmica vitória do último sábado no UFC Rio Rancho sobre o brasileiro Michel Pereira. Em desvantagem na papeleta dos juízes, Sanchez sofreu uma joelhada ilegal e acabou saindo dá luta. Em entrevista para o site MMA Junkie, Diego revelou que tomou a decisão mais inteligente.

“Eu desisti? Não. Fui acertado com uma joelhada seríssima na cabeça. Eu sabia que estava perdendo por pontos, tinha consciência do que estava acontecendo. Tomei uma decisão inteligente, madura, porque sabia, independente do que aconteceria no dois minutos restantes de luta, que o meu rosto estaria coberto de sangue, e a imagem estaria na cabeça dos juízes. Não teria mais nenhuma chance de vencer aquela luta. Eu desisti? Minha decisão foi tomada de forma a não me colocar em perigo, já que eu poderia ter me machucado ainda mais depois que aquele filho da p*** me acertou uma joelhada ilegal quando eu estava abaixado no chão”, disse Diego.

Diego também afirmou que fraturou duas costelas. além de revelar que sabia que estava perdendo na pontuação dos juízes.

“O golpe na minha cabeça foi muito forte, mas eu tomei a decisão certa. Eu sabia que estava em desvantagem, mas meu adversário perdeu o controle. Ele não teve a visão de perceber que eu estava abaixado por conta de um golpe forte nas costelas, que realmente me machucou. Fraturei duas costelas totalmente ali. Eu caí e ele não entendeu o porquê. Ele acertou um golpe duríssimo na minha cabeça, que rachou a minha testa. Eu não sou um ser humano comum. O golpe não me nocauteou, mas me machucou”

Sanchez ficou na bronca com as críticas e exigiu mais respeito da comunidade do MMA e por parte da imprensa por tudo o que já fez no MMA.

” E o sangue? E a cicatriz que vai me acompanhar pelo resto da vida? E a impressão que ficou para os juízes? E se eu tivesse me machucado seriamente? Não preciso que vocês digam que “eu devo ser o cara mais corajoso do MMA, mas eu desisti porque estava com medo de Michel Pereira”. Estou nesse esporte há mais tempo do que todo mundo, e mereço respeito. Se o UFC, a comunidade do MMA e a imprensa não quiserem me dar esse respeito, eu vou ter que pegar à força. Eu sou independente financeiramente, e só vou parar de lutar quando eu decidir”, finalizou Sanchez.

Deixe uma resposta