Jon Jones relata abandono de Dana White quando ele mais precisou

0
Foto: Reprodução

Jon ‘Bones’ Jones é nomeado por muitos fãs e especialista de MMA como sendo o maior lutador de todos os tempos e, nada mais conveniente, que quando este estivesse passando por um mal momento, que o patrão estivesse ao seu lado. Segundo o lutador isso não aconteceu e disparou contra o presidente do UFC.

Foi em entrevista ao jornal “LA Times” que Jon Jones disparou contra o mandachuva da maior organização de MMA do mundo. Apesar de, indiscutivelmente, ser um dos lutadores mais vendáveis da empresa, o americano ex-campeão do peso meio-pesado entrou numa sequência de derrotas fora do octógono, quando testou positivo para o uso drogas no exame feito pela USADA, e também quando se envolveu num acidente de trânsito, onde não prestou socorro a uma gestante que estava envolvida com o ocorrido etc.

Para Jon Jones, o presidente do UFC deveria ter dado maior apoio ao seu atleta, além disso, disparou que só é importante para a organização os atletas que vendem  pay per view. O lutador ainda declarou que se sentiu abandoado pelo patrão e, que Dana White mostrou quem realmente ele era.

– Eu acho que, quando você faz dinheiro pra companhia, é uma atração de pay per view e coloca dinheiro no bolso dele, aí você significa muito para ele. No momento que você não faz essas coisas, você não significa nada para ele, e ele fez um trabalho decente de mostrar isso. Eu me senti completamente abandonado por ele, numa situação em que eu mais precisava dele. Sinto que ele mostrou quem ele realmente é, e agora não tenho nenhum desejo de fingir que ele se importa comigo ou que somos amigos – Disparou Jon Jones.

Aos 30 anos de idade, Jon Jones tentará reaver o título (que já foi seu e retirado durante seu envolvimento em grandes polêmicas) amanhã (29), na edição de número 214 do UFC contra Daniel Cormier.

Deixe uma resposta