Foto: Buda Mendes/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

 

Foto: Buda Mendes/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

O jovem americano que ganhou o publico brasileiro depois de cantar “Aquele 1%”, música de Wesley Safadão, cortou seus laços afetivos com o Brasil. Kelvin Gastelum fez sua última luta em Fortaleza-CE e atropelou Vitor Belfort ainda no primeiro round e, na sequencia desafiou Anderson Silva.

Após a luta contra Vitor Belfort, Gastelum foi submetido a exames, onde constaram a presença de uma substância proibida. Réu confesso, o americano conseguiu atenuar sua punição após uma negociação, com isso, ficou estipulado a suspensão de 3 (três) meses, multa de 20% da bolsa que faturou em Fortaleza e o resultado da luta contra Belfort foi alterada para ‘no contest’.

Muito chateado com a punição sofrida (mesmo que tão branda), Kelvin Gastelum usou a sua conta oficial no Twitter para soltar o verbo contra o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva do MMA (STJD-MMA). Em uma publicação de desabafo, o americano de raizes mexicana disparou: – Suspensão aceita, mas nunca lutarei no Brasil novamente. Tudo o que eles querem é $$$$ (dinheiro) – Escreveu o lutador.