Foto : Mabelly Lima comemora a conquista do cinturão da categoria peso mosca feminino ( até 57 kgs ) do LFC ( Cortesia : Cojack Matias e LFC ).
Foto : Mabelly Lima comemora a conquista do cinturão da categoria peso mosca feminino ( até 57 kgs ) do LFC ( Cortesia : Cojack Matias e LFC ).
Foto : Mabelly Lima comemora a conquista do cinturão da categoria peso mosca feminino ( até 57 kgs ) do LFC ( Cortesia : Cojack Matias e LFC ).

Atualmente, o MMA, esporte que era tido como predominantemente masculino, especialmente num país como o Brasil,  vem dado o merecido espaço para as lutas femininas e sedimentando a carreira das boas lutadoras.

Após o advento das pioneiras Gina Carano, Miesha Tate e Ronda Rousey nos EUA, uma nova safra de lutadoras se faz notar em todo o mundo e inspiradas, principalmente, no sucesso de Amanda Nunes e Cris Cyborg, não por acaso, as donas dos dois únicos cinturões brasileiros no UFC.

Nesse contexto, a cearense Mabelly Lima, invicta com 6 lutas ( sendo duas internacionais ) é forte candidata à uma vaga em alguns dos principais eventos de MMA do mundo na atualidade.

Embalada pela conquista do cinturão do ULLAMP-Mixed Real World Fighters disputado na Argentina, e também do Limo Fight Championship, conquistado no último dia 27 de outubro no Ceará, Mabelly está com luta marcada para a 8ª edição sul-americana do World Series Of Fighting ( WSOF ) – Global Championship.

O evento será realizada dia 25 de novembro, em Buenos Aires, na Argentina.

Na ocasião, sua adversária será a uruguaia Xiomara  “La Pitbull”  Piriz, que ostenta um registro no Sherdog de 3-1 como profissional de MMA.

A competição será organizada pela União Latino-Americana de Lutadores de Artes Marciais Profissionais ( ULLAMP ), entidade que representa o World Series Of Fighting ( WSOF ) no continente.

Entrevistamos Mabelly que nos contou um pouco da sua preparação para a luta, além de falar sobre outros assuntos.

Confira :

1-Você vem direto de uma vitória sobre Patrícia Alujas na 19ª edição do Limo Fight Championship. Fale-nos um pouco sobre essa luta.

Mabelly Lima : Alujas é uma grande atleta da trocação, campeã em seu país no Muay Thai, esperavamos uma luta com um grande volume de socos e chutes e traçamos a estratégia de trocarmos e colocar a luta pro chão. A estratégia foi seguida a risca, no primeiro round demos a queda e finalizamos com um Mata- Leão.

2-Além de ter conquistado o título do peso mosca feminino ( até 57 kgs ) do LFC , essa foi a primeira vez que você fez a principal luta da noite em um evento de MMA. Acredita que a responsabilidade aumenta para os lutadores que participam do  “ main event ”  ou você encara uma luta dessas como outra qualquer ?

Mabelly Lima : Sem sombra de dúvidas a responsabilidade aumenta sim. Além de ser um honra poder fazer o “main event” dentro da cidade que eu nasci, no evento que me revelou como atleta, ter todos os amigos presentes, pessoas que me conhece desde infância. As lutas principais são as mais esperadas da noite, isso gera no público grande expectativa e como profissional você não deve decepcionar quem foi assistir o show. Então a responsabilidade é dobrada.

3-O que muda na sua vida de atleta uma vez que você saiu do circuito de eventos regionais e agora é  uma lutadora que compete em produções de nível internacional ?

Mabelly Lima : O que muda na minha vida é que agora tenho muito mais responsabilidade em representar bem minha equipe, meu mestre, a cidade que moro e meu país. Fora isso, procuro aumentar muito mais o ritmo de treino, estar sempre preparada para o próximo desafio, me mantendo focada, com os pés no chão e determinada a sempre dá o melhor de mim.

4-Como anda  a sua rotina diária por aqui  ? Como você está dividindo os treinamentos e quem são os seus técnicos ?

Mabelly Lima : Nossa rotina continua acelerada, treinamos de três a quatro vezes por dia dividindo o nosso treinamento em técnico e físico. Toda a parte de técnica de luta faço com meu mestre Gean do Vale, o Muay Thai como base da trocação e a Luta Livre Esportiva como base da luta de chão. A parte física fica por responsabilidade do meu preparador físico Diego Robson, que me condiciona da melhor forma pra estar no gás dentro do octógono.

5-Sabemos que você está com luta marcada para o próximo dia 25 de novembro na 8ª edição sul-americana do World Series Of Fighting (WSOF) – Global Championship -, competição que será organizada pela União Latino-Americana de Lutadores de Artes Marciais Profissionais ( ULLAMP ). O que você sobre a sua próxima adversária, Xiomara Piriz ?

Mabelly Lima : A atleta Xiomara Piriz é uma garota explosiva, gosta de começar a luta pressionando sua oponente com socos, chutes e quedas. Estaremos preparados para anular suas tentativas de investidas e colocarmos a nossa estratégia em prática.

6-Essa não é a primeira vez que você participa de uma luta promovida pela ULLAMP. Qual é o diferencial dos eventos promovidos por esta organização ?

Mabelly Lima :  A ULLAMP ( União Latino-Americana de Lutadores de Artes Marciais Profissionais ) é uma organização de renome mundial, que trabalha com muito profissionalismo. Todos os lutadores são bem recebidos e bem tratados por toda a organização, eles são apaixonados pelas artes marciais  e abrem as portas e dão oportunidade para novos talentos que estão surgindo no grande cenário do MMA.

7-Você estará fazendo o seu retorno à Argentina. Como é o tratamento das pessoas em geral e da mídia especializada em particular com relação aos lutadores de MMA naquele país ?

Mabelly Lima : Estamos retornando para a Argentina muito felizes. É um país com pessoas maravilhosas que nos acolheram muito bem e nos deram suporte de tudo. A mídia especializada é bastante atenciosa e ativa, sempre estando presente e antenada nas informações e novidades do nosso esporte.

8-Onde você pretende chegar em sua carreira como lutadora e o que os seus fãs podem esperar daqui para a frente ?

Mabelly Lima : Essa é uma pergunta que faz passar um pequeno filme na minha cabeça. Eu, meu mestre Gean do Vale e toda a minha equipe Master Kombat acreditamos que todo sonho é possível e estamos na batalha para alcançarmos patamares cada vez maiores. Passo a passo. Sem pressa, porém sem pausa.

9-Para finalizar, esse espaço é seu. Deixe uma mensagem para os seus fãs, amigos, familiares e todos aqueles que estão lendo esta entrevista.

Mabelly Lima : Quero aqui primeiramente agradecer a Deus que sempre se faz presente em nossas vidas e tem derramado sobre nós grandes bênçãos. Agradecer a toda a minha equipe Master Kombat, ao meu mestre Gean do Vale, parceiros, apoiadores e amigos do nosso projeto. Dizer que continuamos treinando pesado e estaremos no dia 25 de novembro na Argentina, mais uma vez dando o sangue em cima do octógono. Desde já conto com a torcida e vibração positiva de todos para representarmos da melhor forma nossa cidade. Treino duro + humildade = resultado. O trabalho não para. Oss!

Michael Johnson e Justin Gaethje farão a luta principal do TUF 25 Finale (Foto: Reprodução)

O ex-campeão peso leve do WSOF, Justin “The Highlight” Gaethje (17-0) já tem data marcada para debutar na maior organização de Artes Marciais do Mundo. Será no dia 07 de julho, na luta principal da noite quando ele enfrentará o duríssimo Michael Johnson.

Invicto na carreira com 17 vitórias, Gaethje foi uma das principais aquisições do UFC no ano de 2017. O americano de 28 anos lutava pelo WSOF, onde foi detentor do cinturão dos leves e o defendeu por seis vezes seguidas com sucesso. Lutando profissionalmente no MMA desde 2011, o atleta natural de Safford, Arizona, nos Estados Unidos, soma 14 triunfos por nocaute/nocaute técnico no cartel, demonstrando assim sua trocação eficiente e perigosa.

Seu adversário será o também reconhecido pelas mãos pesadas e afiadas, Michael “The Menace” Johnson (17-11), que atualmente vem de derrota por finalização para Khabib Nurmagomedov no UFC 205. Número #6 do ranking oficial da categoria, Johnson detém o mesmo número de vitórias do oponente, sendo oito via nocaute e duas por finalização. Na carreira superou notáveis lutadores como Tony Ferguson, Joe Lauzon, Edson Barboza, Dustin Poirier, entre outros.

O duelo promete ser um show de luta em pé, ambos atletas são rápidos, resistentes, e precisos, precisam apenas de um golpe para acabar com a luta, sem dúvida será eletrizante.

O The Ultimate Fighter 25: Redemption Finale ocorrerá no dia 07 de Julho, na T-Mobile Arena, em Las Vegas. O evento contará com as finais do reality show comando nesta edição pelos rivais TJ Dillashaw e Cody Garbrandt.

Confira o card até o momento:

Michael Johnson vs. Justin Gaethje
Gray Maynar vs. Teruto Ishihara
Elias Theodorou vs. Brad Tavares
Jared Cannonier vs. Steve Bossé
Marc Diakiese vs. Drakkar Klose
Jordan Johnson vs. Marcel Fortuna
Angela Hill vs. Ashley Yoder
Ed Herman vs. CB Dollaway
Jessica Eye vs. Aspen Ladd

Rousimar Toquinho Palhares (Foto: Reprodução)

A promoção russa Eurasia Fight Nights anunciou novos nomes em sua mais nova coleção de contratações. A empresa continua a fortalecer seu plantel de atletas para o ano de 2017, buscando manter seu nível de competitividade e respaldo no MMA Russo e Europeu. Os novos contratados segundo o CEO Kamil Gadzhiev são Rousimar Toquinho, Ali Bagautinov, Josh Hill e Tyson Nam.

Atleta da Team Nogueira, o brasileiro Rousimar “Toquinho” Palhares (18-8) é conhecido pelo excelente Jiu-Jitsu, além é claro, pelas finalizações polêmicas de chave de perna, entre outras, que lhe renderam a demissão do UFC e suspensão do WSOF por segurar as posições após a interrupção do árbitro. Somado a isso ele também está cumprindo suspensão da Comissão Atlética de Nevada por dois anos pelos mesmos atos praticados contra Jake Shields em agosto de 2015, e por este motivo não pode lutar em território americano.

Aos 37 anos o ex-campeão meio-médio do WSOF não vive boa fase. Após a saída do World Series of Fighting em 2015, o mineiro fez duas lutas em 2016 e acabou nocauteado em ambas, perdendo para Emil Weber Meek e Michael Materla. De acordo com Gadzhiev em entrevista ao MMA Fighting, a estreia de Toquinho está prevista para acontecer em Maio com oponente ainda a definir.

Outra boa contratação foi o russo Ali Bagautinov (15-6), que chegou a disputar o cinturão dos Moscas do UFC em 2014 contra Demetrious Johnson, mas foi derrotado. Após um ano de suspensão por doping o atleta retornou em 2015 no UFC 192 quando perdeu para Joseph Benavidez. Se recuperou logo em seguida vencendo Geane Herrera, porém, em sua última luta foi superado pelo japonês Kyoji Horiguchi em Novembro de 2016, o que resultou em sua demissão da organização.

Ex-desafiante ao cinturão dos galos do WSOF, o canadense Josh Hill (15-2) possui como algoz o brasileiro Marlon Moraes. Os dois já enfrentaram duas vezes e Hill perdeu ambas via decisão unânime e nocaute técnico. Atualmente ele vem de vitória por decisão dividida sobre Xavier Alaoui pelo TKO 36.

Por fim, o experiente Tyson Nam (14-8) que lutou pelo WSOF, KOTC e EliteXC, e já nocauteou o atual campeão dos galos do Bellator Eduardo Dantas em 2012 pelo Shooto Brazil. O peso mosca norte-americano soma duas vitórias e um empate nos últimos três combates realizados no Destiny MMA.

Justin Gaethje (Foto: Reprodução)

Em fase de reestruturação administrativa, o World Series of Fighting (WSOF) perde seu terceiro campeão e um dos maiores nomes da organização. Após Marlon Moraes e David Branch assinarem com o Ultimate, foi a vez do ex-campeão peso-leve Justin Gaethje fechar acordo com a maior promoção de Artes Marciais do mundo.

O norte-americano de 28 anos Justin Gaethje (17-0) não sabe o que é perder na carreira, são 17 lutas na carreira com 17 vitórias, sendo 14 por nocaute, uma por finalização e apenas duas na decisão dos juízes. Conhecido como “The Highlight”, o peso-leve era um dos maiores nomes da divisão até 70kg que atuava fora do UFC, juntamente com o campeão do Bellator Michael Chandler, mas agora torna-se um nome de peso adicionado a categoria mais diversificada do Ultimate Fighting Championship.

Gaethje conquistou o cinturão do leves do WSOF em 2014 com uma vitória sobre Richard Patishnock via nocaute técnico no primeiro round. Em seguida realizou cinco defesas de título com sucesso derrotando Nick Newell, Luis Palomino 2x, Brian Foster e Luiz Firmino. Ele ficou conhecido pelas duas guerras contra o peruano Luis Palomino em março e setembro de 2015, sendo ambas vencidas pelo campeão por nocaute.

O anúncio da contratação ainda não foi confirmado oficialmente pelo Ultimate, mas foi expresso pelo presidente do WSOF e ex-lutador Ray Sefo, que desejou sucesso ao americano na nova casa. Por sua vez, o atleta agradeceu as felicitações, confirmando assim sua assinatura com o UFC. Ele ainda não tem data de estreia.

Imagem: WSOF

Conforme apurou o site “MMA Fighting” o UFC está muito próximo de um acerto com o ex-campeão dos médios do WSOF, David Branch.

Com um cartel de 20 vitórias e apenas três derrotas, David Branch teve uma passagem pelo ultimate de 2010 a 2012. Com duas vitórias e duas derrotas, o atleta deixou o evento e assinou com o WSOF.

No WSOF, Branch acumulou uma sequência de 10 vitórias consecutivas, dentre elas, conquistou o cinturão em 2014 ao vencer Jesse Taylor. Em seu combate mais recente, David venceu Louis Taylor no WSOF 34 em dezembro de 2016.

 

 

 

Foto: Reprodução/Facebook/Câmara dos Deputados

Um PL – Projeto de Lei – que estava adormecido na Câmara dos Deputados desde 2009, voltou a assombrar os fãs de um dos esportes que mais cresce no mundo esta semana. O Deputado José Mentor (PT-SP) tenta aprovar lei que visa proibir a transmissão de eventos de MMA em todo território nacional.

– As artes marciais têm filosofia, que é exatamente o oposto da Mixed Martial Arts… Quanto mais agressivo, quanto mais você ferir o outro, mais rápido se ganha a luta. Aqui (no MMA) é uma luta violentíssima aqui não é esporte e nem arte marcial – disparou José Mentor (PT-SP), em entrevista ao programa “Palavra Aberta” da TV e Rádio da Câmara dos Deputados. (entrevista pode ser acessada clicando AQUI)

Vale ressaltar que até mesmo em canais de televisão fechada, como o Canal Combate, que é a emissora oficial do UFC no Brasil e a Fox Sports que transmitem o Bellator, One FC e muitos outros eventos internacionais, bem como o canal Esporte Interativo que transmite a maioria dos eventos de cunho nacional entre outros.

Temendo aprovação do citado projeto, o Exmo Sr Deputado Federal Ronaldo Martins (PRB-CE) procurou a redação da Tudo Sobre MMA e da TV Fight em busca de apoio da mídia independente e consequentemente o envolvimento dos fãs desse esporte (que são milhões) para barrar a entrada em vigência dessa lei que discrimina o MMA, como citou o Deputado.

– Em princípio, o cerceamento de transmissão de competições de um esporte que hoje já está massificado no Brasil. Depois, que há uma clara discriminação conta o MMA, já que libera a transmissão de competições de judô, karatê, jiu-jítsu. E por aí vai… – Indagou o parlamentar.

Segundo a informação de Ronaldo Martins, a votação deve ocorrer amanhã as 10 horas. A matéria sera apreciada pela Comissão de Ciência e Tecnologia e é de cunho terminativo, ou seja, não requer votação em Plenário, se o parecer da Comissão foi favorável, o projeto começa a ter força de lei. O deputado ainda aponta o Partido dos Trabalhadores e outros Partidos de esquerda.

– Há uma movimentação principalmente do PT (Partido dos Trabalhadores) e dos outros partidos de esquerda (aliados). Saberemos amanhã (os nomes dos deputados que votarão a favor). – Disse o Deputado.

O Deputado Ronaldo Martins é voz ativa no que diz respeito as Artes Marciais, tanto na vida parlamentar como na vida pessoal. Prova disso é que no UFC Fortaleza, foi corner do lutador cearense Rony Jason.

A transmissão da votação não será televisionada, mas o interessado em saber da votação poderá assistir pela internet. O link que é disponibilizado para os internautas é divulgado momentos antes da Comissão dar início a votação. Para isso, deve-se acessar o site da Câmara, após isso click no item “atividades legislativas” no menu do site e selecione a opção ”Comissões”, chegando aqui, deve ir para a Comissão de Ciência e Tecnologia.

 

Blagoi Ivanov (Foto: Reprodução/MMA Junkie)

O Word Series of Fighting (WSOF) realizou na noite deste sábado (18) a edição de número 35 da organização. O evento ocorreu no Turning Stone Resort Casino em Verona, Nova Iorque, e contou com três disputas de cinturão.

Na luta principal, o búlgaro Blagoi Ivanov (15-1), detentor do título dos pesos pesados do WSOF, manteve seu cinturão pela quarta vez com sucesso ao nocautear o ex-UFC Shawn Jordan em apenas 1 minuto e 43 segundos do primeiro round. O desafiante até ameaçou uma certa pressão, mas o campeão impôs um forte uppercut de esquerda, seguido de um cruzado de direita para levar ao Jordan ao chão e liquidar a luta com uma combinação de fortes socos no solo.

No co-evento da noite, o campeão peso pena Lance Palmer acabou derrotado em sua primeira defesa contra o americano Andre Harrison. Ex-campeão dos penas do Titan FC, o invicto Andre Harrison (16-0) mostrou superioridade na luta em pé, conseguindo dois knockdowns, vencendo a luta por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-47) e conquistando o cinturão da divisão até 66kg.

O antepenúltimo duelo da noite foi uma disputa pelo cinturão vago dos pesos galos. Com a saída do então campeão Marlon Moraes, os lutadores Bekbulat Magomedov e Donavon Frelow duelaram pelo posto mais alto da categoria. Melhor para o russo de 26 anos Bekbulat Magomedov (18-1), que utilizou seu excelente jogo de wrestling/sambo para anular e dominar o adversário, aplicando quedas em momentos precisos de cada round que lhe renderam a vitória por decisão unânime (triplo 50-45) e claro, o título de novo campeão peso galo do WSOF.

Destaques (Card Preliminar)

Do card preliminar, vale ressaltar a vitória do russo Abubakar Nurmagomedov (14-1), irmão do peso leve do UFC Khabib Nurmagomedov, sobre Matt Secor por decisão unânime ampliando sua sequencia para seis vitórias seguidas.

O brasileiro Alexandre “Capitão” Almeida (18-7), ex-campeão peso pena do WSOF, foi superado pelo costa riquenho Steven Rodriguez na decisão dividida dos juízes. Ele que vinha de revés e consequente perda do cinturão para Lance Palmer, agora amarga duas derrotas seguidas.

Apesar de não viver um bom momento administrativo, passando por problemas judiciais e tendo que lidar com a saída de importantes lutadores, a empresa presidida pelo ex-kickboxer Ray Sefo realizou um bom evento e deixou os fãs animados para as próximas edições.

Confira abaixo os resultados do WSOF 35: Ivanov vs. Jordan:

Card Principal

Blagoy Ivanov derrotou Shawn Jordan por TKO, aoa 1:43s do 1° Round
Andre Harrison derrotou Lance Palmer por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-47)
Bekbulat Magomedov derrotou Donovan Frelow por decisão unânime (triplo 50-45)

Card Preliminar

Abubakar Nurmagomedov derrotou Matt Secor por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
Tom Marcellino derrotou Bill Jones por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
Hakeem Dawodu derrtou Steven Siler por decisão unânime (30-26, 29-28, 39-27)
Islam Mamedov derrotou Natan Schulte por finalização (armlock) aos 4:56s do 2° Round
Steven Rodriguez derrotou Alexandre Capitão por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27)
Emmanuel Walo derrotou Andrews Nakahara por decisão dividida ( 29-28, 28-29, 29-28)

Imagem: Reprodução

Sem contrato, Marlon Moraes não faz mais parte do plantel do WSOF. Ou seja, o brasileiro teve o cinturão retirado e agora possui livre para negociar com qualquer outra organização.

O rumor que circula, é que Marlon estaria se acertando com o UFC. Ainda nada oficial, mas ao que tudo indica, a novela deverá ter um desfecho em breve. Marlon Moraes possui 17 lutas e apenas quatro derrotas em seu cartel.

MMA World Series of Fighting também confirmou a edição de 35 com 3 disputas de cinturão. Com a saída de Marlon, a organização irá coroar o novo campeão do duelo entre Timur Valiev e Bekbulat Magomedov. Outra disputa, mas valendo o cinturão peso pena, será entre o atual campeão Lance Palmer diante Andre Harrison.

A luta principal terá um duelo entre os pesos pesados valendo o cinturão da categoria entre entre o campeão Blagoy Ivanov defendendo o cinturão diante o americano Shawn Jordan.

O WSOF 35 será realizado no dia 18 de março em Nova Iorque.

 

 

 

 

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs