Michael Bisping vence Dan Henderson por decisão unânime

0

Em luta dura de cinco rounds, o atleta da casa venceu na soma das papeletas.


Foto: Jeff Bottari/ Zuffa LLC
A luta mais esperada da noite deste sábado (09), na cidade de Manchester- ING, sem sombra de dúvidas, era a disputa de cinturão entre o atleta da casa, Michael Bisping contra o vovô Dam Henderson.
A luta principal do UFC 204 começou bastante tensa. Os lutadores se tocavam poucos e, com golpes sem muita pretenção, na tentativa de ir marcando a distância. Como de costume, Hendo entrou com a proposta de contragolpe, e o veterano americano estava a todo tempo com a sua potente direita engatilhada e, o lutador da casa mostrava muito respeito pelo tradicional golpe do vovô. Já no último minuto, golpe de direita encontrou o frontal do inglês e abriu uma boa vantagem e também abiu um grande corte no rosto de Bisping.
Depois do sufoco no fim do primeiro round, Bisping voltou com uma postura mais agressiva para a luta. Aos 46 anos, Dam Henderson já começou a acusar o gás. E o posto acontecia com Michael Bisping, com o condicionamento físico em dia,  conectou os melhores golpes do assalto, mas novamente no último minuto do round, outra bela direita de Hendo encontrou o rosto de Bisping. O round deixou margem interpretativa, podendo ir para qualquer um dos atletas.
Já no primeiro segundo do terceiro round, o lutador da casa acertou um belo chute no rosto do duro Dam Henderson e, o  volume de jogo de Michael Bisping foi superior ao do americano, que ficou mais na defensiva, conectando bons golpes de direita como nos rounds anteriores – deixando equilibrado- mas com uma leve vantagem para o campeão.
O quarto e penúltimo round foi o mais morno até então, os golpes de ambos já não apresentavam tanta potência. O lutador da casa foi mais efetivo nos primeiros minutos, mas a luta teve que ser interrompida por um golpe irregular – chute na parte genital – e o experiente Henderson aproveitou o tempo para descansar e voltou melhor, podendo ir, novamente, para qualquer um dos dois.
No último round, Henderson puxou a última reserva de gás, e buscou mais a luta no início do combate. Bisping voltou a crescer no combate na segunda metade do assalto, conseguindo conectar bons golpes, mas o americano não deixou o lutador da casa se recuperar, levou a luta para baixo na força, conseguindo aplicar a queda, mas logo voltou a luta em pé. O último minuto de round foi com alguns poucos golpes do Bisping, porém, sem muita potencia. E na nossa contagem, vencendo o round.

Para os juízes laterais, o atleta da casa venceu por decisão unânime na soma das papeletas. Bisping fez sua primeira defesa de cinturão aos 37 anos,  e 36 lutas como profissional, sendo 29 vitórias.



Deixe uma resposta