Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Image

O brasileiro Fabrício ‘Vai Cavalo’ Werdum, lutou na edição de número 213 do Ultimate contra Alistair Overeem e, após duelo de três rounds, o gaúcho foi derrotado por decisão majoritária na soma das papeletas do árbitros laterais.

Já nas redes sociais, o brasileiro se pronunciou protestando contra o resultado do combate. Para Fabrício Werdum, a decisão dos juízes está errada e, em publicação, expôs os números da luta. Na descrição de seu post, Werdum disparou: -“Contra fatos não há argumentos”.

Em conversa com o portal ‘combate.com’, Fabrício Werdum declarou ter ganhado o primeiro e o terceiro round. ‘Vai Cavalo’ descartou ter havido corrupção dos juízes que decidiram o combate, mas acredita que houve um erro. Além disso, o peso pesado ainda declarou que vai recorrer do resultado do combate.

– Eu acho que ganhei o primeiro round por uma pequena vantagem. Eu troquei muito mais, procurei a luta, corri atrás para que ela acontecesse. Se dependesse do Overeem, ficaríamos parados, um olhando para a cara do outro. Tive que tomar a iniciativa. Na hora do descanso, o mestre Rafael Cordeiro falou: “Werdum, ganhamos o primeiro, mas é para se movimentar mais, colocar mais o ritmo”. No segundo, puxei duas vezes para a guarda, ele acertou mais golpes naquele momento, acho que ganhou o segundo. No terceiro, eu venci claramente. Eu procurei a luta o tempo inteiro, dei o ritmo. Botei para baixo, dei o knockdown. Quem chegou mais perto da vitória fui eu. Ele chegou a cair. Foi o que eu vi, o que todo mundo viu. O que estou recebendo de mensagens… Vou entrar com recurso, não digo roubo, em nenhum momento disse isso. Erros acontecem, é normal. Não só no mundo do MMA, em tudo. Quantas vezes vimos resultados assim em outros esportes? Aconteceu um erro. A Comissão de Nevada deu essa oportunidade aos atletas de recorrerem, então vou recorrer. É um direito. É um resultado importante para mim, vou correr atrás disso. Não quero dizer que me roubaram ou coisa assim, quero deixar bem claro, mas enganos acontecem. Os juízes não viram a mesma luta. Não é perseguição, uma coisa comigo. Acontece, mas vamos ver se consertamos isso.

Aos 39 anos de idade, Fabrício Werdum amargou mais um revés na carreira. Provavelmente o vencedor desse combate seria credenciado a disputar o cinturão dos pesados, que já pertenceu ao brasileiro, mas atualmente é de Stipe Miocic. Como lutador profissional de MMA, Werdum tem 29 lutas, sendo dessas, 21 vitórias.