Cris Cyborg defendeu Werdum e relembrou omissão do UFC
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

A primeira disputa de cinturão da noite de lutas em Anaheim , nos Estados Unidos, foi a disputa dos pesos penas femininos entre Cris Cyborg x Tonya Evinger.

Cris Cyborg foi a primeira golpear e Tonya Evinger acabou escorregando, em outras oportunidades a brasileira voltou a golpear de maneira contundente o frontal da adversária, que a essa altura, tentava colocar a luta para o solo, onde teria, mais chance. Tonya Evinger até conseguiu aplicar duas quedas, mas em ambas a Cris bateu e voltou. Um dedo no olho da brasileira interrompeu o combate na segunda metade do assalto. Após isso, ‘Cyborg’ voltou para combate e confirmou o round com mais bons socos que levantaram a torcida.

O segundo round voltou com a mesma proposta do round anterior. Imponto o ritmo da luta, a brasileira Cris ‘Cyborg’ foi abrindo vantagem no assalto novamente com seus potentes socos no frontal da Tonya Evinger, que resistia duramente. ‘Cyborg’ acabou levanto mais um round depois de mostrar seu bom muay thai.

Parecia um replay, de maneira arrasadora Cris ‘Cyborg’ foi impondo seu jogo sobre Tonya Evinger, que não conseguia mais absolver os golpes com tanta facilidade, mostrando nítido cansaço e abatimento após a saraivada de golpes. Foi quando a brasileira emplacou uma sequencia de joelhadas certeiras , fazendo a americana sucumbir de cara no tablado.

Aos 32 anos, Cristiane ‘Cyborg’ Justino se sagrou a primeira brasileira a ser campeã dos pesos penas femininos. Essa foi a vigésima luta da brasileira, que saiu como vencedora em 18 oportunidades e, é apontada por muitos, como a maior lutadora de todos os tempos.