Viviane Sucuri assina com o Invicta FC

No dia 02 de agosto, a cearense Viviane Pereira, a ‘Sucuri’, não renovou contrato com o UFC após quatro lutas na franquia presidida por Dana White, e, através de suas redes sociais, a peso-palha ex-campeã do extinto XFC anunciou que estava deixando o maior evento de MMA do mundo, porém, a vida da lutadora não parou e oito dias após o anúncio, novidades já estão acontecendo.

De acordo com notícia do website norte americano “MMA Fighting”, Viviane Sucuri foi contratada pelo Invicta FC, maior evento feminino do mundo na atualidade e que depois que a brasileira campeã peso-galo feminino do UFC Amanda Nunes assumiu um cargo de extrema importância (garimpar atletas brasileiras para a franquia), passou a contratar diversas lutadoras tupiniquins.

Viviane Sucuri tem 24 anos de idade e quinze lutas profissionais de MMA sendo treze vitórias e duas derrotas. A cearense também não tem data e nem adversária definida para sua estreia.

Exclusiva: Gilliard Paraná fala sobre equipe, último revés de Jéssica e recuperação de Priscila Pedrita

Após conversar com Jéssica Andrade, a Tudo Sobre MMA entrevistou com Exclusividade Gilliard Paraná, líder da Paraná Vale-Tudo. O responsável pelo camp da ‘Bate-Estaca’, Priscila Pedrita e outras várias jóias do MMA falou sobre sua equipe promissora. Além disso,  o mestre contou da estratégia para o UFC 228, comentou sobre o revés de Jéssica Andrade frente a Joanna e deu boas notícias sobre a recuperação de Pedrita.

A Paraná Vale-Tudo vem se destacando em escala nacional e internacional. A equipe de Gilliard Paraná vem vencendo inúmeras competições e consagrando novos atletas. Como treinador, fez questão de ressaltar a força do seu time citando nomes de peso na atualidade.

— Nos últimos anos, estamos nos destacando bastante com nosso time feminino. As nossas últimas maiores conquistas, é a possibilidade da Jéssica Andrade disputar um cinturão novamente, a inserção da Priscila Pedrita no UFC também é algo muito valioso também. A Jéssica Delboni, tem um cartel 7-0, vai estrear no Invicta FC agora, e a Maria de Oliveira que luta agora dia 9 de agosto em Las Vegas. A Maria de Oliveira foi semi-finalista do Rizin, lá no Japão, agora tem uma nova oportunidade no evento do Dana White (Contender Series).- Disse o treinador.

Como de praxe, uma equipe que faz frente em campeonato é, geralmente, celeiro de novos atletas. Além de destacar os nomes já consagrados, enfatizou também os nomes dos candidatos a astros das artes marciais vindos da PRVT. Além disso, destacou que sua equipe, mesmo competindo em modalidades especificas, tem como foco o MMA.

— Nós lutamos em todas as modalidades, mas nosso foco é no MMA. Mesmo quando vamos lutar só Jiu-Jitsu ou boxe, não ficamos só treinando um ou outro. Seguimos treinando MMA e competimos modalidades especificas. A Paraná Vale-Tudo tem agora uma safra boa para os próximos anos, como Vinicius ‘Sorriso’ (8-1), temos Kethelin ‘Poncahontas’, menina de 19 anos que já vem se destacando. Clarisse Aquiles, tem 19 anos, já lutou Muay Thai 16 vezes e venceu todas, inclusive na Tailândia, estreou agora com vitória no MMA. – Completou Gilliard.

Leia também
Vitor Miranda é demitido do UFC
Georges St. Pierre sinaliza retorno contra o vencedor de Khabib x Conor
Bellator divulga chaveamento de torneio dos meio-médios

Em uma análise do combate de Jéssica Andrade contra Karolina Kowalkiewicz, Gilliard Paraná fez uma projeção bastante ousada. Assim como a lutadora confirmou que ia apostar na luta em pé, o treinador reafirmou o foco para o nocaute. Essa luta acontecerá no dia 8 de setembro, no UFC 228, em Dallas, Texas, nos Estados Unidos.

— Nos já estamos com a luta fechada contra a Karoline, vamos lutar em setembro no UFC 228. Vamos para essa luta para nocautear, não temos plano de finalizar, queremos o nocaute. Testar a Jéssica Andrade na área da adversária. Claro que se durante a luta, ficar ruim para Jéssica, aí vamos tentar colocar a luta para baixo, as a ideia realmente é nocautear. – Declarou o mestre.

Gilliard Paraná também analisou o último revés da Jéssica Andrade, que foi frente a Joanna Jędrzejczyk na disputa pelo cinturão. O treinador declarou que Jéssica lesionou-se semanas antes da luta e que ficaram apreensivos pela primeira luta de cinco rounds dela. Além disso, o líder da Paraná Vale-Tudo contou que em uma revanche, a luta séria bastante diferente.

— Na Luta da Jéssica com a Joanna, não é dando desculpas, mas ela se machucou nas últimas semanas (lesão na clavícula). Sendo outra atleta, nem iria lutar, mas nós mesmo assim fomos lá lutar, mesmo lesionada. Era a primeira vez que lutávamos cinco rounds, ficamos apreensivos, nos primeiros rounds, eu falei para ela ir com calma. Mas não é característica da Jéssica lutar com calma, então isso atrapalhou um pouco, não conseguimos o que queríamos fazer. Numa nova luta conta a Joanna, se acontecer, agora temos certeza que Jessica aguenta os cinco rounds, se Deus quiser, no camp não haverá lesão nenhuma e com certeza será outra luta. Podemos até não ganhar, mas pode ter certeza que a luta será outra. – Explicou Gilliard.

Em caso de vitória sobre Karolina Kowalkiewicz, Jéssica Andrade fica muito próxima de uma nova disputa de cinturão. Gilliard Paraná analisou uma provável luta contra Rose Namajunas, atual campeã do peso palha.

— Contra a Rose Namajunas, o ponto forte da Jéssica para esse combate seria a parte de Grappling. Botar para baixo e tentar finalizar, vejo uma luta mais dessa forma. – Garantiu o treinador.

Já finalizando, o treinador falou sobre a recuperação de Priscila Pedrita. As suspeitas era para que ela não lutasse mais no ano de 2018 após lesão no joelho. Mas em entrevista para o Tudo Sobre MMA, confirmou que deveria voltar ainda este ano. Foi exatamente o que confirmou Gilliard Paraná, dando boas notícias sobre a recuperação da atleta.

— Em relação a Pedrita, ela está com uma recuperação muito boa, já esta começando a treinar. A previsão para ela voltar a lutar é o final deste ano. Vamos tentar uma luta para ela em dezembro de 2018 e, se tudo continuar dando certo, ela deve retornar ainda esse ano. – Encerrou o líder da PRVT.

Foto: Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Em busca de recuperação,Talita Bernardo encara Sarah Moras no UFC Moncton

Em sinal de “alerta” no Ultimate, a brasileira Talita Bernardo enfrenta a canadense Sarah Moras pela divisão dos galos no UFC Fight Night 138, que acontecerá dia 27 de outubro, no Canadá. A informação foi divulgada inicialmente pelo site “Combate“.

Com cinco vitórias e três derrotas na carreira, Talita Bernardo vinha de quatro vitórias consecutivas ate chegar no UFC. Em sua estreia perdeu para Marion Reneau por nocaute técnico e em sequência novamente foi derrotada, dessa vez diante da mexicana Irene Aldana por decisão unânime em janeiro deste ano.

Leia também: Bellator divulga chaveamento de torneio dos meio-médios

Também buscando recuperação, Sarah Moras vem de revés contra Lucie Pudilova por decisão unânime em fevereiro. Anteriormente, finalizou Ashlee Evans-Smith no UFC 215. Na carreira, possui 5 vitórias e três derrotas.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir x Anthony Smith
Peso-pesado: Marcelo Golm x Arjan Bhullar
Peso-galo: Sarah Moras x Talita Bernardo

Exclusiva: Jéssica Andrade fala sobre cinturão e revanche contra Joanna

A brasileira Jéssica Andrade, conhecida também por ‘bate-estaca’ está de luta marcada para o UFC 228 (ver card). Sua adversária para o dia 8 de setembro, será a polonesa Karolina Kowalkiewicz, quarta colocada do Ranking. Essa edição do Ultimate Fighter Championship acontecerá em Dallas, no Texas, Estados Unidos.

Entrevista exclusiva de Jéssica Andrade para o TUDO SOBRE MMA na integra:

Jéssica Andrade fez sua última luta em fevereiro deste ano, quando venceu Tecia Torres, somando sua segunda vitória consecutiva. Para enfrentar Karolina, a ‘bate-estaca’ contou sua expectativa para a luta. Além disso, declarou que não irá se preservar para uma luta segura, a fim de engrenar sua terceira vitória, mas sim, apostará no seu jogo em pé.

— Minha expectativa é para uma luta muito boa. Quero apostar na luta em pé, a Karolina é do Muay Thai e, vou testar o meu jogo em pé com ela.  Kowalkiewicz é uma grande adversária e eu quero lutar com as melhores da categoria, estou treinando muito duro, e vou em busca de um nocaute. – Disse a brasileira.

A representante da Paraná Vale-Tudo não se esquivou de falar da sua algoz Joanna Jędrzejczyk. A polonesa venceu Jéssica ‘Bate-estaca’ no UFC 211, quando ainda era campeã dominante do peso palha do Ultimate. A brasileira declarou que cresceu muito após o revés e deixou em aberto uma possível revanche, mas somente valendo o cinturão.

— A minha derrota contra a Joanna me fez crescer muito como ser humano e como profissional. Eu procurei evoluir em muitos quesitos e mostrei ao mundo todo minha evolução na luta contra Claudia Gadelha no Japão, no momento Joanna vem de 2 derrotas e 1 vitória, ganhou a Tecia Torres que eu também venci na minha última luta, então pretendo sim ter uma revanche, mas somente pelo título, quem sabe uma futura disputa de cinturão, isso pode acontecer sim.

Leia também
O Vale Tudo está de volta à São Paulo com o novo “Rio Heroes”
Khabib Nurmagomedov defende cinturão contra Conor McGregor no UFC 229
McGregor exalta vitória de José Aldo: “Muito feliz por ele”

Normalmente, o objetivos dos atletas é sempre o cinturão, e com a Jessica Andrade não é diferente. Ela já lutou 13 vezes no UFC e venceu 10, é a atual segunda colocada no ranking das palhas. Somando isso ao fato de nunca ter enfrentado Rose Namajunas e vir de duas vitórias, o credenciamento ao título parece ser realidade.

— Na verdade, atualmente só me falta lutar com a Karolina dentro das posições do ranking. Então vamos lá, lutarei com a Karolina e estou credenciada para uma nova disputa de cinturão contra Rose Namajunas.

Em uma projeção para sua carreira, Jéssica ‘Bate-Estaca’ Andrade mostrou otimismo para os próximos anos. A atleta da Paraná Vale-Tudo quer estar como campeã e já defendendo seu título em dois anos.

— Almejo daqui a 2 anos estar como campeã do UFC mantendo meu cinturão e defendendo ele, sendo uma grande representante da luta feminina no Brasil, e com meu time PRVT girls em grande destaque no cenário nacional e internacional.

Para finalizar, Jéssica Andrade declarou não ter planos para mudar de divisão. A lutadora começou na divisão dos galos, mas ressaltou que sua decisão de descer, tomada junto com seu treinador, foi acertada.

— Eu entrei no UFC lutando na categoria de cima (até 61kg), fiz grandes lutas, e uma das melhores escolhas da minha vida junto com meu Mestre Paraná foi descer para a categoria dos palhas (até 52kg) hoje eu luto com meninas do mesmo tamanho que eu e não encontro tanta dificuldade, faço minha dieta tranquila e com treinos consigo bater o peso super bem. Então, não nenhum pretensão nenhuma de mudar minha categoria, pois realmente me encontrei nessa categoria. A única pretensão que tenho é conquistar o cinturão e me manter com ele um bom tempo.

Carreira de Jéssica Andrade

Aos 26 anos de idade, Jéssica ‘Bate-Estaca’ Andrade é mais um destaque da geração de ouro da Paraná Vale-Tudo. É uma atleta versátil, tendo diversas vitórias tanto finalizando como nocauteando.

Jéssica luta MMA profissionalmente desde o ano de 2011. De lá para cá, fez 24 combates, saindo como vencedora em 18 oportunidades e tendo 6 revezes. Seu cartel dentro do UFC, como já dito, é de 13 lutas, tendo vencido 10 vezes. Jéssica chegou disputar o cinturão, mas foi derrotada por decisão unânime dos árbitros. Atualmente, vem de duas vitórias consecutivas.

Foto: Esther Lin, MMA Fighting.

UFC 227 – Resultados: TJ Dillashaw x Cody Garbrandt 2

Aconteceu neste sábado (04) na Staples Center em Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos o UFC 227. Henry Cejudo acabou com o reinado de Demetrious Johnson, enquanto na luta mais esperada da noite, TJ Dillashaw manteve o cinturão após novamente bater Cody Garbrandt pelo cinturão dos galos.

O evento contou com a participação de seis brasileiros. No card principal, se apresentaram: Ricardo Carcacinha, Sheymon Moraes e Pedro Munhoz. Já no card principal, Thiago Marreta, Polyana Viana e Renato Moicano entraram em ação no octógono mais famoso do mundo,

RESULTADOS DO UFC 227 EM TEMPO REAL: 

CARD PRINCIPAL:
Peso-galo: TJ Dillashaw venceu Cody Garbrandt por nocaute técnico aos 4m10s do primeiro round
Peso-mosca: Henry Cejudo venceu Demetrious Johnson por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47)
Peso-pena: Renato Moicano venceu Cub Swanson por finalização aos 4m15s do primeiro round
Peso-mosca: JJ Aldrich venceu Polyan Viana por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27)
Peso-médio: Thiago Marreta venceu Kevin Holland por decisão unânime (29-27, 29-27, 29-26)
CARD PRELIMINAR:
Peso-galo: Pedro Munhoz venceu Brett Johns por decisão unânime (30-26, 29-28, 29-27)
Peso-galo: Ricky Simon venceu Montel Jackson por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Peso-galo: Ricardo Carcacinha venceu Kyung Ho Kang por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-pena: Sheymon Moraes venceu Matt Sayles por decisão unânime  (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-mosca: Alex Perez venceu José Torres por nocaute aos 3m36s do primeiro round
Peso-palha: Weili Zhang venceu Danielle Taylor por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-pena: Marlon Vera venceu Wuliji Buren por nocaute técnico aos 4m53s do segundo round

O Vale Tudo está de volta à São Paulo com o novo “Rio Heroes”

As lutas de Vale Tudo estão de volta com a nova produção do campeonato “Rio Heroes”. E não estamos falando da série lançada pela Fox e NBC Universal em 24 de Fevereiro passado.
O promotor dessa nova fase do torneio é o mesmo Jorge Pereira, um faixa coral de Jiu -Jitsu brasileiro ( 7º grau da faixa preta ), retratado na série inspirada em sua vida e coproduzida entre Mixer Films, NBCUniversal e Fox Group Network.

O Carioca, que cresceu no município de Volta Redonda, treinou Jiu -Jitsu com Rickson Gracie e Marcelo Behring e também foi lutador de Vale Tudo.
Foi por causa da família Gracie e de de Marcelo Behring, inclusive, que ele foi introduzido nas lutas de Vale Tudo.
Apesar de também ter lutado sob as regras modernas do MMA em eventos do porte do WEF e do KOTC nos EUA, Jorge sempre preferiu as lutas sem regras e sem luvas.

Psicólogo, Jornalista e Professor de Jiu-Jitsu, Jorge contou porque resolveu voltar com as competições nesse antigo formato :
— “Eu não estou trazendo o retrocesso, eu só quero uma coisa mais intensa. Lutas sem o tempo de ‘Round’, sem muitas regras, só as ‘regras de honra’ e sem luvas ”. – Comentou Jorge, em entrevista concedida à Leda Nagle, no canal da apresentadora na internet.
( Leda Nagle é uma jornalista com muita credibilidade em nosso país e que, provavelmente, o leitor já acompanhou o seu trabalho, uma vez que a mesma foi apresentadora do programa semanal Sem Censura, durante 20 anos na TV Brasil ).

Jorge construiu um cartel de 10 vitórias e 4 derrotas como lutador profissional, antes de iniciar a carreira de promotor de eventos.
Ao contrário da primeira fase do campeonato “Rio Heroes” cujas lutas foram realizadas em Osasco-SP e sem apoio da polícia, da prefeitura, nem de ninguém, os próximos eventos serão promovidos dentro da legalidade.
Além do que, a promoção de lutas sem luvas no Brasil não é crime e até por existir-também – um orgão oficial de sanção do esporte : a Confederação Brasileira de lutas Vale Tudo, com quem Jorge estará trabalhando para fazer tudo ‘dentro dos conformes’.

Os novos campeonatos serão promovidos na cidade de São Paulo e contarão com 8 supervisores da Confederação Brasileira de lutas Vale Tudo coordenando tudo para que as lutas transcorram dentro da ‘normalidade’ do esporte classificado como “a verdadeira luta de Homens”.
Cada luta terá dois ‘Rounds’ de 30 minutos cada ( caso não haja vitória no primeiro ), sem luvas, valendo tiro de meta, cotovelada, cabeçada e com a implementação das ‘regras de honra’:
Não vale torcer os dedos do adversário, não vale morder, não vale dedo no olho, não vale puxar o cabelo e não vale atacar os órgão genitais do oponente. O resto, “Vale Tudo”.
As competições terão lugar numa academia da zona norte de São Paulo e ao invés do do costumeiro ‘octógono’ as lutas acontecerão num ringue de boxe, aproximando-se do formato implementado por Carlos e Hélio Gracie, onde o Jiu -Jitsu brasileiro poderá lutar em igualdades de condições com qualquer outra arte marcial do mundo.

— “MMA é banana e Vale Tudo é laranja. São dois produtos completamente diferentes. Há quem goste só de um e há também quem goste dos dois. Mas o Vale Tudo não é um produto comercial. Eu quero com o ‘Rio Heroes’ trazer a realidade de uma ‘luta de rua’ para as competições”. – Acrescentou Jorge Pereira.

É bem verdade que algumas personalidades brasileiras sempre prestigiaram as competições de Vale Tudo.
À título de ilustração, podemos citar alguns poucos nomes, como os atores globais Stepan Nercessian e Alexandre Frota, e os jogadores de futebol Romário e Edmundo, sempre presentes às noitadas do IVC – International Vale Tudo Championship – promovidas por Sérgio Batarelli no luxuoso Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.
Também recentemente, os idealizadores da série “Rio Heroes” chegaram a declarar em entrevista que “começaram a entender o fascínio das pessoas pelas lutas de Vale Tudo”.

Os lutadores interessados em lutar no “Rio Heroes” podem entrar em contato com os promotores do evento.
Os organizadores do novo “Rio Heroes” são Jorge Pereira, Carlos Andreoli e Rogério Garbini.

** P.S.: Para ver a entrevista de Jorge Pereira concedida à Leda Nagle, clique no ‘link’ abaixo ( ou copie e cole no seu navegador ) :
Lutador Jorge Pereira : luta de rua, sem luvas, sem regras

https://www.youtube.com/watch?v=BjQZml7XKL0

O Ator Murilo Rosa que interpretou Jorge Pereira na série “Rio Heroes” inspirada na vida do lutador ( Cortesia : Arquivo pessoal Jorge Pereira ).

Comissão atlética veta Bethe Correia de lutar no UFC 227

O UFC 227 sofreu uma baixa em seu card. Conforme apurou o site “AG Fight”, a brasileira Bethe Correia foi vetada pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia, de lutar contra a mexicana Irene Aldana no próximo sábado (04) em Los Angeles, Califórnia.

Leia também: Israel Adesanya deve lutar contra Derek Brunson no UFC 230

A Comissão rejeitou a presença da brasileira no evento devido uma cirurgia realizada no olho esquerda em outubro do ano passado. Em março desse ano, a brasileira voltou a realizar um procedimento cirúrgico para correção na cicatrização decorrente da primeira operação. Segundo informações apuradas pelo site brasileiro, dois médicos liberaram a paraibana, entretanto, um médico da comissão reprovou a peso-galo nos testes realizados.

O UFC não irá buscar uma substituta para Bethe, ou seja, Irene Aldana também também está fora do evento.

FOTO: Josh Hedges – Getty Images

Ketlen Vieira compete contra Tonya Evinger no UFC São Paulo

Durante a transmissão do UFC Calgary ontem (28), a organização anunciou mais uma luta para o UFC Fight Night 137. A brasileira Ketlen Vieira encara Tonya Evingar no dia 22 de setembro na cidade de São Paulo.

Invicta com 10 vitórias, Ketlen Vieira busca o quinto triunfo no Ultimate. A manauara de 26 anos vem de uma grande crescente na categoria dos galos feminino, e está atualmente na 2º colocação no ranking. Em sua última luta derrotou Cat Zigano por decisão dividida.

Leia também: Thiago Pitbull duela contra Alexey Kunchenko no UFC Moscou

11 anos mais velha, a experiente Tonya Evinger vai para sua segunda luta no UFC. Ex-campeã dos galos do Invicta FC, a americana estreou enfrentando Cris Cyborg na divisão acima – penas – e acabou sendo superada por nocaute técnico no terceiro round em julho de 2017.

CARD DO EVENTO ATÉ MOMENTO:

Peso-meio-médio: Neil Magny x Alex Cowboy
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Sam Alvey
Peso-galo: Ketlen Vieira x Tonya Evinger
Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Ben Saunders
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Elias Theordorou
Peso-meio-pesado: Luis Henrique KLB x Mark Godbeer
Peso-palha: Lívia Renata Souza x Alex Chambers
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Belal Muhammad
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Evan Dunham
Peso-médio: Thales Leites x Hector Lombard

UFC Calgary: Joanna Jedrzjeczyk retorna com vitória sobre Tecia Torres

Na segunda luta do card principal do UFC On Fox 30 neste sábado (28) em Calgary no Canadá, a polonesa Joanna Jedrzjeczyk levou a melhor sobre Tecia Torres por decisão unânime.

A luta: O combate começou frenético, com ambas se movimentando bastante. Tecia encurtou a distância e tentou quedar a polonesa que resistiu as investidas da americana. No clinche, Jedrzjeczyk desferiu boas joelhadas, enquanto Torres seguiu buscando levar o combate para o chão até o final do round, mas sem sucesso.

A segunda etapa começou com as duas lutadoras indo para trocação franca, com Joanna levando a melhor na distância aos disparar alguns chutes. Tecia Torres respondia ao encurtar a distância. Com menos de três minutos a americana novamente levou Jedrzjeczyk para grade afim de quedar a polonesa, entretanto, não obteve sucesso. O duelo voltou para o centro do octógono até o final do round.

No último round mais solta, Joanna voltou melhor, conectando os melhores golpes. Apesar de buscar contra golpear a ex-campeã, Tecia Torres visivelmente não conseguiu se encontrar na luta. No três minutos finais, Jedrzjeczyk aplicou dois bons diretos na americana.

Final de luta, Joanna Jedrzjeczyk  é declarada a vencedora por decisão unânime. A ex-campeã se recuperou de dois revés consecutivos sobre Rose Namajunas, quando perdeu o cinturão no primeiro encontro e foi também superada no segundo duelo.

RESULTADOS DO UFC ON FOX 30 EM TEMPO REAL: 

foto: Ed Mulholland/Getty Images

UFC Calgary – Resultados: Eddie Alvarez x Dustin Poirier

O UFC On Fox 20 acontece neste sábado (28), em Calgary, Aberta no Canadá. No confronto principal, o ex-campeão dos leves Eddie Alvarez reencontrou Dustin Poirier. Na primeira luta, o duelo ficou ‘sem resultado’ após Alvarez desferir uma joelhada ilegal.

No co-main-event, o brasileiro José Aldo se recuperou ao bater o americano Jeremy Stephens na categoria dos penas. Também buscando retornar ao caminho das vitórias, Joanna Jedrzjeczyk bateu de frente contra a americana Tecia Torres.

RESUTADOS DO UFC ON FOX 30 EM TEMPO REAL;

CARD PRINCIPAL:
-Peso-leve: Dustin Poirier venceu Eddie Alvarez por nocaute técnico aos 4m05s do segundo round
-Peso-pena: José Aldo venceu Jeremy Stephens por nocaute técnico aos 4m19s do primeiro round
-Peso-palha: Joanna Jedrzjeczyk venceu Tecia Torres por decisão unânime (30-27, 30-27, 230-27)
-Peso-leve: Alex Hernandez venceu Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
CARD PRELIMINAR:
-Peso-meio-médio: Jordan Mein venceu Alex Morono por decisão unânime
-Peso-pena: Hakeem Dawodu venceu Austin Arnett por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
-Peso-leve: Islam Makhachev venceu Kajan Johnson por finalização (chave de braço) aos 4m43s do primeiro round
-Peso-meio-pesado: Ion Cutelaba venceu Gadzhimurad Antigulov por nocaute técnico aos 4m25s do primeiro round
-Peso-leve: John Makdessi venceu Ross Pearson por decisão unânime (30-26, 29-27, 29-28)
-Peso-mosca: Katlyn Chookagian venceu Alexis David por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
-Peso-mosca: Dustin Ortiz venceu Matheus Nicolau por nocaute aos 3m49s do primeiro round
-Peso-palha: Nina Ansaroff venceu Randa Markos por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
-Peso-leve: Devin Powell venceu Alvaro Herrera por nocaute aos 1m52s do primeiro round

FOTO: Esther Lin/MMA FIGHTING

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs