Andre Ward comemora vitória sobre o rival russo (Foto: Ethan Miller / Getty Images)

Andre Ward havia prometido que nesta revanche contra Sergei Kovalev sua superioridade seria demonstrada com bastante evidência e que não sucederiam controvérsias ou discussões quanto a isso, de fato ele cumpriu isto, pois conseguiu um nocaute técnico no oitavo round e manteve seus cinturões, no entanto, a polêmica insiste em permear o duelo entre os dois.

Sete meses após o primeiro encontro onde o americano saiu vitorioso em uma duvidosa decisão unânime a reedição do embate ocorreu e a principio parecia caminhar para um desfecho já conhecido. O russo começou impondo seu ritmo agressivo e intenso, enquanto “SOG” circulava buscando ajustar seu jogo e se encontrar na luta. No segundo assalto Kovalev seguiu trabalhando os jabs com sua rápida mão esquerda, Ward respondeu com alguns contragolpes e acabou sendo advertido pelo árbitro após um golpe baixo desferido posteriormente ao clinch muito disputado, é perceptível a animosidade entre os dois. Sergei continua em situação agradável conectando sequencias bem contundentes, ao passo que o americano aplica bons diretos, porém, ainda não consegue responder a altura. O quarto round parece ser um replay do anterior, “The Krusher” mantém seu poder incisivo com jabs, cruzados, uppercuts e fatura os quatro primeiro assaltos com certa facilidade.

Chegando ao quinto assalto o embate muda de cenário, Ward passa a equilibrar as ações e Kovalev não tem a mesma agilidade. A técnica do americano é primorosa, exibindo rapidez e precisão. A parti daí, embora o poder do russo seja evidentemente maior, o americano começou a ser superior com boas esquivas e alta habilidade para encontrar brechas.

Andre Ward celebra vitória logo após interrupção do árbitro Tony Weeks (Foto Getty Images)

Eis que inicia-se o oitavo assalto, após uma intensa trocação no começo Andre Ward conecta potente cruzado de direita e deixa o russo em situação instável, o americano vai em busca do fim, acelera o passo aplicando muitos golpes no corpo fazendo o russo recuar até encontrar as cordas para se defender mostrando visível cansaço e entrega, assim o árbitro resolver interromper decretando a vitória de Ward, mas o ex-campeão reclamou afirmando ter sido vítima de golpes ilegais e que este o teriam feito agachar.

De qualquer forma, a situação estava bastante difícil para Sergei Kovalev, não creio que ele conseguiria reverter este fim, a vitória de “SOG” era certa e os fãs puderam ter a certeza de que ele é realmente número um do mundo.

Aos 33 anos “Son of God”, como é conhecido Andre Ward (32-0)  coleciona uma invencibilidade de 32 lutas (16 nocautes) e após reinar absoluto nos super médios, agora ele derrota duas vezes o pugilista que aterrizou os meio-pesados e deve em breve tentar conquistar outra divisão acima. Seus próximos podem ser encarar o russo campeão interino da WBA Dmitry Bivol (11-0) ou o atual número um da IBF Artur Beterbiev (11-0), entretanto, Ward já foi desafiado para uma unificação com o campeão meio-pesado da WBC Adonis Stevenson (29-1)  e isto pode acontecer.