Foto: Anton Tabuena
Foto: Anton Tabuena

A americana Ronda Rousey vinha varrendo todas que cruzavam a sua frente na divisão dos galos femininos, até a 12ª luta na carreira, a musa estava invicta, derrotando quase todas as adversárias ainda no primeiro round.

Foi ai que surgiu a primeira pedra no sapato da ‘Rowdy’, a atleta oriunda do boxe Holly Holm, foi a responsável pelo primeiro revés de Ronda Rousey, foi na edição de número 193 do UFC que Ronda sucumbiu após um potente chute alto no segundo. Após a derrota, a ex-campeã ficou cerca de um ano afastada do octógono e, retornou para enfrentar Amanda Nunes, que é a atual campeã da divisão. Já era a edição 207 do Ultimate, e a ‘Leoa’ brasileira nocauteou a americana ainda no primeiro round, tendo a luta durado menos de um minuto.

O presidente do UFC, Dana White, basicamente confirmou à ESPN americana que a aposentadoria de Ronda Rousey é algo certo. Além de ressaltar que a ex-judoca não gosta de perder, declarou que agora ela deve ingressar numa outra fase na sua vida e, construir uma família.

– Ela não saiu assim de cena porque tinha que sair. É disso que a Ronda é feita. Ela é super competitiva e não gosta de perder. Eu sei que ela tem sido criticada (por ter sumido), mas ela é assim. E é pela Ronda ser assim que todo mundo passou a apoiá-la. Foi isso que fez as divisões femininas explodirem. Agora, acredito que ela vá seguir em frente para o próximo capítulo de sua vida, vai casar, ter filhos, essas coisas. Não é triste, está sendo da forma que ela queria – Declarou o mandachuva.

Ronda Rousey atualmente está com 30 anos de idade. Sua última luta foi no final de dezembro do ano passado (2016), justamente contra a brasileira, onde foi derrotada, como já destacado. Como lutadora profissional de MMA, foram 14 combates, tendo ‘Rowdy’ saído como vencedora em 12 oportunidades e sendo derrotada em outras duas.