Autor: Kelvin Ramirez

Apaixonado por (quase) todos os esportes! Desde 2015 noticiando sobre MMA. Acadêmico de Jornalismo - Sinop/MT
Amanda nunes defende o cinturão contra julianna peña no ufc 265

Amanda Nunes defende o cinturão contra Julianna Peña no UFC 265

O retorno de Amanda Nunes já está marcado. A brasileira defenderá o cinturão do peso-galo contra a americana Julianna Peña no UFC 265, marcado para o dia 7 de agosto. A informação é do presidente Dana White em contato com a ESPN.

Será a sexta defesa de cinturão de Amanda Nunes da categoria até 61kg. A brasileira atualmente possui dois cinturões (peso-galo e peso-pena) no Ultimate e vem defendendo ambos os títulos. Conquistou o cinturão dos galos em 2016 quando bateu Miesha Tate, e desde então emplacou vitórias contra Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Raquel Pennington, Holly Holm e por último Germaine de Randamie.

O cinturão peso-pena foi faturado em 2018 quando venceu a compatriota Cris Cyborg por nocaute, e depois de defender duas vezes o cinturão peso-galo voltou para a categoria acima e defendeu duas vezes, contra Felicia Spencer e Megan Anderson.

Leia também:

Com 10 vitórias e quatro derrotas na carreira, Julianna Peña tenta chocar o mundo. A lutadora americana com raízes venezuelanas fez apenas três lutas desde 2019, saindo derrotada em um confronto contra Germaine de Randamie e conseguindo vencer dois confrontos, diante de Nicco Montaño e Sara McMann.

Dustin poirier volta atrás após acusar ‘calote’ de conor: “me precipitei”

Dustin Poirier volta atrás após acusar ‘calote’ de Conor: “Me precipitei”

O lutador Dustin Poirier voltou atrás após acusar publicamente Conor McGregor de não pagar uma doação de 500 mil dólares prometido para sua instituição de caridade. A cobrança do americano não caiu bem e o clima esquentou em um rede social com McGregor até ameçando a deixar a trilogia que está marcada para o UFC 264, no dia 10 de julho na T-Mobile Arena em Las Vegas (EUA).

Mas a troca de farpas não durou muito no Twitter, Dustin Poirier se retratou logo em seguida depois explanar a promessa não cumprida de Conor. O americano lamentou ter levado a público o empecilho pessoal com o irlandês.

“Sou muito apaixonado pelas ações de caridade que faço, como todos vocês sabem. Eu me afobei e levei a público problemas particulares entre Conor e a minha fundação. Eu errei. Vivendo e aprendendo. Espalhar positividade e fazer o bem é meu o meu objetivo. Sinto que trouxe energia negativa e opiniões pessoais para algo no qual eu trabalho tanto e que dá às pessoas razões para serem felizes e sorrirem”.

Na quarta-feira (14), além da oficialização da trilogia, o presidente Dana White anunciou que o evento terá a presença do público com uma carga de 20 mil ingressos disponíveis.

Card do UFC 262 – McGregor x Dustin Poirier 3


Peso-leve: Dustin Poirier x Conor McGregor
Peso-meio-médio: Gilbert Durinho x Stephen Thompson
Peso-pesado: Greg Hardy x Tai Tuivasa
Peso-mosca: Jennifer Maia x Jessica Eye
Peso-pena: Ryan Hall x Ilia Topuria
Peso-mosca: Zhalgas Zhumagulov x Jerome Rivera
Peso-médio: Omari Akhmedov x Brad Tavares

*Ainda em formação

Mcgregor x porier 3 terá ‘casa cheia’, segundo dana white

McGregor x Poirier 3 terá ‘casa cheia’, segundo Dana White

O aguardado UFC 264 também contará com a presença do público. Após a oficialização da trilogia entre Conor McGregor e Dustin Poirier, o presidente Dana White confirmou que o evento terá uma carga de ingresso para 20 mil pessoas na T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA) no dia 10 de julho.

Mas essa não será a primeira edição com o retorno da torcida, pois o primeiro evento que voltará a ter as portas abertas será o UFC 261, programado para acontecer no dia 24 de abril em Jacksonville (EUA). Segundo Dana foi uma das vendas mais rápidas da história da organização. Para esse dia está programado três disputas de cinturão.

A edição de número 262, que acontecerá em Houston (EUA) também vai contar com a presença do público. Nesse evento acontecerá a disputa pelo cinturão dos leves entre o brasileiro Charles do Bronx e o americano Michael Chandler. Foram disponibilizados cerca de 17 mil ingressos.

CONFIRA O VÍDEO PÚBLICADO POR DANA WHITE:

Card do UFC 262 – McGregor x Poirier 3 (ainda em formação):


Peso-leve: Dustin Poirier x Conor McGregor
Peso-meio-médio: Gilbert Durinho x Stephen Thompson
Peso-pesado: Greg Hardy x Tai Tuivasa
Peso-mosca: Jennifer Maia x Jessica Eye
Peso-pena: Ryan Hall x Ilia Topuria
Peso-mosca: Zhalgas Zhumagulov x Jerome Rivera
Peso-médio: Omari Akhmedov x Brad Tavares

Glover teixeira enfrenta jan blachowicz pelo cinturão no ufc 266

Glover Teixeira enfrenta Jan Blachowicz pelo cinturão no UFC 266

Glover Teixeira vai ter mais uma chance pelo cinturão no UFC. O presidente Dana White confirmou para ESPN nesta terça-feira (14), que o brasileiro enfrentará o campeão dos meio-pesados Jan Blachowicz no UFC 266, no dia 4 de setembro em local ainda não anunciado.

Com cinco vitórias consecutivas, Glover Teixeira, 41, deverá ter a última oportunidade de faturar o título. Na primeira vez enfrentou Jon Jones em 2014, mas foi superado na decisão unânime. A nova sequência vitoriosa começou em 2019, onde derrotou Karl Roberson, Ion Cutelaba, Nikita Krilov, Anthony Smith e por último finalizou o compatriota Thiago Marreta em novembro do ano passado.

Leia também:

Jan Blachowicz busca a segunda defesa de título, o polonês conquistou o cinturão depois de bater Dominick Reyes por nocaute técnico. Em seguida venceu o nigeriano Israel Adesanya na primeira defesa. No Ultimate, o polonês perdeu apenas uma das últimas 10 lutas, justamente contra o último adversário de Glover, o brasileiro Thiago Marreta.

Salários ufc vegas 23 – mackenzie dern fatura a maior bolsa da edição

Salários UFC Vegas 23 – Mackenzie Dern fatura a maior bolsa da edição

Aconteceu no último sábado (10) em Las Vegas, mais uma edição do UFC. Como já é de costume, após o evento alguns veículos de imprensa disparam os possíveis salários que cada lutador ganhou. Para esse evento, tiramos o valor da divulgação do site “The Sports Daily”.

A Comissão Atlética de Nevada não divulga os valores oficiais, porém a estimativa dos salários é feita sobre os últimos pagamentos de cada lutador, ou seja, os valores oficialmente podem ser distintos dos apresentados abaixo.

A americana com nacionalidade brasileira, Mackenzie Dern, levou a maior bolsa da noite. Isso graças ao bônus de 50 mil dólares pela performance da noite depois de vencer Nina Nunes com facilidade no primeiro round. Além da bonificação, ela garantiu 60 mil dólares. Totalizando então em conversão para reais cerca de R$ 934.800 (novecentos e trinta e quatro mil e oitocentos reais).

Para os protagonistas do evento, o italiano Marvin Vettori que saiu vitorioso na decisão dos juízes, faturou 104.000 mil dólares, enquanto o derrotado Kevin Holland embolsou menos, 81.000 mil dólares.

CONFIRA ABAIXO OS SALÁRIOS DO UFC VEGAS 23:

  • Jim Miller : $ 132.000 ($ 111.000 para lutar, $ 21.000 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Mackenzie Dern : $ 164.000 ($ 54.000 para lutar, $ 54.000 de bônus de vitória, $ 50.000 de bônus de Performance da noite, $ 6.000 de incentivo à semana de luta)
  • Sam Alvey : $ 141.000 ($ 70.000 para lutar, $ 50.000 de bônus de Luta da Noite, $ 21.000 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Arnold Allen : $ 110.000 ($ 52.000 para lutar, $ 52.000 de bônus para vitória, $ 6.000 de incentivo para a semana da luta)
  • John Makdessi : $ 110.000 ($ 46.000 para lutar, $ 46.000 de bônus de vitória, $ 2.000 de Bahamondes por perda de peso, $ 16.000 de pagamento de incentivo da semana da luta)
  • Mike Perry : $ 106.000 ($ 95.000 para lutar, $ 11.000 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Marvin Vettori : $ 104.000 ($ 49.000 para lutar, $ 49.000 de bônus para a vitória, $ 6.000 de incentivo para a semana da luta)
  • Julian Marquez : $ 94.500 ($ 20.000 para mostrar, $ 20.000 de bônus de vitória, $ 50.000 de bônus de Luta da Noite, $ 4.500 de incentivo de semana de luta)
  • Kevin Holland : $ 81.000 ($ 70.000 para lutar, $ 11.000 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Mateusz Gamrot : $ 74.000 ($ 10.000 para lutar, $ 10.000 de bônus para vitória, $ 50.000 de bônus de Performance of the Night, $ 4.000 de incentivo para a semana de luta)
  • Scott Holtzman : $ 50.000 ($ 39.000 para lutar, $ 11.000 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Daniel Rodriguez : $ 44.500 ($ 20.000 para lutar, $ 20.000 de bônus para vitória, $ 4.500 de incentivo para a semana de luta)
  • Jack Shore : $ 44.500 ($ 20.000 para lutar, $ 20.000 de bônus para vitória, $ 4.500 de incentivo de semana de luta)
  • Da Un Jung : $ 44.500 ($ 20.000 para lutar, $ 20.000 de bônus para vitória, $ 4.500 de incentivo para a semana de luta)
  • Joe Solecki : $ 44.000 ($ 20.000 para lutar, $ 20.000 de bônus para vitória, $ 4.000 de incentivo para a semana de luta)
  • Sodiq Yusuff : $ 36.000 ($ 30.000 para lutar, $ 6.000 de incentivo à semana da luta)
  • Nina Nunes :  $ 36.000 ($ 30.000 para lutar, $ 6.000 de pagamento de incentivo da semana da luta)
  • Impa Kasanganay : $ 28.500 ($ 12.000 para lutar, $ 12.000 de bônus na vitória, $ 4.500 de incentivo à semana de luta)
  • Jarjis Danho : $ 24.500 ($ 10.000 para lutar, $ 10.000 de bônus para vitória, $ 4.500 de incentivo de semana de luta)
  • Hunter Azure : $ 24.500 ($ 20.000 para lutar, $ 4.500 de pagamento de incentivo da semana de luta)
  • Luis Saldana : $ 24.500 ($ 10.000 para lutar, $ 10.000 de bônus para vitória, $ 4.500 de incentivo para a semana de luta)
  • Jordan Griffin : $ 24.500 ($ 20.000 para lutar, $ 4.500 de incentivo à semana de luta)
  • Yorgan De Castro : $ 16.500 ($ 12.000 para lutar, $ 4.500 de incentivo à semana de luta)
  • William Knight : $ 16.500 ($ 12.000 para lutar, $ 4.500 de incentivo à semana de luta)
  • Sasha Palatnikov : $ 16.500 ($ 12.000 para lutar, $ 4.500 de incentivo à semana de luta)
  • Ignacio Bahamondes : $ 12.000 ($ 10.000 para lutar, -$ 2.000 de multa por perda de peso, $ 4.000 de incentivo à semana da luta)
Ufc vegas: mackenzie dern vence com facilidade; luta principal decepciona

UFC Vegas 23: Mackenzie Dern vence com facilidade; Luta principal decepciona

O UFC deste sábado (10) contou com 13 lutas em Las Vegas, mas teve apenas uma representante do Brasil. A lutadora americana natruralizada brasileira Mackenzie Dern emplacou mais uma vitória na carreira ao derrotar a americana Nina Nunes. Já no card principal, o italiano Marvin Vettori derrotou o americano Kevin Holland.

Na segunda luta do card principal, Mackenzie Dern não teve dificuldades para derrotar a esposa de Amanda Nunes. Multicampeã no jiu-jitsu, ela mais uma vez comprovou sua qualidade no jogo de solo e ainda no primeiro round finalizou a luta com uma chave de braço. Foi a quarta vitória consecutiva de Mackenzie.

No duelo mais aguardado da noite, Marvin Vettori e Kevin Holland se enfrentaram pela categoria dos médios. O combate foi bem abaixo da expectativa e teve poucos momentos contundentes. O italiano Vettori segurou o ímpeto do americano e amarrou o confronto em boa parte do tempo e saiu vitorioso na decisão unânime.

Confira o momento da vitória de Mackenzie Dern:

RESULTADOS DO UFC VEGAS 23:

CARD PRINCIPAL:
Marvin Vettori venceu Kevin Holland por decisão unânime (triplo 50-44)
Arnold Allen venceu Sodiq Yusuff por decisão unânime (triplo 29-28)
Julian Marquez venceu Sam Alvey por finalização aos 2m07s do R2
Mackenzie Dern venceu Nina Nunes por finalização aos 4m48s do R1
Daniel Rodriguez venceu Mike Perry por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)


CARD PRELIMINAR:
Joe Solecki venceu Jim Miller por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Mateusz Gamrot venceu Scott Holtzman por nocaute a 1m22s do R2
John Makdessi venceu Ignacio Bahamondes por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-27)
Jarjis Danho venceu Yorgan de Castro por nocaute aos 3m02s do R1
Jack Shore venceu Hunter Azure por decisão dividida (30-27, 28-29 e 30-27)
Luis Saldaña venceu Jordan Griffin por decisão unânime (triplo 29-28)
Da Un Jung venceu William Knight por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)
Impa Kasanganay venceu Sasha Palatnikov por finalização aos 26s do R2

Lutadora brasileira fica acima do limite em pesagem e luta é cancelada no ufc vegas 23

Lutadora brasileira fica acima do limite em pesagem e luta é cancelada no UFC Vegas 23

Pela segunda vez consecutiva, a lutadora Norma Dumont fica acima do limite da categoria. Em pesagem oficial do UFC Vegas 23, que acontece neste sábado (10), a brasileira registrou 63,2kg, ficando1,5kg a mais do permitido para o peso-galo. Sua adversária, Erin Blanchfield aceitou o confronto, porém a Comissão Atlética vetou o combate em decorrência da reincidência da brasileira.

Norma Dumont não havia batido o peso em novembro de 2020, quando estourou o peso em quase 2kg para enfrentar Ashlee Evans-Smith, que aceitou o duelo e ficou com 30% da bolsa.

Pela luta principal, Marvin Vettori bateu 84,3kg, enquanto seu adversário Kevin Holland cravou 83,2kg e o duelo entre os dois foi confirmado. O italiano vive grande fase e busca a quinta vitória, já o americano busca recuperação pois vinha com cinco triunfos seguidos, mas acabou superado por Derek Brunson em sua última luta. Os dois protagonizarma uma encarada tensa, com Vettori provocando bastante.

Leia também:

Outro confronto também com grande expectativa é entre Nina Ansaroff e Mackenzie Dern. A esposa de Amanda Nunes confirmou 52,6kg na balança e a brasileira Mackenzie Dern pesou 52,1kg. Pelo card preliminar, o chileno Ignacio Bahamondes foi penalizado com 20% de sua bolsa após ficar com 350g acima do limite durante a pesagem. O valor será repassado ao seu oponente, John Makdessi, que bateu o peso sem problemas e aceitou a luta.

Confira a encarada da luta principal:

Resultados da pesagem oficial:

CARD PRINCIPAl:
Peso-médio: Marvin Vettori (84,3kg) x Kevin Holland (83,2kg)
Peso-pena: Sodiq Yusuff (66,2kg) x Arnold Allen (66kg)
Peso-médio: Sam Alvey (84,3kg) x Julian Marquez (84,3kg)
Peso-palha: Nina Nunes (52,6kg) x Mackenzie Dern (52,1kg)
Peso-meio-médio: Mike Perry (77,1kg) x Daniel Rodriguez (77,3kg)

CARD PRELIMINAR:
Peso-leve: Jim Miller (70,5kg) x Joe Solecki (70,5kg)
Peso-leve: Scott Holtzman (70,5kg) x Mateusz Gamrot (70,7kg)
Peso-leve: John Makdessi (69,6kg) x Ignacio Bahamondes (71,1kg
Peso-pesado: Yorgan de Castro (118,3kg) x Jarjis Danho (115,9kg)
Peso-galo: Hunter Azure (61,4kg) x Jack Shore (61,7kg)
Peso-pena: Luis Saldaña (66kg)x Jordan Griffin (65,9kg)
Peso-meio-pesado: Da Un Jung (93kg) x William Knight (93,2kg)
Peso-meio-médio: Impa Kasanganay (77,3kg) x Sasha Palatnikov (77,3kg)

Jon jones muda discurso sobre luta contra ngannou: “acho que vai acontecer”

Jon Jones muda discurso sobre luta contra Ngannou: “Acho que vai acontecer”

Jon Jones parece estar motivado para enfrentar o campeão dos pesados Francis Ngannou. Após a defesa de título do camaronês no UFC 260 contra Stipe Miocic, veio a tona o próximo adversário do campeão. E o principal nome em pauta e de Jon Jones, o ex-campeão meio-pesado está se preparando para subir de categoria e nas últimas semanas esquentou os rumores para esse possível combate.

Mas a negociação até então parecia estar travada. O americano vem exigindo uma bolsa ‘gorda’ para lutar pelo cinturão dos pesados, mas o Ultimate não estaria disposto a pagar o que o lutador pediu inicialmente. Durante uma coletiva de imprensa o presidente Dana White indicou que o atleta estaria supostamente colocando uma desculpa para não aceitar o confronto. Em seguida Jones em uma série de tweets rebateu as declarações do chefão.

Nesta quinta-feira (08), em entrevista divulgada pelo canal “Fight Hype”, Jon Jones mudou o tom e falou que o duelo deve acontecer, além de revelar que essa será uma das maiores lutados dos últimos tempos.

“Acho que vai acontecer. Acredito que o UFC eventualmente fará a coisa certa, e acho que essa é uma das maiores lutas da nossa geração e seria muito triste se não acontecesse. Seria uma verdadeira tragédia. Isso vai acontecer. Tudo em seu tempo. Somos pacientes e, como eu disse, apenas fazendo o que podemos fazer e controlando o que podemos controlar, e fazendo a nossa parte”.

“No momento, estamos apenas treinando. Estamos treinando e focando apenas nas coisas que podemos controlar, que é estar na melhor forma. Acho que só entrar em forma vende a luta ainda mais. As pessoas querem ver dois titãs, e Francis já é um titã e eu estou tentando me tornar um titã. Quero parecer um titã, quero ser do mesmo tamanho que esse cara, se não maior, quando chegarmos lá. Tenho muito trabalho a fazer. Tomara que a luta aconteça. Só temos que ficar focados, treinar e ver o que o UFC vai fazer da parte deles”

Retrospecto de Jon Jones:

O ex-campeão dos meio-pesados segue com apenas uma derrota na carreira e por desqualificação. Acumula na carreira 26 vitórias, uma derrota e uma luta ‘sem resultado’ e é tido por muitos como um dos melhores lutadores d ahistória. Apesar do bom retrospecto dentrou do octógono, o lutador possui um vida fora do octógono bastante agitada, com casos de doping e problemas na justiça americana no passado..

(vídeo) adriano moraes nocauteia demetrious johnson e faz história no one championship

(Vídeo) Adriano Moraes nocauteia Demetrious Johnson e faz história no ONE Championship

O brasileiro Adriano Moraes manteve o cinturão dos moscas do ONE Championship nesta quarta-feira (07), em Cingapura. E o brasiliense não derrotou ninguém menos que o americano Demetrious Johnson por nocaute no segundo round. Foi a primeira derrota da carreira de “Might Mouse” pela via rápida.

Com o triunfo, Adriano Moraes detém agora 19 vitórias e três derrotas em seu cartel profissional. Desde 2013 no evento asiático, conquistou e perdeu o cinturão em duas ocasiões, mas recuperou o título em 2019.

E no duelo contra o veterano Demetrious Johnson na última noite, venceu o americano com um nocaute após uma joelhada brutal aos 2m42 da segunda etapa. O brasileiro desde o começo da luta aproveitou a maior envergadura para rechaçar as chegadas de Johnson. No segundo round deixou o adversário tonto após uma boa sequência em pé, e no chão faturou a vitória depois de uma joelhada seguido de socos até a interrupção do árbitro central.

Demetrious Johnson, ex-lutador do UFC, possui uma sequência de 11 defesas de cinturão no Ultimate, possuindo então o maior número da organização. Sua passagem no UFC chegou ao fim em 2018 depois de perder o título para Henry Cejudo. Desde então venceu três dos quatro combates no ONE FC.

Leia também:

Confira o nocaute de Adriano Moraes:

Pfl substitui lutador após acusação de violência doméstica

PFL substitui lutador após acusação de violência doméstica

O americano Johnny Case não estará mais no primeiro evento do Professional Fighters League (PFL) em 2021. Conforme noticiou o site TMZ, o lutador foi preso na última quinta-feira em Las Vegas (EUA), após ser acusado de violência doméstica. Ele foi liberado após o pagamento da fiança.

A organização retirou Case do evento do dia 23 de abril após o ocorrido. O ex-lutador do UFC duelaria contra Loik Radzhabov, do Tajiquistão e agora será substituído pelo paraguaio Alexander Martinez em duelo válido pelo GP da divisão dos leves.

Ainda segundo noticiado pela imprensa, a sua namorada Emily Whitmire, seria a suposta vítima. Ela também é lutadora de MMA e está no plantel do UFC. Apesar do pagamento da fiança e a liberação posteriormente, Johnny Case deve manter distância da lutadora.

Leia mais:

Aos 31 anos, o veterano do esporte acumula na carreira 27 vitórias e sete derrotas. Sua passagem no Ultimate foi de 2014 até 2017. Além de passar pelo próprio PFL, Johnny Case lutou pela última vez no Rizin em dezembro de 2019. Na ocasião acabou derrotado por nocaute.

Até o momento não foi informado se o lutador foi dispensado do evento, ou se será apenas cortado dessa edição da organização. Em uma rede social, Johnny revelou que as informações sobre a acusação não são legítimas.

Confira abaixo a publicação e tradução sobre a saída do lutador do evento da PFL:

“É com o coração pesado que eu anuncio que fui retirado do torneio da PFL. Estou absolutamente arrasado. Todo meu trabalho duro e sacrifício foram tirados por alegações que não são verdadeiras. Quero agradecer aos poucos parentes que me procuraram para ver como eu estava. Vocês não sabem o quanto isso significa. Desculpe aos meus fãs e apoiadores. Não sei o que o futuro guarda para minha carreira. Contarei o meu lado da história no momento certo, mas agora apenas quero ficar com minha família e fazer o que preciso para seguir adiante por enquanto”, escreveu.

Uniforme

Nova fornecedora de material esportivo do UFC divulga coleção e estreia será no UFC Vegas 23; Veja fotos

Fim do mistério! A nova marca que fornecerá os equipamentos para o UFC divulgou nesta terça-feira (06) a nova coleção. Depois de seis anos em parceria com a Rebook, quem chegou para fechar com o Ultimate foi a Venum. A estreia dos uniformes acontecerá neste sábado (10) no UFC Vegas – Vettori x Holand.

A marca manteve um padrão parecido com os feitos pela Rebook. O campeão continua com um uniforme preto com detalhes dourados, enquanto os demais estão disponíveis em várias cores.

Como modelos para promoção da coleção, os campeões selecionados foram Valentina Shevchenko e Aljamain Sterling. Nos uniformes padrão e moletons os escolhidos foram Brian Ortega, Ciryl Gané, Kay Hansen, Brandon Moreno, Michael Chiesa

Na semana passada foi divulgado os valores que a empresa pagará para os atletas do UFC. A maior diferença ficou para os campeões e desafiantes ao cinturão, uma quantia que chegou a dois mil dólares.

Confira os uniformes produzido pela nova fornecedora de material do UFC:

Treinador de jones recomenda mais de r$ 280 milhões para o americano enfrentar ngannou

Treinador de Jones recomenda mais de R$ 280 milhões para o americano enfrentar Ngannou

A negociação para Jon Jones estrear na divisão dos pesados do UFC segue indefinida. O americano e a organização seguem travando uma batalha fora do octógono para chegarem em um acordo para Jones enfrentar o campeão Francis Ngannou. O ex-campeão dos meio-pesados pede uma alta remuneração, enquanto o Ultimate parece não estar disposto pagar aquilo que ele pede.

Na semana passada, ‘Bones’ rebateu declarações de Dana White, já que o mesmo indicava que o lutador estava colocando o lado financeiro como um entrave para não aceitar a luta contra o camaronês. Dessa vez foi o treinador do americano, Mike Winkeljohn, em entrevista para ‘Submission Rádio’ sugerir a bolada que o americano deve receber.

“Eu acho que essa luta pode ser facilmente como algumas grandes lutas que o Floyd Mayweather faz. O que ele tem feito? 100 milhões? Eu não sei. É esse tipo de coisa. Ele é meio que seu próprio promotor. Então, Jon gostaria de compartilhar isso com o UFC no que diz respeito às vendas de pay-per-view”.

“Não vejo por que não seria uma luta de US$50 milhões (cerca de R$ 285 milhões). E o UFC consegue fazer isso, pagar e seguir em frente. Eu acho que o UFC precisa de um super astro como Jon Jones. Acho que Conor McGregor foi o cara por um tempo, mas ele caiu. São esses grandes nomes que fizeram o dinheiro do UFC recentemente”, alertou.

Winkeljohn também elogiou Dana White e revelou compreender a briga entre as duas partes na negociação.

Dana é o melhor do mundo como homem de negócios, não tenho dúvidas sobre isso. E, por uma razão, Jon é o melhor do mundo no que ele faz. Então, é claro que cada um puxou para seu próprio lado. Isso era esperado. É o jogo. Tem uma questão do jogo onde ele tem que lutar com o Francis, e ao mesmo tempo tem o UFC. Eles têm que decidir o quanto eles querem vender de ppv e quanto Jon Jones vale para vender essa quantidade de ppv. 

Analisando o possível combate entre os dois, o treinador falou que a técnica de Jon Jones pode prevalecer, mas também ponderou o poder de nocaute de Ngannou.

“Eles querem ver o cara mais assustador, e na minha cabeça eu acho Jon Jones o mais assustador, mas na mente deles, por causa do poder de nocaute, Francis é o cara mais assustador. Eles querem vê-lo lutar com o melhor de todos os tempos. Vou dizer o seguinte, eu acredito que o entendimento da estratégia e conhecimento, a técnica e a resistência, superam a força em qualquer momento”.

Leia também: Jon Jones quer quantia milionária para enfrentar Ngannou!

Gilbert durinho retorna contra ex-desafiante ao cinturão no ufc 264

Gilbert Durinho retorna contra ex-desafiante ao cinturão no UFC 264

Gilbert Durinho já tem data para a sua volta ao octógono. Segundo informou Dana White para ESPN, o brasileiro irá enfrentar o americano Stephen Thompson no UFC 264 no dia 10 de julho, em local ainda não oficializado.

Durinho busca uma vitória convicente para ter uma nova chance pelo cinturão dos meio-médios. O brasileiro conseguiu esse feito depois de emplacar seis vitórias consecutivas, mas acabou perdendo na disputa pelo título quando desafiou o atual campeão Kamaru Usman em fevereiro deste ano, onde acabou nocauteado no terceiro round. Gilbert Durinho detém na carreira 19 vitórias e quatro derrotas.

Também ex-desafiante ao cinturão, Stephen Thompson vem de duas vitórias consecutivas, contra Vicente Luque e Geoff Neal, ambas na decisão unânime. O americano chegou a disputar o título contra Tyron Woodley em duas oportunidades, mas não conseguiu faturar o cinturão após empatar na primeira luta e acabar derrotado na decisão majoritária no reencontro.

Também está agendado para esse evento o duelo entre Dustin Poirier e Conor McGregor, que irão fazer a trilogia pela divisão dos leves.

Saiba mais sobre a última luta de Gilbert Durinho no UFC!

Dustin porier e conor mcgregor fazem trilogia no ufc 264

Dustin Porier e Conor McGregor fazem trilogia no UFC 264

O fim do capítulo entre Dustin Poirier e Conor McGregor está agendado. A trilogia acontecerá no UFC 264 no dia 10 de julho, em local ainda não anunciado. Com uma vitória para cada lado, o duelo além do desempate nesse reencontro também confirmará possivelmente o próximo desafiante ao cinturão dos leves.

No primeiro combate em 2014, Conor McGregor venceu o americano sem dificuldades e continuou a sua ascensão no Ultimate. Mais tarde, ele conquistou o cinturão dos penas e leves. No reecontro em janeiro deste ano, já pela divisão dos leves, Poirier venceu o irlandês por nocaute técnico. Foi a primeira derrota de Conor na carreira por esse método.

O cinturão dos leves ainda não tem dono. Mas a previsão é que no UFC 262, no dia 15 de maio o novo campeão seja coroado, já que o brasileiro Charles do Bronx enfrentará o recém chegado no Ultimate, Michael Chandler, pelo cinturão vago da categoria.

Vale lembrar que o detentor desse título era Khabib Nurmagomedov, mas o russo aposentou do MMA depois de vencer Justin Gaethje no ano passado.

CONFIRA O CARD DO UFC 264 – Dustin x McGregor:

Peso-leve: Dustin Poirier x Conor McGregor
Peso-mosca: Jennifer Maia x Jessica Eye
Peso-pena: Ryan Hall x Ilia Topuria
Peso-mosca: Zhalgas Zhumagulov x Jerome Rivera
Peso-médio: Omari Akhmedov x Brad Tavares

Bellator 255: patrício pitbull vence com facilidade e vai para a final do gp

Bellator 255: Patrício Pitbull vence com facilidade e vai para a final do GP

Quem vai parar Patrício Pitbull? O brasileiro emplacou a quinta defesa de cinturão nesta sexta-feira (02) no Bellator 255, pela semifinal do GP do peso-pena em Uncasville (EUA). Patrício não teve dificuldades e finalizou o americano Emmanuel Sanchez aos 3m35s do primeiro round.

O brasileiro com uma pressão grande, não se intimidou com os ataques do americano com chutes baixos e rapidamente conectou um potente golpe de direita que fez Sanchez ir para a lona. No solo, Pitbull rapidamente mostrou o jogo afiado de jiu-jitsu e encaixou uma guilhotina que fez o americano apagar, o juíz ainda demorou para encerrar o combate.

Leia também: Jon Jones quer quantia milionária para enfrentar Ngannou

Com a vitória, Pitbull se classificou para final do GP peso-pena e enfrentará agora o invicto AJ Mckee, que possui 17 vitórias na carreira. A premiação do torneio será de US$ 1 milhão ao vencedor. Ainda no octógono após a luta, os dois fizeram uma encarada tensa.

O evento também contou com Neiman Gracie, mas o brasileiro acabou superado na decisão unânime em duelo contra Jason Jackson na co-luta principal.

Veja a encarada entre Patrício Pitbull e AJ McKee:

(imagens fortes) lutador tem dedo decepado no meio da luta durante o cffc 94

(Imagens fortes) Lutador tem dedo decepado no meio da luta durante o CFFC 94

Um caso curioso chamou atenção durante o evento CFFC 94, nesta quinta-feira (01) nos Estados Unidos. O lutador Khetag Pliev teve o seu dedo decepado durante o combate contra Devin Goodale, pela divisão dos médios na luta co-principal da noite.

O árbitro central encerrou a luta e declarou vitoria de Goodale por nocaute técnico. Após a luta, Khetag reclamou bastante da decisão do juíz em entrevista para a ESPN. O momento correto do acontecimento não foi visto nem mesmo pelo próprio atleta e foi somente notado durante o intervalo do segundo para terceiro round.

Leia também: Jon Jones quer quantia milionária para enfrentar Ngannou

O caso ficou ainda mais curioso ficou após o sistema de som do evento pedir para quem tivesse presente no local para procurar o dedo de Pliev. Logo em seguida encontraram o membro dentro da luva do próprio lutador. Mais tarde, foi confirmado que o processo de reimplantá-lo o dedo em sua mão foi um sucesso.

Imagens fortes do dedo do lutador Khetag Pliev:

Veja os valores que lutadores do ufc irão ganhar com a venum; aumento é de us$ 1 milhão por ano

Veja os valores que lutadores do UFC irão ganhar com a Venum; Aumento é de US$ 1 milhão por ano

Após seis anos de parceria com o UFC, está encerrado o vínculo da Rebook com o Ultimate. A nova fornecedora do material esportivo será a Venum que terá um contrato pelos próximos três anos. O vice-presidente executivo sênior e chefe de operações do UFC, Lawrence Epstein, revelou um aumento da taxa de incentivo de cerca de US$ 1 milhão por ano, com a cotação atual equivale cerca de R$ 5,7 milhões.

Essa taxa de incentivo durante a semana da luta não é nada mais que uma política de vestimenta e deveres promocionais exigidas no decorrer da semana de cada evento. Cada lutador receberá esse bônus após cumprir rigorosamente todas essas etapas. Lembrando que esse valor não conta como a bolsa/salário do atleta. Os valores vão aumentando conforme o número de lutas de cada atleta.

Leia também: Jon Jones quer quantia milionária para enfrentar Ngannou

O aumento mais significativo comparado com o pagamento da Rebook até então é para as disputas de cinturão. Enquanto o desafiante ao título levava 30 mil dólares, a bonificação agora é de 32 mil dólares. O campeão também teve um aumento de 2 mil dólares e agora arrecadará 42 mil dólares.

Os novos materias já serão mostrados na próxima semana, tendo em vista que no dia 10 de abril está marcado mais uma edição em Las Vegas em um card liderado pelo duelo entre Kevin Holland e Marvin Vettori.

SEGUE ABAIXO A TABELA COM VALORES:

Veja os valores que lutadores do ufc irão ganhar com a venum; aumento é de us$ 1 milhão por ano
Tabela de valores de pagamento da Venum
Jon jones quer quantia milionária para enfrentar francis ngannou; valor deve ultrapassar 10 milhões

Jon Jones quer quantia milionária para enfrentar Francis Ngannou; Valor deve ultrapassar 10 milhões

Em nova série de posts, assim como fez no final de semana, o americano Jon Jones usou uma rede social para disparar várias mensagens sobre a negociação com o UFC para enfrentar o campeão dos pesados Francis Ngannou. Segundo Jones, a quantia oferecida pelo Ultimate de US$ 8 a 10 milhões por essa luta é baixo.

O ex-campeão dos meio-pesados frisou que uma luta contra Ngannou poderá ser a maior de todos os tempos. Outra reclamação de Bones é que segundo ele, nunca foi pago da forma que merecia pela organização.

“Tive uma breve reunião por telefone com o advogado do UFC, Hunter Campbell, há alguns dias. A partir de agora, disse a ele que algo em torno de oito a US$ 10 milhões seria muito baixo para uma luta dessa magnitude. Isso é tudo o que foi discutido até agora”, escreveu Jon Jones.

“Eu tenho trabalhado pra caramba por anos, contusões, cirurgias, lutando a competição mais difícil que o UFC tinha a oferecer ao longo dos meus 20 anos por cerca de 2 milhões [de dólares] por luta. Só estou tentando ter meu dia de pagamento, a luta que todos nós, lutadores, acreditamos que um dia seja possível”.

JON JONES ‘O REI DO TWITTER’:

Durante o UFC 260 no último sábado, Jones já revelava o desejo de enfrentar Ngannou nas redes sociais, porém Dana White em coletiva após o evento indicou que o ex-campeão sabia o que fazer para garantir a luta, mas deixou a entender que o americano poderia estar colocando o lado financeiro como impasse para correr do novo campeão dos pesados. E hoje (31), o lutador voltou a escrever sobre as falas do presidente do UFC,

“Eu twittei – Me mostre o dinheiro -, e evidentemente irritou o chefe. Lição aprendida. Eu sinto que se Connor McGregor tivesse enviado o mesmo tweet, teria tido uma noite do uísque”, indagou Jon Jones,

Nate diaz retorna no ufc 262 em evento que terá a primeira co-luta principal de cinco rounds sem o cinturão

Nate Diaz retorna no UFC 262 em evento que terá a primeira co-luta principal de cinco rounds sem o cinturão

O Ultimate decidiu inovar para o UFC 262. Isso se deve pelo fato de que o UFC programou a luta co-principal do evento do dia 15 de maio em Houston (EUA), com cinco rounds, mesmo o confronto não valendo nenhum cinturão. O combate terá o retorno de Nate Diaz contra Leon Edwards na categoria peso meio-médio. A informação foi noticiada inicialmente pela ESPN.

Nate Diaz tenta retomar o caminho das vitórias. O americano disputou o cinturão BMF de “mais durão” contra Jorge Masvidal em 2019 e acabou derrotado por nocaute técnico. O atleta ficou bastante conhecido pela rivalidade com Conor McGregor em 2016, quando venceu o irlandês na primeira luta, quebrando assim a invencibilidade do ex-campeão do UFC na época. Na revanche meses depois, foi superador na decisão majoritária.

Leon Edwards tenta se aproximar de uma disputa pelo cinturão. O inglês não perde há nove lutas, e desde então venceu oito duelos e acabou com uma luta contra Belal Muhammad sem resultado em sua última aparição no octógono em março deste ano. Na ocasião Edwards acertou ma dedada não-intencional no olho de Belal que não conseguiu voltar para o combate.

HISTÓRICO UFC 262:

Mesmo ainda em processo de montagem, o UFC 262 tem tudo para entrar para história da organização presidida por Dana White. Será o primeiro evento desde o início do da pandemia no novo coronavírus que terá público máximo. Segundo o dirigente da Ultimate, os 15 mil ingressos colocados a disposição foram esgotados em poucos minutos e a promessa é de casa cheia para o dia do evento.

O evento terá no duelo principal uma disputa do cinturão peso-leve. O brasileiro Charles do Bronx enfrentará o americano Michael Chandler em um confronto de cinco rounds. O título da categoria está vago depois de Khabib Nurmagomedov confirmar sua aposentadoria do MMA.

Segundo site, anderson silva lutará no boxe contra ex-campeão mundial no dia 19 de junho

Segundo site, Anderson Silva lutará no boxe contra ex-campeão mundial no dia 19 de junho

Após encerrar seu contrato com o UFC, Anderson Silva parece ter seu próximo destino confirmado. Segundo informou o site TMZ, o ex-campeão dos médios do UFC irá enfrentar no boxe o pugilista Julio Cesar Chavez Jr., no dia 19 de junho, no Estádio Jalisco, em Guadalajara (MEX).

Tido por muitos como um dos maiores de todos os tempos no MMA, Spider, 45, entrou para história depois de defender o título por 10 vezes consecutivas no UFC entre 2006 há 2013. A dura derrota para Chris Weidman iniciou a má fase do brasileiro que desde então venceu apenas uma luta até 2020, quando fez sua última luta na organização e foi nocauteado contra Uriah Hall.

Do outro lado estará Julio Cesar Chavez Jr, de 35 anos. O mexicano possui no boxe 59 lutas, sendo 52 vitórias, dentre elas 34 por nocaute e saiu derrotado em cinco oportunidades. Ele é filho do famoso pugilista Julio César Chávez. Sua última apresentação na nobre arte aconteceu em novembro do ano passado quando venceu Jeyson Minda por nocaute técnico.

DESEJO ANTIGO DE ANDERSON SILVA!

Não é novidade para ninguém a vontade de Anderson Silva em lutar boxe. Mesmo no seu auge durante a passagem pelo UFC, o brasileiro já demonstrava esse desejo e inclusive existia rumores de um possível duelo contra Roy Jones Jr., mas o combate acabou não acontecendo. Em 2020, Roy Jones fez uma luta de apresentação com Mike Tyson.

Confira os salários do UFC 260

Jones rebate declarações de dana após o dirigente aconselhar descida para os médios

Jones rebate declarações de Dana após o dirigente aconselhar descida para os médios

Depois de um triunfo contundente de Francis Ngannou sobre Stipe Miocic nesse sábado (27), o ex-campeão dos meio-pesados Jon Jones usou uma rede social para promover um possível duelo com o camaronês. Questionado em coletiva de imprensa após o evento sobre esse possível duelo, Dana White ironizou e recomendou Jones a descer para os médios, e afirmou que o americano sabe o que tem que fazer para conseguir essa luta.

“Se eu fosse Jon Jones e tivesse visto essa luta em casa, eu começaria a pensar em descer para o peso-médio. Eu poderia falar um dia inteiro sobre o que a frase “me mostre a grana” significa. Você pode dizer o quanto quiser que deseja lutar contra alguém. Mas você quer de verdade? Me parece que Jon Jones está falando sério. Se você quiser essa luta, basta ligar para Hunter Campbell (diretor de negócios do Ultimate) agora e fechamos hoje mesmo, Jon. Basta ligar. Francis Ngannou x Derrick Lewis é a luta a se fazer. Mas se Jon Jones realmente quiser essa luta, ele sabe o que fazer”.

“Uma coisa é ficar twittando dizendo que ganhou peso, fez isso e aquilo. Você quer essa luta? Porque eu garanto a vocês que se ligarmos para Derrick Lewis ou para vários outros pesos-pesados, eles vão querer essa luta imediatamente. Se Jon Jones quiser essa luta, ele sabe que a luta é dele. Basta ligar e pronto. Francis Ngannou é o campeão mundial dos pesos-pesados. Quer enfrentá-lo? Pegue o telefone e ligue”, disse Dana.

JON JONES REBATE DECLARAÇOES DO PRESIDENTE:

Depois das falas de Dana White, Jones ficou na bronca com o chefão. Em sua conta no Twitter, ‘Bones’ desabafou em alguns tweets. O americano e o UFC não chegaram em um acordo financeiro até o momento para a estreia do ex-campeão no peso-pesado.

Nas publicações na rede social, além de confirmar o desejo de enfrentar Ngannou, Jon reclamou do tom de ironia de Dana que possivelmente deu a entender que o ex-campeão poderia estar com medo de enfrentar Ngannou e colocar o lado financeiro como empecilho na negociação.

“Eu abandonei a divisão dos meio-pesados, literalmente ganhei uma grande quantidade de peso. E agora as pessoas estão dizendo que eu estou com medo? Todo mundo, menos eu, alegando que eu estou com medo. Tudo que eu pedi foi para ser pago”, escreveu Jon.

Jon Jones ainda fez uma comparação com os pedidos de Conor McGregor, afirmando que quando é o irlandês está tudo bem, mas quando é com ele significa que estaria possivelmente com medo.

“Por que um lutador tem que estar com medo no segundo que ele menciona que quer ser pago o que vale? Que insulto. Conor McGregor quer muito dinheiro, isso é o esperado. Jon Jones quer dinheiro, agora ele está com medo”.

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO UFC 260

Ufc 260: vicente luque fatura r$ 290 mil em bônus após grande performance; veja os outros ganhadores

UFC 260: Vicente Luque fatura R$ 290 mil em bônus após grande performance; Veja os outros ganhadores

O UFC 260 proporcionou grandes duelos neste sábado (27) em Las Vegas (EUA). E como é de costume, após o evento o Ultimate anuncia os vencedores de prêmios de performance com um bônus de 50 mil dólares (cerca de R$ 290 mil).

Em coletiva de imprensa, o presidente Dana White confirmou a bolada em dinheiro para Vicente Luque e Tyron Woodley pela luta da noite. O brasileiro voltou a mostrar o poder da sua luta em pé, fez o americano sucumbir e aproveitou para finalizar a luta ainda no primeiro round.

Leia também:

Protagonista dessa edição, o novo campeão Francis Ngannou também garantiu o dinheiro extra. O camaronês se consagrou como o terceiro atual campeão africano do UFC após nocautear o americano Stipe Miocic na luta principal. Mais estratégico nessa revanche, Francis não se afobou e foi letal nos ataques para terminar a luta na via rápida.

Outro beneficado pelo bônus foi Sean O’Malley. Considerado uma promessa do UFC, o americano venceu o brasileiro Thomas Almeida sem muitas dificuldades por nocaute no terceiro round. O brasileiro agora fica pressionado na organização e provalvemente deve ser dispensado depois de acumular a quarta derrota consecutiva.

(vídeo) francis ngannou atropela stipe miocic e fatura o cinturão dos pesados no ufc 260

(Vídeo) Francis Ngannou atropela Stipe Miocic e fatura o cinturão dos pesados no UFC 260

E a aguardada revanche entre Stipe Miocic e Francis Ngannou aconteceu neste sábado (27), no UFC 260 em Las Vegas (EUA). E se no primeiro duelo Miocic levou a melhor, dessa vez o camaronês deixou tudo igual após vencer o duelo contra o americano por nocaute no segundo round. Mais estratégico nessa luta, Francis freou a tentativa de queda de Stipe e provou seu poder de fogo desde os primeiros segundos na luta e faturou o cinturão pela via rápida.

A luta: Ngannou começou mais agressivo buscando as primeiras ações do combate, enquanto Miocic circulava pelo octógono. Em aproximação Francis conectou um golpe no frontal do campeão, que logo em seguida buscou a luta agarrada, porém Francisresistiu e reverteu a situação e ainda respondeu soltando alguns socos no americano. Até o final do round o duelo esfriou e não houve golpes contundentes.

Na segunda etapa Ngannou seguiu a estratégia e voltou a encurralar Miocic. Em nova aproximação Ngannou conectou um potente cruzado de esquerda no campeão que sentiu o golpe, no contragolpe Miocic atingiu o camaronês, porém Francis não recuou e foi pra cima e liquidou o duelo por nocaute e conquistou o cinturão dos pesados.

Francis Ngannou agora se junta com Israel Adesanya e Kamaru Usman como africanos atual detentores de cinturão no UFC. Na entrevista após a luta o camaronês elogiou Jon Jones e disse estar aberto para enfrentar o americano.

CONFIRA O MOMENTO DA VITÓRIA DE NGANNOU SOBRE MIOCIC:

Veja os resultados do UFC 260:

SIGA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Ufc 260 – resultados: stipe miocic x francis ngannou

UFC 260 – Resultados: Stipe Miocic x Francis Ngannou

Uma aguardada revanche aconteceu neste sábado no UFC 260, em Las Vegas (EUA). Pela divisão dos pesados, Stipe Miocic colocou o cinturão do peso-pesado em jogo contra Francis Ngannou. No primeiro combate em 2018, Miocic levou a melhor e manteve o título da categoria até 120kg.

Na co-luta principal pela divisão dos meio-médios, o brasileiro Vicente Luque buscava o terceiro triunfo seguido contra o ex-campeão da categoria Tyron Woodley, que vive péssima fase na carreira e não vence há três lutas.

Outro brasileiro em ação no UFC 260 foi Thominhas Almeida. O paulista está pressionado na organização, venceu apenas uma das últimas cinco lutas no Ultimate e tentava ganhar fôlego no evento. Do outro lado estava o americano Sean O’Malley. Considerado por muitos como uma grande promessa do MMA, “Sugar” vinha invicto na carreira, porém acabou surpreendido na última luta e foi derrotado em luta contra Marlon Vera

Resultados do UFC 260 em tempo real:

CARD PRINCIPAL:
Peso-pesado: Francis Ngannou venceu Stipe Miocic por nocaute aos 52s do 2º round
Peso-meio-médio: Vicente Luque venceu Tyron Woodley por finalização aos 3m56s do 1º round
Peso-galo: Sean O’Malley venceu Thomas Almeida por nocaute aos 3m52s do 3º round
Peso-mosca: Miranda Maverick venceu Gillian Robertson por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Peso-leve: Jamie Mullarkey venceu Khama Worthy por nocaute aos 46s do 1º round


CARD PRELIMINAR:
Peso-meio-pesado: Alonzo Menifield venceu Fabio Cherant por finalização aos 1m11s do 1º round
Peso-meio-médio: Abubakar Nurmagomedov venceu Jared Gordon por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-meio-pesado: Michal Oleksiejczuk venceu Modestas Bukauska por decisão unânime (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-pena: Omar Morales venceu Shane Young por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-médio: Marc-André Barriault venceu Abu Azaitar por nocaute técnico aos 4m56s do 3º round

Leia também: Sarah Frota abre o jogo e conta sobre desligamento do UFC, doping e futuro no MMA

SIGA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK