Rizin 12: Luiz Killer nocauteia Yusuke Yachi na luta principal

Aconteceu na madrugada deste domingo (12) no Aichi Prefectural Gymnasium em Nagoya, Aichi, Japão, a décima segunda edição do Rizin Fighting Federation, um dos maiores eventos asiáticos da atualidade e que tem como CEO, Nobuyuki Sakakibara, mundialmente conhecido por ter sido também CEO da extinta organização Pride FC.

Na luta principal do Rizin 12, o único brasileiro que integrou o card deu show e aplicou um nocaute brutal para cima do ‘atleta da casa’. Luiz Gustavo ‘Killer’ conquistou seu nono triunfo na carreira em nove lutas, mantendo-se invicto enquanto Yusuke Yachi sofreu seu sétimo revés. Vale destacar também que além do renomado treinador da Evolução Thai André Dida em seu córner, Luiz também tinha a lenda do esporte Wanderlei Silva para lhe apoiar.

Na luta co-principal do Rizin 12, Yuki Motoya reencontrou o caminho da vitória ao finalizar Kazume Sone com um mata-leão no segundo assalto. Dois lutadores do UFC também entraram em ação. Kiichi Kunimoto finalizou Ryuichiro Sumimura com um triângulo de mão no primeiro round e Angela Magaña foi finalizada por Kanako Murata com uma chave de ombro no segundo assalto.

Outro destaque que vale muito a pena lembrar ficou por conta da matchmaker (pessoa responsável por fazer o ‘casamento’ das lutas) do Invicta Fighting Championships (maior evento feminino de MMA do mundo) Kaitling Young que travou uma bela batalha de três rounds diante da japonesa Rena Miura e sagrou-se vencedora na decisão unânime dos árbitros laterais.

Confira abaixo os resultados completos (das lutas de MMA) do Rizin 12: Yachi vs. Dos Santos:

  • Luis Gustavo Killer derrotou Yusuke Yachi por nocaute (soco) aos 2m:32s do segundo round;
  • Yuki Motoya derrotou Kazume Sone por finlização com um mata-leão aos 4m:31s do segundo round;Kiichi Kunimoto
  • Kiichi Kunimoto derrotou Ryuichiro Sumimura por finalização técnica com um triângulo de mão aos 4m:59s do primeiro round;
  • Kaitlin Young derrotou Reina Miura por decisão unânime dos juízes;
  • Mikuru Asakura derrotou Hatsu Hioki por nocate técnico (chute na cabeça e socos) aos 3m:45s do primeiro round;
  • Roque Martinez derrotou Kiyoshi Kuwabara por nocaute técnico (socos) aos 4m:33s do primeiro round;
  • Kanako Murata derrotou Angela Magaña por finalização com uma chave de ombro aos 3m:52s do segundo round.
 (Foto: Reprodução | Instagram: Christiano Frohlich)

LFA 47: Damon Jackson brutaliza Jennerman e fatura cinturão; Patolino é finalizado

Foi realizado na noite da última sexta-feira (10) no The Bomb Factory em Dallas, Texas, nos Estados Unidos, a 47ª edição do Legacy Fighting Alliance que contou com uma disputa de cinturão interino e teve um brasileiro ex-UFC em seu card.

Na luta principal do LFA 47 o norte americano ex-UFC Damon ‘The Leech’ Jackson, aos 33 segundos do segundo assalto de luta, conectou um lindo overhand de direita que fez seu compatriota Nate ‘Nasty’ Jennerman sucumbir. Com a vitória, Jackson bateu o recorde de maior número de vitórias dentre todo o plantel de atletas do Legacy Fighting Alliance com seis triunfos, sendo cinco consecutivos, além de tornar-se campeão interino da categoria dos pesos meio-médios da franquia, anotando sua décima sexta vitória como profissional, enquanto ‘Nasty’ teve de amargar sua quarta derrota.

No co-main event, Levi Mowles anotou sua décima vitória no MMA ao finalizar Charles Cheeks III com um justo mata-leão com 17 segundos também no segundo round. Cheeks sofreu seu sétimo revés no cartel.

Único brasileiro no card, o ex-UFC e finalista do TUF Brasil 2 William ‘Patolino’ lutou pela primeira fora do Brasil desde que foi dispensado pelo Ultimate e não se deu bem ao ser finalizado pelo norte americano Ramiz Brahimaj com uma guilhotina na metade do segundo round. Patolino sofreu sua quarta derrota como profissional enquanto Ramiz anotou sua sétima vitória, recuperando-se do revés para Evan Cuts no LFA 4.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 47: Jackson vs. Jennerman:

  • (ci) Damon Jackson derrotou Nate Jennerman por nocaute (soco) aos 0m:33s do segundo round;
  • Levi Mowles derrotou Charles Cheeks III por finalização com um mata-leão aos 0m:17s do segundo round;
  • Ramiz Brahimaj derrotou Willian Patolino por finalização técnica com uma guilhotia aos 2m:34s do segundo round;
  • Bilal Williams derrotou Sean Spencer por nocaute tecnico (socos) aos 0m:58s do segundo round;
  • Valerie Soto derrotou Cristina Crist por decisão unânime dos juízes;
  • Eddie Brown errotou Elijah Johns por decisão dividida dos juízes;
  • Evers Anderson derrotou Devin Miller por decisão dividida dos juízes;
  • Xavier Franklin derrotou Christopher Williams por nocaute (soco) no primeiro round;
  • Johnny Smith derrotou Darren Whitney por finalização com um brabo choke no terceiro round;
  • Fernando Duran derrotou Josael Fuentes por nocaute técnico (socos) no terceiro round.

Viviane Sucuri assina com o Invicta FC

No dia 02 de agosto, a cearense Viviane Pereira, a ‘Sucuri’, não renovou contrato com o UFC após quatro lutas na franquia presidida por Dana White, e, através de suas redes sociais, a peso-palha ex-campeã do extinto XFC anunciou que estava deixando o maior evento de MMA do mundo, porém, a vida da lutadora não parou e oito dias após o anúncio, novidades já estão acontecendo.

De acordo com notícia do website norte americano “MMA Fighting”, Viviane Sucuri foi contratada pelo Invicta FC, maior evento feminino do mundo na atualidade e que depois que a brasileira campeã peso-galo feminino do UFC Amanda Nunes assumiu um cargo de extrema importância (garimpar atletas brasileiras para a franquia), passou a contratar diversas lutadoras tupiniquins.

Viviane Sucuri tem 24 anos de idade e quinze lutas profissionais de MMA sendo treze vitórias e duas derrotas. A cearense também não tem data e nem adversária definida para sua estreia.

Exclusiva: Gilliard Paraná fala sobre equipe, último revés de Jéssica e recuperação de Priscila Pedrita

Após conversar com Jéssica Andrade, a Tudo Sobre MMA entrevistou com Exclusividade Gilliard Paraná, líder da Paraná Vale-Tudo. O responsável pelo camp da ‘Bate-Estaca’, Priscila Pedrita e outras várias jóias do MMA falou sobre sua equipe promissora. Além disso,  o mestre contou da estratégia para o UFC 228, comentou sobre o revés de Jéssica Andrade frente a Joanna e deu boas notícias sobre a recuperação de Pedrita.

A Paraná Vale-Tudo vem se destacando em escala nacional e internacional. A equipe de Gilliard Paraná vem vencendo inúmeras competições e consagrando novos atletas. Como treinador, fez questão de ressaltar a força do seu time citando nomes de peso na atualidade.

— Nos últimos anos, estamos nos destacando bastante com nosso time feminino. As nossas últimas maiores conquistas, é a possibilidade da Jéssica Andrade disputar um cinturão novamente, a inserção da Priscila Pedrita no UFC também é algo muito valioso também. A Jéssica Delboni, tem um cartel 7-0, vai estrear no Invicta FC agora, e a Maria de Oliveira que luta agora dia 9 de agosto em Las Vegas. A Maria de Oliveira foi semi-finalista do Rizin, lá no Japão, agora tem uma nova oportunidade no evento do Dana White (Contender Series).- Disse o treinador.

Como de praxe, uma equipe que faz frente em campeonato é, geralmente, celeiro de novos atletas. Além de destacar os nomes já consagrados, enfatizou também os nomes dos candidatos a astros das artes marciais vindos da PRVT. Além disso, destacou que sua equipe, mesmo competindo em modalidades especificas, tem como foco o MMA.

— Nós lutamos em todas as modalidades, mas nosso foco é no MMA. Mesmo quando vamos lutar só Jiu-Jitsu ou boxe, não ficamos só treinando um ou outro. Seguimos treinando MMA e competimos modalidades especificas. A Paraná Vale-Tudo tem agora uma safra boa para os próximos anos, como Vinicius ‘Sorriso’ (8-1), temos Kethelin ‘Poncahontas’, menina de 19 anos que já vem se destacando. Clarisse Aquiles, tem 19 anos, já lutou Muay Thai 16 vezes e venceu todas, inclusive na Tailândia, estreou agora com vitória no MMA. – Completou Gilliard.

Leia também
Vitor Miranda é demitido do UFC
Georges St. Pierre sinaliza retorno contra o vencedor de Khabib x Conor
Bellator divulga chaveamento de torneio dos meio-médios

Em uma análise do combate de Jéssica Andrade contra Karolina Kowalkiewicz, Gilliard Paraná fez uma projeção bastante ousada. Assim como a lutadora confirmou que ia apostar na luta em pé, o treinador reafirmou o foco para o nocaute. Essa luta acontecerá no dia 8 de setembro, no UFC 228, em Dallas, Texas, nos Estados Unidos.

— Nos já estamos com a luta fechada contra a Karoline, vamos lutar em setembro no UFC 228. Vamos para essa luta para nocautear, não temos plano de finalizar, queremos o nocaute. Testar a Jéssica Andrade na área da adversária. Claro que se durante a luta, ficar ruim para Jéssica, aí vamos tentar colocar a luta para baixo, as a ideia realmente é nocautear. – Declarou o mestre.

Gilliard Paraná também analisou o último revés da Jéssica Andrade, que foi frente a Joanna Jędrzejczyk na disputa pelo cinturão. O treinador declarou que Jéssica lesionou-se semanas antes da luta e que ficaram apreensivos pela primeira luta de cinco rounds dela. Além disso, o líder da Paraná Vale-Tudo contou que em uma revanche, a luta séria bastante diferente.

— Na Luta da Jéssica com a Joanna, não é dando desculpas, mas ela se machucou nas últimas semanas (lesão na clavícula). Sendo outra atleta, nem iria lutar, mas nós mesmo assim fomos lá lutar, mesmo lesionada. Era a primeira vez que lutávamos cinco rounds, ficamos apreensivos, nos primeiros rounds, eu falei para ela ir com calma. Mas não é característica da Jéssica lutar com calma, então isso atrapalhou um pouco, não conseguimos o que queríamos fazer. Numa nova luta conta a Joanna, se acontecer, agora temos certeza que Jessica aguenta os cinco rounds, se Deus quiser, no camp não haverá lesão nenhuma e com certeza será outra luta. Podemos até não ganhar, mas pode ter certeza que a luta será outra. – Explicou Gilliard.

Em caso de vitória sobre Karolina Kowalkiewicz, Jéssica Andrade fica muito próxima de uma nova disputa de cinturão. Gilliard Paraná analisou uma provável luta contra Rose Namajunas, atual campeã do peso palha.

— Contra a Rose Namajunas, o ponto forte da Jéssica para esse combate seria a parte de Grappling. Botar para baixo e tentar finalizar, vejo uma luta mais dessa forma. – Garantiu o treinador.

Já finalizando, o treinador falou sobre a recuperação de Priscila Pedrita. As suspeitas era para que ela não lutasse mais no ano de 2018 após lesão no joelho. Mas em entrevista para o Tudo Sobre MMA, confirmou que deveria voltar ainda este ano. Foi exatamente o que confirmou Gilliard Paraná, dando boas notícias sobre a recuperação da atleta.

— Em relação a Pedrita, ela está com uma recuperação muito boa, já esta começando a treinar. A previsão para ela voltar a lutar é o final deste ano. Vamos tentar uma luta para ela em dezembro de 2018 e, se tudo continuar dando certo, ela deve retornar ainda esse ano. – Encerrou o líder da PRVT.

Foto: Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

LFA 46: James Nakashima vence Kyle Stewart e mantém cinturão

Foi realizado na noite desta sexta-feira (28), no Joint Base Langley-Eustis em Newport News, Virginha, nos Estados Unidos, a 46ª edição do Legacy Fighting Alliance, que contou com uma disputa de título e um brasileiro no card.

Na luta principal do LFA 46, James Nakashima manteve sua invencibilidade no esporte e também seu cinturão da divisão dos pesos meio-médios ao vencer por decisão unânime dos árbitros laterais Kyle Stewart. Nako anotou sua nona vitória como profissional, enquanto Gunz Up sofreu o primeiro revés.

No co-main event, o brasileiro Alexandre Popo Bezerra nocauteou o norte americano Sam Toomer com exatos três minutos de luta no segundo assalto do combate. O lutador da Alliance MMA venceu a vigésima primeira luta de sua carreira, enquanto Super, como é chamado seu adversário, teve de amargar a terceira derrota.

Ainda entre os combate principais da noite, Christian Torres aplicou um nocaute diant de Dashawn Boatwright com dois minutos e cinquenta e oito segundo do primeiro round.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 46: Nakashima vs. Stewart:

  • (c) James Nakashima derrotou Kyle Stewart por decisão unânime dos juízes – Manteve o cinturão dos meio-médios;
  • Alexandre Popo Bezerra derrotou Sam Toomer por nocaute técnico (socos) aos 3m:00s do segundo round;
  • Christian Torres derrotou Dashawn Boatwright por nocaute (socos) aos 2m:58s do primeiro round;
  • Ahmet Kayretli derrotou Shaun Spath por nocaute (pisão no corpo) aos 4m:00s do segundo round;
  • Mumia Abu Dey-Ali derrotou Mitch Aguiar por nocaute (soco) aos 0m:31s do primeiro round;
  • Victoria Leonardo derrotou Salina Rowland por decisão unânime dos juízes;
  • Mike Lawrence derrotou Chris Rollins por decisão unânime dos juízes;
  • Micah Terrill derrotou Ryan Jett por decisão unânime dos juízes;
  • Adi Alic derrotou Terrell Hobbs por nocaute técnico (socos) a 1m:28s do primeiro round.

Aos 51 anos de idade, Renzo Gracie retorna com vitória ao MMA no ONE Championship 78:

Nesta sexta-feira (27), foi realizada no Mall of Asia Arena, em Manila, nas Filipinas, o ONE Championship: Reign Of Kings, a edição de número 78 da maior organização asiática da atualidade no MMA.

Na luta principal do ONE Championship 78, Kevin Belingon encarou o campeão peso-pena e peso-leve Martin Nguyen, que lutava para conseguir seu terceiro título após ter sido frustrado pelo campeão linear da divisão até 61 kg, o brasileiro Bibiano Fernandes. Belingon venceu Nguyen na decisão unânime dos árbitros laterais e conquistou o cinturão interino.

No co-main event, a primeira lenda do card entrou em ação. O japonês Shinya Aoki encarou Shannon Wiratchai e nocauteou-o com pouco mais de dois minutos do primeiro round.

A outra lenda, o brasileiro Renzo Gracie retornou ao MMA após 8 longos anos e conseguiu uma finalização histórica pra cima do veterano Yuki Kondo, que tem mais de 100 lutas em seu cartel profissional. No segundo round do combate, Renzo encaixou um justo mata-leão para finaliza-lo e conquistar a vitória.

Assista ao ONE Championship 78 na íntegra:

Confira abaixo os resultados completos do ONE Championship 78: Reign Of Kings:

  • **(ci) Kevin Belingon derrotou Martin Nguyen por decisão unânime dos juízes;
  • Shinya Aoki derrotou Shannon Wiratchai por nocaute técnico (socos) aos 2m:16s do primeiro round;
  • Renzo Gracie derrotou Yuki Kondo por finalização com um mata-leão a 1m:40s do segundo round;
  • Eduard Folayang derrotou Aziz Pakhrudinov por decisão unânime dos juízes;
  • Garry Tonon derrotou Rahul Raju por finalização com um mata-leão aos 3m:27s do terceiro round;
  • Joshua Pacio derrotou Pongsiri Mitsatit por finalização com uma kimura invertida aos 3m:37s do primeiro round;
  • Rene Catalan derrotou Stefer Rahardian por decisão unânime juízes;
  • Xie Bin derrotou Sor Sey por finalização com um D’arce choke a 1m:55s do primeiro round.

LFA 45: Erick Silva finaliza Nick Barnes em estreia; confira os resultados

Na noite desta última sexta-feira (20), no Morongo Casino Outdoor Pavilion em Cabazon, Califórnia, nos Estados Unidos, foi realizada a edição de número 45 do Legacy Fighting Aliance.

Na luta principal do LFA 45, que contou com transmissão ao vivo do Esporte Interativo, o brasileiro ex-UFC Erick Silva finalizou o ex-Bellator Nick Barnes com um armlock com pouco mais de 4 minutos do primeiro round. O capixaba recuperou-se das derrotas consecutivas que sofrera no UFC, e Barnes sofreu seu segundo revés consecutivo.

No co-main event, Ryan Lilley, também em sua estreia no LFA, nocauteou Jordan Winski ainda no primeiro round, garantindo sua nona vitória como profissional. No terceiro combate mais importante da noite, Moses Murrietta venceu Casey Ryan, que desistiu da luta no intervalo do segundo para o terceiro round.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 45: Silva vs. Barnes:

  • Erick Silva derrotou Nick Barnes por finalização com um armlock aos 4m:43s do primeiro round;
  • Ryan Lilley derrotou Jordan Winski por nocaute técnico (socos) aos 2m:37s do primeiro round;
  • Moses Murrietta derrotou Casey Ryan por nocaute técnico (desistência) no intervalo do segundo para o terceiro round;
  • Blake Troop derrotou James Cannon por nocaute técnico (socos) a 1m:24s do primeiro round;
  • Vince Cachero derrotou Carlos Puente Jr por finalização com um mata-leão aos 4m:19s do segundo round;
  • Kailan Hill derrotou Alex Thompson por nocaute (chute na cabeça) a 1m:118s do primeiro round;
  • Taylor Johnson derrotou Luc Bondole por nocaute técnico (cotoveladas e socos) a 1m:36s do primeiro round;
  • Natan Levy derrotou Cameron Underhill por finalização com uma guilhotina aos 0m:31s do primeiro round;
  • Herdem Alacabek derrotou Dejon Danies por finalização com um mata-leão aos 4m:46s do primeiro round;
  • Kona Oliveira derrotou L.J. Smith por nocaute técnico (socos) aos 2m:39s do primeiro round;
  • Juan Rubio derrotou Chadricc por nocaute no segundo round;
  • Mary Almario derrotou Ambar De La Herran por decisão unânime dos juízes.

ACB pode encerrar as atividades em 2018; Saiba mais

Uma das maiores franquias do MMA Mundial, o Absolute Championship Berkut, ou simplesmente “ACB”, que tem diversos atletas ex-UFC’S, Bellator, dentre outros em seu plantel de lutadores, poderá encerrar suas atividades ainda neste segundo semestre de 2018.

De acordo com notícia do Combate.com, o ACB, que paga boas bolsas para os lutadores e que atraia diversos lutadores brasileiros por conta da boa quantia em dinheiro, está passando por ‘uma crise financeira’ e a organização russa acabou cancelando suas próximas quatro edições, a que seriam realizadas no Chipre (este sábado (21), de nº 89 e com 9 lutadores brasileiros no card), Kazan na Rússia (90), Londres na Inglaterra (91) e Malmo na Suécia (92) também não irão sair do papel, e parece que até a edição de número 100, que estava marcada para o dia 14 de dezembro em São Petersburgo, na Rússia, também pode estar comprometida e nem mesmo sair do papel.

Leia também: Daniel Cormier afirma que Brock Lesnar será seu último adversário na carreira

Alan Gomes foi um dos prejudicados com o cancelamento do ACB 89:

Em entrevista para o site “Torcedores”, o atleta cearense Alanzinho Gomes, que estava preparado para embarcar para o Chipre, quando recebeu uma ligação sobre o cancelamento do ACB 89.

Fiz um camp de 2 meses para minha luta no ACB 89, já estava quase no peso, já tinha feito até mesmo o check-in para embarcar para o Chipre, gastei dinheiro com o campo, ai quando foi ontem, me informaram que o evento não iria mais acontecer, estou zonzo, pois já tinha feito contas pessoais com o dinheiro que eu receberia da bolsa”, lamentou o atleta da Team Nogueira Recreio.

Outros lutadores como o ex-UFC Daniel Sarafian e seus córners, o também ex-UFC Fábio Maldonado e Alexandre Imperador também saíram prejudicados.

Nação Cyborg lança card completo para segunda edição do evento

Faltando 25 dias para a segunda edição do Nação Cyborg, a produção do evento lança o card completo, já com a lutas preliminares praticamente definidas. A nova geração de atletas de Kickboxing e MMA está pronta para responder em cima do ringue e de quebra impressionar a campeã do UFC Cris Cyborg que estará presente no Ginásio Polentão, na cidade de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, no dia 28 de julho.

Nomes que vem se destacando no cenário amador de lutas no estado do Paraná estão confirmados, como Alisson Murilo, Matheus Correia e Wellington Cândido. Em um dos combates de No Gi, o presidente do Brave Combat Federation no Brasil, Gustavo Firmino, encara Leandro Santos, da Checkmatt. O atual campeão e dono do cinturão do Brave CF, Klidson Abreu, mede forças frente a Everson Macaco em duelo de Jiu Jitsu.

Leia também
Junior Cigano declara temer a USADA
Aspera FC anuncia expansão na Ásia e retorno ao Brasil

Mudança no combate principal do Nação Cyborg

O atleta da região de Campo Largo, Kerrison Leal “Baby” tem um novo oponente para a luta principal do Nação Cyborg. Trata-se de José Rodrigo Guelke, de Ponta Grossa, região dos Campos Gerais no estado do Paraná.

Os ingressos serão vendidos a 20 reais (arquibancada) e 50 reais (área vip).

Nação Cyborg 2
Sábado, dia 28 de julho de 2018
Local: Ginásio do Polentão – Campo Largo – PR

Nação Cyborg: CARD PRELIMINAR
Nação Cyborg: BOXE AMADOR:

93 Kg: Lucas Amaral (TRM/Fight Only) vs. Rafael Ferreira (Chute Boxe)

Nação Cyborg: KICKBOXING AMADOR

48 Kg: Gabriela “Gabs”(ABMT) vs. Mariana Campos (Team Sagat)
52 Kg: Sarah Barwik (Área VIP) vs. Tais Silva (Atman Fight College)
52 Kg: Paula Abreu (SB Fight Team) vs. Rafa Moraes (Nova Geração)
55 Kg: Thays “Avatar” (Chute Boxe) vs. Maria Heloisa (MM Fight Team)
55 Kg: Ericles Aires (Grupo Nocaute) vs. Flavio Oliveira (Nova Geração)
57 Kg: Bruno “Maranhão”(Teixeira Team) vs. Vinícius Zanetti (ABMT)
80 Kg: Leonardo Antunes (Sport Thai) vs. A definir
61 Kg: Gabriel Edison (Madeira Boxe) vs. Luiz Felipe (Killer Bees)
61 Kg: Ana Julia (Chute Boxe) vs. Diana Cipola (Paraná Vale Tudo)
63 Kg: Wellington “Neguinho” (The Rock/CB) vs. Eduardo Budnik (Killer Bees)
70 Kg: Luiz Henrique (Muay Thai Brasil) vs. Clayton Dias (Killer Bees)

Nação Cyborg: MMA AMADOR:

66 Kg: Fábio Andrade (SB Fight Team) vs. A definir
70 Kg: Derick Salles (Evolução Thai) vs. A definir
57 Kg: Matheus Correa (LA Sport) vs. David deruk (Thai Brasil)
57 Kg: Vinicius Santana (Killer Bees) vs. Welligton Cândido (Equipe Motta)
61 Kg: Alisson Murilo (Chute Boxe) vs. Nathan Maia (Pro Ação)

Nação Cyborg: NO GI:

80 Kg: Gustavo Firmino (10TH Planet) vs. Leandro Santos (Checkmat)
120 Kg: Alex “Coruja”(Checkmat) vs. Marcos “Shaolin” (King Shark)

Nação Cyborg: JIU JITSU:
120 Kg: Everson “Macaco” (N’1 Chute Boxe) vs. Klidson de Abreu (Gracie Barra/L.A
Sport)
Nação Cyborg: CARD PRINCIPAL
Nação Cyborg: KICKBOXING PROFISSIONAL:

52 Kg: Lucineli Wolski (Nova Geração) vs. Clades “Tempestade”(Força Thai)
66 Kg: Carlos “Sr Fantástico” (Rasthai) vs. Emanoel Vieira (Chute Boxe)
77 Kg: Leonardo Silva (Santa Fé Team) vs. Marco Aurélio (Teixeira Team)
66 Kg: Sergio Bernardo (Strikers House) vs. Daniel “Direto” (Killer Bees)

Nação Cyborg: MMA PROFISSIONAL:

70 Kg: Luiz Gustavo (OCS) vs. Wisley “Torto” (The Rock)
70 Kg: Alan Francis (CM system) vs. A definir
66 Kg: Laertes de Paula (Thai Extreme) vs. Alan “Rush” (King Shark)
57 Kg: Rodrigo “Caiçara” (Mangueboy) vs. Silas Alves (Thai Brasil)
120 Kg: Kerisson “Baby”(ABMT/Checkmat) vs. Jose Rodrigo Guelke (Kadosh MMA)

Aspera FC anuncia expansão na Ásia e retorno ao Brasil

Após ter promovido mais de 50 edições aqui no Brasil ( 59 eventos segundo os conceituados sites Sherdog e  Tapology ) o Aspera FC deverá retomar a promoção de shows no mercado nacional de MMA muito em breve.

Outra novidade é que, depois de meses de negociação, Marcelo Brigadeiro, Presidente e CEO do Aspera FC, vendeu uma participação da organização para um forte grupo de investidores asiáticos e com o novo aporte financeiro que recebeu acaba de lançar o Aspera Fighting Championship Asia. Agora o evento contará com a realização shows mensais por todo o continente asiático.

Essa nova empreitada se dará em conjunto por Marcelo Brigadeiro, Ferdie Munsayac, Rizvan Ali e equipe na Ásia.

Leia também
Johny Hendricks anuncia aposentadoria do MMA
Aos 30 anos, Felipe Sertanejo anuncia aposentadoria do MMA
Rashad Evans anuncia aposentadoria do MMA

Marcelo Brigadeiro também foi contratado pela MTK Global, uma das maiores agências esportivas do mundo. Além disso está à frente do departamento de MMA da mesma, denominado MTK Global MMA.

Assim sendo, ele teve que organizar toda a operação da empresa, uma vez que esta conta com 8 escritórios espalhados por todo o mundo e mais de 200 atletas. Lutadores dos mais variados países para serem gerenciados, o que gerou uma enorme demanda de atividades. Além de orientar os treinos dos seus atletas na Astra Fight Team e acompanhar lutadores em shows do porte do UFC e Pancrase MMA.

Reorganizar todas as suas funções não foi fácil, mas as agora o polêmico cartola está de volta ao segmento de promoção de eventos de MMA e fazendo uso da linguagem que lhe granjeou um número enorme de seguidores em suas redes sociais (além do seu canal no youtube, onde expõe sua opinião sobre os mais variados temas), já dispara a sua artilharia contra os seus adversários, bem ao seu estilo:

— Nós vamos botar para ‘foder’ no mercado nacional muito em breve. Quando eu estou quieto, estou preparando o esporro !!!
Não aprenderam ainda, caralho ???
Alguns idiotas ainda especularam sobre o fim da organização, mas agora estamos de volta ao Brasil e também iniciaremos a promoção do Aspera FC por todo o continente asiático. – Esbravejou o dirigente, em sua conta pessoal no Facebook.

A estréia do Aspera Fighting Championship Asia será no dia 26 de Agosto.  Terá como palco Mega Dance Center, em Angeles City, Pampanga, nas Filipinas.
Esse show inaugural deverá contar com estrelas locais do Pinoy MMA enfrentando lutadores estrangeiros.

Quanto à data da volta da franquia para o Brasil, ainda não foi anunciada. Porém a próxima edição nacional também deverá acontecer muito em breve.

 

Foto:  Divulgação/ Aspera FC

 

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs