Imagem: MMA Junkie
Imagem: MMA Junkie

Em busca de recuperação, Rany Yahya sobe no octógono mais famoso do mundo, diante Henry Briones no próximo sábado (05) no UFC México. Em entrevista exclusiva para a Tudo Sobre MMA, o brasileiro falou sobre a recente derrota, e a preparação para o próximo confronto.

Rani revelou que fez o camp na American Top Team nos Estados Unidos, e como o duelo será realizado na Cidade do México, lugar que tem uma altitude de cerca de 2.200 metros, o brasiliense revelou que chegou alguns dias antes, para se adaptar ao local.

“O camp foi muito bom. Já estava treinando lá em Brasília, e quando a luta foi agendada, fui para a ATT treinar. 15 dias antes, cheguei aqui na Cidade do México para me adaptar. Fiz um trabalho intenso de adaptação na altitude, e estou me sentindo muito bem.

O peso-galo vinha embalado com uma sequência de três vitórias consecutivas, entretanto, sofreu um revés diante Joe Soto por decisão unânime no UFC Fight Night 106, em março desse ano (2017). Segundo Yahya, problemas no corte de peso, foram uma das causas para o mau rendimento.

“Cometi diversos erros naquela luta, primeiramente na parte da pesagem, onde perdi muito peso antes da luta, cheguei a desmaiar cortando peso, e acho que isso influenciou um pouco, pois não consegui ter um bom rendimento. Também troquei bastante porrada, e acabei saindo um pouco da minha característica, que é levar para o chão. Teve também uma cabeçada acidental que me deixou bastante zonzo, e eu acabei perdendo o “GPS” do que estava acontecendo na luta. Também cansei bastante e lutei exausto dali em diante.”

Seu adversário será Henrique “Henry” Briones. Um mexicano de 36 anos que possui um cartel com 16 vitórias e seis derrotas. Apesar de ter um bom boxe, para Rani Yahya, Briones possui várias “deficiências” em seu jogo.

“A principal característica dele é o boxe. Responde bem com a mão direita, tem um bom direto de direita, tem um bom uppercut com a mão direita, dá uns bons jabs. Na verdade é só isso que vejo de qualidade nele, sem querer desmerecer, pois dentro dessas próprias qualidades dele, se encontram algumas deficiências, já que ele se expõe bastante em pé, o no chão ele não é nenhum especialista, o wrestling dele também, deixa a desejar, enfim, acho que é uma luta muito boa para mim.”