Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

O co-evento principal da noite de lutas em Anaheim, nos Estados Unidos, foi a disputa de cinturão do Peso-meio-médio entre Tyron Woodley e o brasileiro Demian Maia, combate realizado na edição de número 214 do Ultimate.

Demian começou buscando o combate, tentando encurralar o campeão Tyron Woodley na grade para aplicar a queda, mas o americano frustou as primeiras tentativas do desafiante ao título. O combate seguiu morno no centro do combate, sem ninguém tomar muita iniciativa do combate, com exceções das tentativas de quedas por parte do brasileiro, podendo o round ser pontuado para qualquer um.

Tyron Woodley voltou mais solto para o segundo assalto e nos primeiros segundos, conseguiu conectar seu poderoso soco de direita. O brasileiro absolveu o golpe mas sofreu um knockdown logo em seguida. Com a confiança mais alta, o campeão ditou o ritmo e atacou mais e, continuou frustrando as tentativas de queda do Demian Maia, vencendo o segundo round.

No terceiro round, o brasileiro começou tentando encurralar o americano na grade para tentar aplicar a queda, mas a defesa de queda do campeão estava em dia e, continuou a frustrar o jogo do Demian. A discreta trocação foi seguindo durante o round, com a vantagem para Tyron Woodley.

O penúltimo round não foi muito diferente dos anteriores, o campeão frustou todas as tentativas de quedas do Demian Maia, e castigava o frontal do brasileiros com socos, que de tanto inchados, quase não havia campo de visão para o desafiante. Tyron Woodley venceu mais um round, não deixando margem para o brasileiro vencer por pontos.

Para o quinto o último round,  Demian logo no início foi com tudo para agarrar e tentar derrubar, mas Tyron Woodley estava muito escorregadio e frustou a queda mais uma vez. O restante foi mais do mesmo.  Woodley foi melhor e venceu mais um.

Na soma das papeletas dos árbitros laterais, Tyron Woodley teve seu braço erguido por decisão unânime e manteve o seu cinturão.