Eu escrevi anteriormente que o maior espetáculo de lutas do mundo ainda não é o UFC e sim o WWE ( World Wrestling Entertainment ) e, em particular, o Show promovido por esta companhia e denominado Wrestlemania, que chega à competir em estrutura e numero de espectadores com o SuperBowl, a Liga de Futebol Americano ( NFL ), também muito popular nos EUA.

Talvez o leitor não tivesse conhecimento desse fato, mas a verdade é que os lutadores de Pro Wrestling são bem mais famosos que os competidores de MMA, particularmente na terra do Tio Sam.

Este é um ponto que é muito difícil entendermos.

A dúvida procede, principalmente para nós brasileiros, por que aqui temos a cultura das lutas reais e aprendemos à valorizar aqueles que de fato são os melhores lutadores e possuem técnicas mais eficientes.

Este artigo é baseado em estimativas da revista Forbes sobre quais foram os melhores salários das estrelas do UFC e da WWE recebidos em 2017. Baseia-se em rankings, aparições e informações salariais anteriores. Também tenha em mente que Ronda Rousey, por exemplo, não lutou em 2017, mas ainda assim dá uma boa idéia da estrutura de pagamento do UFC e da WWE, o maior show de MMA  e a maior empresa de Pro Wrestling do mundo, respectivamente.

No número 5 da WWE, Dean Ambrose , cujo salário é estimado em US $ 2,7 milhões em 2017. No UFC, o número 5 é Anderson Silva, ganhando entre US $ 2 e US $ 6 milhões. Não é ruim para Silva, especialmente considerando que a maioria dos lutadores do UFC podem lutar apenas 4-5 vezes por ano. É bem verdade que os lutadores do UFC provavelmente tomam muito mais dano por 3-4 lutas sem eu esporte ( MMA ), mas os atletas do Pro Wrestling lutaram 192 vezes no período 365 dias ( o período de um ano ), e Ambrose está trabalhando duro por cada centavo desses 2,47 milhões de dólares, além do que a sua carga horária é maior.

No número 4 da WWE, Roman Reigns ganhou US $ 3,5 milhões. No UFC, o número 4 é Jon Jones, cuja estimativas de ganhos fica entre $ 3- $ 7 milhões. Muito comparável.

No número 3 no UFC, Ronda Rousey, cuja previsão da Forbes, poderia chegar de US $ 10 a US $ 15 milhões em 2017 caso a atleta faça apenas uma única luta este ano. Não esqueça. Ainda estamos apenas em outubro. Faltam quase 2 meses para o dia 31 de dezembro. Tempo suficiente para um camp de treinamento, um dia de pagamento e um milagre. Independentemente disso, o valor estimado para Rousey ainda se sobrepõe ao número 3 na WWE, Triple H em US $ 3,8 milhões.

No número 2 da WWE, John Cena cujo salário é de US $ 8 milhões. O número 2 no UFC é Georges St. Pierre, estimado pela Forbes para ganhar US $ 10 a US $ 20 milhões por duas possíveis lutas ( caso o lutador do Canadá volte à ativa esse ano e prossiga no próximo ). Embora John Cena seja claramente mais conhecido do que St. Pierre, aqui a vantagem seria para o UFC  porque John Cena teria que fazer muito mais que 2 aparições para ganhar o valor estipulado de seu salário.

No número 1 em ambos os esportes, você ficará verdadeiramente surpreso: ambos são campeões do UFC: Brock Lesnar com um salário de  US $ 12 milhões e Connor McGregor com um recorde de $ 100 milhões.

O montante de dinheiro, ou seja, os $ 100 milhões, que é o total de McGregor foi inflado pela luta com Floyd Mayweather. A menos que ele lute com Mayweather novamente, ele nunca mais poderá se aproximar desse valor, sugere a Forbes. Mas os 100 maiores lutadores do UFC combinados, provavelmente não teriam US $ 100 milhões oferecidos por seus nomes.

Talvez isso tenha de ser levado em consideração para aqueles que acreditam que o UFC não paga bem aos seus lutadores. Claramente, as melhores estrelas do UFC estão indo bem, se não forem melhores do que as concorrentes da WWE, conclui a Forbes.

Contudo, apesar do relatório acima, eu gostaria de discordar em um aspecto, pois a popularidade dos pro wrestlers continua à superar a dos lutadores de MMA e isso ainda gera melhores salários no geral.

Até mesmo por isso, atletas como Franklin Roberto “Bobby” Lashley, ou simplesmente Bobby Lashley estão alternando participações em competições de MMA do porte do Bellator e de Pro Wrestling, onde Bobby trabalha para a Total Nonstop Action Wrestling ( TNA ).  Ele é apenas um exemplo entre muitos.

Em países que são grandes polos das lutas como EUA, México e Japão está virando moda o lutador de MMA fazer Pro Wrestling por razões financeiras, já que é possível lutar todos os dias. Não se trata apenas de prolongar a carreira, mas principalmente de engordar a conta bancária.

Não é à toa que o próprio Conor McGregor está cogitando fazer uma luta na  WWE.

_

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa

Foto : Imagem meramente ilustrativa da promoção de uma luta entre o irlandês Conor McGregore o gigante Brock Lesnar, ambos campeões de popularidade. De acordo com os fãs, este é o duelo que todos querem ver sob o formato do Pro Wrestling.