Foto: Getty Images

Após aproximadamente 10 anos no UFC, o veterano Dennis Siver não pertence mais a organização. Em uma rede social, o alemão revelou que assinou com ACB (Absolute Championship Berkut).

A organização já confirmou a data e local para estreia do peso-pena. Será em Stuttgart, na Alemanha na luta principal do ACB 75 no dia 25 de novembro. Ainda não há nenhum adversário definido até o momento.

Leia Também: Thiago Pitbull enfrenta Zak Cummings no UFC Fight Night 123
Ketlen Vieira enfrenta Germaine de Randamie no UFC Belém

Carreira:

 Dennis Siver possui um cartel com 23 vitórias, 11 derrotas e uma “luta sem resultado”. Aos 38 anos, o russo naturalizado alemão já enfrentou o irlandês Conor McGregor em 2015. Na ocasião, Siver foi nocauteado no segundo round no UFC Fight Night 59.

Após o revés, Siver novamente foi derrotado, dessa vez para Tatsuya Kawajiri por decisão unânime no UFC Fight Night 69. Em junho de 2017, o veterano se recuperou ao vencer o havaiano BJ Penn por decisão majoritária no UFC Fight Night 112.

José Maria "No Chance" tem o braço erguido pelo árbitro após mais uma conquista em sua vitoriosa carreira no MMA.
José Maria "No Chance" tem o braço erguido pelo árbitro após mais uma conquista em sua vitoriosa carreira no MMA.
José Maria “No Chance” tem o braço erguido pelo árbitro após mais uma conquista em sua vitoriosa carreira no MMA.
Sem nenhum tipo de  ajuda do poder público da sua cidade natal, o município de Alto Santo, no interior do Ceará, o lutador José Maria “No Chance”  Tomé segue sua trajetória no MMA e é eleito pela organização do ACB como o atleta de melhor performance da noite, na edição de número 73 do evento Russo, que foi realizada na cidade do Rio de Janeiro, no dia 21 de outubro.
Na ocasião,  José Maria “No Chance” venceu seu adversário Bruno Mesquita por nocaute aos 2 min. do segundo round.
Com a vitória, o lutador vem sendo assediado por outros eventos top de linha, mas o cearense nos conta que está muito feliz no ACB, que é uma das maiores organizações de MMA do planeta na atualidade.
Gostaríamos de lembrar ao poder público de qualquer cidade que é interessante contribuir na jornada dos atletas de MMA, o que reverteria no crescimento e desenvolvimento do esporte em seus Municípios.
As grandes empresas, por outro lado,  já descobriram que podem e devem apoiar os esportes de lutas, pois o retorno é garantido.
Principalmente se tratando de atletas como o cearense José Maria, que quase sem apoio, conseguiu se firmar como lutador internacional de MMA, modalidade que não custa lembrar, é o esporte que mais cresce no mundo.
Em uma conversa franca, entrevistamos  “ No Chance ”  sobre sua preparação para a luta no ACB 73, além de falarmos sobre outros assuntos.

Confira na integra, a entrevista com José Maria “No Chance” :

1) Como foi o seu ‘camp’ para esse combate ?
José Maria “No Chance”  :  Apesar de ter feito um ´camp ´ curto, de apenas 2 meses, ele foi excelente e preciso, meu advérsario caiu mais de três vezes. Eu estava preparado para lutar com qualquer um.
2) Como você dividiu os treinamentos e quem foram os seus técnicos ?
José Maria “No Chance”  : Eu prefiro não me manifestar sobre esse assunto….  mas queria muito agradecer aos meus colegas de treino que me ajudaram muito nessa etapa e me deram uma força!
3) Você é atleta do ACB, que é atualmente uma das maiores organizações de MMA do mundo, mas não conta com o reconhecimento ou apoio da prefeitura de Alto Santo, sua cidade natal no Ceará, tendo que manter um trabalho paralelo à profissão de lutador. Está sendo difícil conciliar outra função com a exigência de uma carreira de um lutador internacional do seu nível ?
José Maria “No Chance”  : Sempre é muito dificil conciliar o trabalho com os treinos,  pois tenho precisado faltar alguns treinos para trabalhar e isso sempre acontece durante a preparação para alguma luta. Às vezes chego no treino da segunda feira já fadigado, pois passei o final de semana trabalhando , isso atrapalha muito o meu rendimento ,coisa que seria contrária à profissão de lutador. Tenho certeza que se eu tivesse algum apoio e não precisasse trabalhar eu já teria conquistado voos muito mais altos.
Pouco antes de fechar com a liga ACB eu recebi promessas de apoio da prefeitura de Alto Santo, porém isso nunca saiu do papel, não estou falando que minhas derrotas foram consequência da falta de apoio, mas no evento onde eu estou e lutando com os melhores, se eu tivesse apoio sei que alguns resultados teriam sido bem diferentes.
4) Sua vitória no ACB 73 deu mesmo o que falar, tendo sido eleita a melhor performance da noite pelos próprios donos do evento. Inclusive, ficamos sabendo que o nocaute que você desferiu em seu adversário chamou até mesmo a atenção de eventos maiores que já estão lhe mirando. O que podemos esperar do José Maria “No Chance” daqui para a frente ?
José Maria “No Chance”  : Na Rússia não sou mais conhecido como  “ NO CHANCE ”  e sim , como  ´ SHOW MAN ´  e é isso que vocês podem esperar de mim à cada vez que eu entrar no octógono, vocês podem esperar um verdadeiro show!!
5) Você é um lutador que você possui um dos maiores carteis sancionados de MMA em todo o mundo. Qual o conselho que você daria para os atletas que desejam ter uma carreira tão vitoriosa quanto a sua ?
José Maria “No Chance”  : Gostaria de dizer que se você tem um sonho de ser um lutador reconhecido e renomado vai ter que trabalhar duro todos os dias. Você precisa acordar disposto a ser um campeão, e para isso terá que se abdicar de muitas coisas , mais no final valera à pena.
6) Para finalizar, esse espaço é seu. Deixe uma mensagem.
José Maria “No Chance” : Eu quero agradecer aos meus médicos, devo à eles a minha ótima performance nessa luta, particularmente ao Dr. Ewerton e ao Dr. Fontenele, que me deixaram muito bem para este momento, agradecer também ao meu psicólogo Dr. Antônio e a Dr. Renata da CRP fisioterapia, por me deixar sem lesões e claro, quero agradecer ao ACB não só pela oportunidade de mostrar meu trabalho com também por confiar nele. Também não posso deixar de agradecer aos meus colegas de treino e treinadores.
Alan Gomes em combate no Bitteti Combat (Foto: Bitteti Combat)

A edição de número 73 do ACB acontece neste sábado (21) no Rio de Janeiro, e entre as diversas promessas brasileiras no card, está o jovem cearense de 22 anos Alan Gomes de Castro. Alan treina na Team Nogueira e tem um cartel de 9 vitórias e 1 derrota. Coleciona os cinturões do Bitteti Combat e Revolução MMA, ele enfrenta o russo Shamil Akhmev no card preliminar. Em entrevista exclusiva, ele contou um pouco da sua preparação.

Como o seu camp pra esse combate ?

Foi no Rio com o pessoal da Team Nogueira, grandes nomes do MMA e tudo está sendo conforme planejado desde o começo, uma ótima preparação, fazendo sparring bem. Tô bem treinado em todas as áreas da luta, onde ela for eu tô preparado, MMA, Boxe, Muay Thai, Jiu-Jitsu e Wrestling, tô preparado pra todas.

Qual a expectativa de estreiar em um evento internacional ?

A expectativa é a melhor possível, eu sou um cara que tá sempre preparado, peguei a luta com 3 semanas de antecedência e estou bem feliz principalmente porquê é no Brasil.

Fala um pouco sobre o teu adversário

O meu adversário é um cara muito bom e duro, tem 3 vitórias e 1 derrotas, mas esses russos são muito duros, movimenta bastante em pé e também muito agressivo, mas estou pra agressividade dele.

Quais são suas futuras ambições em caso de vitória

Quero primeiro pensar nessa luta e fechar um contrato de mais lutas com o ACB ou ir pra uma organização maior ainda

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs