Tag: LFA

LFA 47: Damon Jackson brutaliza Jennerman e fatura cinturão; Patolino é finalizado

Foi realizado na noite da última sexta-feira (10) no The Bomb Factory em Dallas, Texas, nos Estados Unidos, a 47ª edição do Legacy Fighting Alliance que contou com uma disputa de cinturão interino e teve um brasileiro ex-UFC em seu card.

Na luta principal do LFA 47 o norte americano ex-UFC Damon ‘The Leech’ Jackson, aos 33 segundos do segundo assalto de luta, conectou um lindo overhand de direita que fez seu compatriota Nate ‘Nasty’ Jennerman sucumbir. Com a vitória, Jackson bateu o recorde de maior número de vitórias dentre todo o plantel de atletas do Legacy Fighting Alliance com seis triunfos, sendo cinco consecutivos, além de tornar-se campeão interino da categoria dos pesos meio-médios da franquia, anotando sua décima sexta vitória como profissional, enquanto ‘Nasty’ teve de amargar sua quarta derrota.

No co-main event, Levi Mowles anotou sua décima vitória no MMA ao finalizar Charles Cheeks III com um justo mata-leão com 17 segundos também no segundo round. Cheeks sofreu seu sétimo revés no cartel.

Único brasileiro no card, o ex-UFC e finalista do TUF Brasil 2 William ‘Patolino’ lutou pela primeira fora do Brasil desde que foi dispensado pelo Ultimate e não se deu bem ao ser finalizado pelo norte americano Ramiz Brahimaj com uma guilhotina na metade do segundo round. Patolino sofreu sua quarta derrota como profissional enquanto Ramiz anotou sua sétima vitória, recuperando-se do revés para Evan Cuts no LFA 4.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 47: Jackson vs. Jennerman:

  • (ci) Damon Jackson derrotou Nate Jennerman por nocaute (soco) aos 0m:33s do segundo round;
  • Levi Mowles derrotou Charles Cheeks III por finalização com um mata-leão aos 0m:17s do segundo round;
  • Ramiz Brahimaj derrotou Willian Patolino por finalização técnica com uma guilhotia aos 2m:34s do segundo round;
  • Bilal Williams derrotou Sean Spencer por nocaute tecnico (socos) aos 0m:58s do segundo round;
  • Valerie Soto derrotou Cristina Crist por decisão unânime dos juízes;
  • Eddie Brown errotou Elijah Johns por decisão dividida dos juízes;
  • Evers Anderson derrotou Devin Miller por decisão dividida dos juízes;
  • Xavier Franklin derrotou Christopher Williams por nocaute (soco) no primeiro round;
  • Johnny Smith derrotou Darren Whitney por finalização com um brabo choke no terceiro round;
  • Fernando Duran derrotou Josael Fuentes por nocaute técnico (socos) no terceiro round.

LFA 46: James Nakashima vence Kyle Stewart e mantém cinturão

Foi realizado na noite desta sexta-feira (28), no Joint Base Langley-Eustis em Newport News, Virginha, nos Estados Unidos, a 46ª edição do Legacy Fighting Alliance, que contou com uma disputa de título e um brasileiro no card.

Na luta principal do LFA 46, James Nakashima manteve sua invencibilidade no esporte e também seu cinturão da divisão dos pesos meio-médios ao vencer por decisão unânime dos árbitros laterais Kyle Stewart. Nako anotou sua nona vitória como profissional, enquanto Gunz Up sofreu o primeiro revés.

No co-main event, o brasileiro Alexandre Popo Bezerra nocauteou o norte americano Sam Toomer com exatos três minutos de luta no segundo assalto do combate. O lutador da Alliance MMA venceu a vigésima primeira luta de sua carreira, enquanto Super, como é chamado seu adversário, teve de amargar a terceira derrota.

Ainda entre os combate principais da noite, Christian Torres aplicou um nocaute diant de Dashawn Boatwright com dois minutos e cinquenta e oito segundo do primeiro round.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 46: Nakashima vs. Stewart:

  • (c) James Nakashima derrotou Kyle Stewart por decisão unânime dos juízes – Manteve o cinturão dos meio-médios;
  • Alexandre Popo Bezerra derrotou Sam Toomer por nocaute técnico (socos) aos 3m:00s do segundo round;
  • Christian Torres derrotou Dashawn Boatwright por nocaute (socos) aos 2m:58s do primeiro round;
  • Ahmet Kayretli derrotou Shaun Spath por nocaute (pisão no corpo) aos 4m:00s do segundo round;
  • Mumia Abu Dey-Ali derrotou Mitch Aguiar por nocaute (soco) aos 0m:31s do primeiro round;
  • Victoria Leonardo derrotou Salina Rowland por decisão unânime dos juízes;
  • Mike Lawrence derrotou Chris Rollins por decisão unânime dos juízes;
  • Micah Terrill derrotou Ryan Jett por decisão unânime dos juízes;
  • Adi Alic derrotou Terrell Hobbs por nocaute técnico (socos) a 1m:28s do primeiro round.

LFA 45: Erick Silva finaliza Nick Barnes em estreia; confira os resultados

Na noite desta última sexta-feira (20), no Morongo Casino Outdoor Pavilion em Cabazon, Califórnia, nos Estados Unidos, foi realizada a edição de número 45 do Legacy Fighting Aliance.

Na luta principal do LFA 45, que contou com transmissão ao vivo do Esporte Interativo, o brasileiro ex-UFC Erick Silva finalizou o ex-Bellator Nick Barnes com um armlock com pouco mais de 4 minutos do primeiro round. O capixaba recuperou-se das derrotas consecutivas que sofrera no UFC, e Barnes sofreu seu segundo revés consecutivo.

No co-main event, Ryan Lilley, também em sua estreia no LFA, nocauteou Jordan Winski ainda no primeiro round, garantindo sua nona vitória como profissional. No terceiro combate mais importante da noite, Moses Murrietta venceu Casey Ryan, que desistiu da luta no intervalo do segundo para o terceiro round.

Confira abaixo os resultados completos do LFA 45: Silva vs. Barnes:

  • Erick Silva derrotou Nick Barnes por finalização com um armlock aos 4m:43s do primeiro round;
  • Ryan Lilley derrotou Jordan Winski por nocaute técnico (socos) aos 2m:37s do primeiro round;
  • Moses Murrietta derrotou Casey Ryan por nocaute técnico (desistência) no intervalo do segundo para o terceiro round;
  • Blake Troop derrotou James Cannon por nocaute técnico (socos) a 1m:24s do primeiro round;
  • Vince Cachero derrotou Carlos Puente Jr por finalização com um mata-leão aos 4m:19s do segundo round;
  • Kailan Hill derrotou Alex Thompson por nocaute (chute na cabeça) a 1m:118s do primeiro round;
  • Taylor Johnson derrotou Luc Bondole por nocaute técnico (cotoveladas e socos) a 1m:36s do primeiro round;
  • Natan Levy derrotou Cameron Underhill por finalização com uma guilhotina aos 0m:31s do primeiro round;
  • Herdem Alacabek derrotou Dejon Danies por finalização com um mata-leão aos 4m:46s do primeiro round;
  • Kona Oliveira derrotou L.J. Smith por nocaute técnico (socos) aos 2m:39s do primeiro round;
  • Juan Rubio derrotou Chadricc por nocaute no segundo round;
  • Mary Almario derrotou Ambar De La Herran por decisão unânime dos juízes.

Erick Silva assina com LFA e tem estreia confirmada para julho

Depois de ser dispensado pelo UFC no início do ano, o brasileiro Erick Silva já tem novo evento confirmado. O capixaba assinou com Legacy Fighting Alliance (LFA), e tem luta marcada contra Nick Barnes no dia 20 de julho no LFA 45 que será realizado no Morongo Casino & Resort, em Cabazon, Califórnia, Estados Unidos.

Erick Silva chegou no UFC em 2011, e com uma performance avassaladora sobre Luis Ramos na estreia no UFC 134, se qualificou como um grande prospecto no MMA. Apesar de lutar 15 vezes no Ultimate, o capixaba não manteve a regularidade e alternou entre vitórias e derrotas.

Em seu retrospecto mais recente, o peso-meio-médio de 33 anos acabou derrotado quatro vezes em cinco lutas, sendo superado por Jordan Mein no UFC On Fox 26, em dezembro de 2017 em sua última luta na organização.

Ex-Bellator, Nick Barnes também busca recuperação. O americano vem de derrota para Curtis Millender por nocaute no LFA 30 em janeiro desse ano. Anteriormente, Barnes havia derrotado Chad Curry por decisão dividida no LFA 20.

FOTO: Esther Lin/MMA Fighting

[VÍDEO] Lutador que comemorou pulando no adversário é punido

Na última edição do LFA (Legacy Fighting Alliance) 36, o evento ficou marcado por uma comemoração para lá de bizarra. Drew Chatman, é o lutador que comemorou pulando no adversário e o vídeo viralizou na internet. Chatman subiu nas costas de Irvins Ayala e o usou de trampolim para um pequeno salto mortal.

Até o próprio lutador que comemorou pulando no adversário reconheceu que sua conduta não condiz com esporte. A Comissão Atlética da Califórnia, converteu a vitória em derrota por desqualificação e bloqueou o pagamento da bolsa de US$ 500 (quinhentos dólares). Além disso, o atleta ainda foi suspenso por 90 (noventa) dias.

Leia mais:
– TOP 5: Os lutadores mais altos da história do MMA 
– Confira todos os salários do UFC 222
– Paulo Borrachinha sofre lesão, e é retirado do UFC Atlantic City

O lutador recebeu a punição conformado e, até concordou com a posição adotada pela Comissão Atlética da Califórnia. Pelo menos foi o que disse Drew Chatman em entrevista ao portal americano ‘MMA Figjting‘.

— Honestamente, não mereço ser pago por isso. É decepcionante assistir, minha mãe teve que ver. Pessoas que se inspiram em mim tiveram que ver. Eu não sou campeão, mas superei muitas coisas e me tornei uma coisa que não pensava que me tornaria. (…) Regras são regras e, no fim das contas, quando você olha para o que aconteceu, você diz “tudo bem” por eles terem suspendido meu pagamento e por me suspenderem por 90 dias. Tenho que olhar para trás e viver com esse arrependimento todos os dias. (…) Se você assistir às minhas lutas amadoras, eu estou sempre dando mortais, piruetas ou algo do tipo. Não pensei antes de fazer, só pulei e dei um mortal. – Disse o lutador que comemorou pulando no adversário.

Quanto a organização onde aconteceu o fato, esta não se pronunciou publicamente sobre o ocorrido até o presente momento.

Confira o vídeo do momento em que o lutador que comemorou pulando no adversário

LFA 24: Mackenzie Dern finaliza Mandy Polk, e mantêm invencibilidade

Imagem: Facebook-LFA

Na última sexta-feira (13), o Comerica Theatre foi o palco do LFA 24 (Legacy Fighting Alliance). O evento foi realizado em Phoenix, Arizona, nos Estados Unidos.

Na luta principal, um duelo entre o australiano Matthew Frincu diante o americano Curtis Millender. Apesar de ser considerado o azarão, Curtis não tomou conhecimento do prospecto australiano, e o nocauteou com apenas 38 segundos de luta. Essa foi a quinta vitória consecutiva de Millender.

Ainda que não foi à luta principal da noite, um combate que sem dúvidas era um dos mais esperados, era entre a brasileira Mackenzie Dern e americana Mandy Polk. Multi-campeão no Jiu-Jitsu, Dern não teve dificuldades, e ainda no primeiro round finalizou Polk com uma mata-leão em sua estreia na categoria dos moscas. Aos 24 anos, Mackenzie segue com o cartel no MMA invicto, com quatro vitórias.

RESULTADOS LFA 24:

Curtis Millender venceu Matthew Frincu por nocaute aos 38s do primeiro round
Vinicius Zani venceu Joey Miolla por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Mackenzie Dern venceu Mandy Polk por finalização aos 2:55 do primeiro round
LaRue Burley venceu Maycon Mendonca por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Cory Sandhagen venceu Luis Antonio Galvinho por nocaute téncico aos 3:00 do primeiro round
Glen Baker venceu Kevin Natividad por nocaute aos 9s do primeiro round
Keoni Diggs venceu Nick Chasteen por finalização aos 1:53 do terceiro round

Mackenzie Dern projeta ida ao UFC: “Esse ano vou entrar”

Imagem: LFA

Ao que tudo indica, a americana com cidadania brasileira Mackenzie Dern está próxima de um acerto com o UFC. Em entrevista para o site “Combate” Dern falou sobre os recentes elogios de Dana White e ainda revelou que já teve conversas com o Ultimate.

“Já sabia que o UFC estava de olho, tivemos conversas com meu empresário, o UFC e minha equipe. Por isso tenho quase certeza que vai acontecer esse ano. Eles têm mostrado interesse, nós também, mas não queremos entrar para ser mais uma. Não quero entrar para fazer uma carreira boa, ganhar três, perder uma… Quero entrar, ganhar e pegar o cinturão. Ter uma ótima carreira. Treinamos muito para ser algo diferente. Talvez não seja igual a Ronda, que finalizava em 15s, mas desde a minha primeira luta já tive mais atenção do que a Ronda teve nas primeiras que fez. Ela ficou mais conhecida no Strikeforce, mas é isso que vai me fazer uma atleta mais especial e chegar mais longe. Saber que o Dana falou isso é bom. É diferente alguém do UFC ou o Dana falar isso. Fico feliz que ele está de olho, que pode me levar longe, mas, como ele falou, você não sabe o quanto uma pessoa é boa até ela enfrentar as melhores. Sei que não estou enfrentando as melhores do mundo ainda, mas estou me preparando para isso um dia.”

Invicta no MMA com trés vitórias, Mackenzie afirmou que pretende entrar no UFC ainda em 2017, Porém, a multi-campeã no jiu jitsu ainda pretende enfrentar Andrea Lee no Legacy Fighting Alliance.

“Ainda estou achando que esse ano vou entrar (no UFC), mas não sei se será depois da próxima luta. Quero lutar no 25 de julho no LFA de novo. Tem uma menina, Andrea Lee, do peso de cima, que me chamou pra enfrentar ela. Acabou de ganhar o cinturão. Não sei se vão querer optar por ela. Não quero muito lutar nesse peso porque no UFC seria peso-palha, preciso treinar meu corpo a bater esse peso, é uma dificuldade para mim. Não quero me relaxar e acostumar em outro peso quando estou tentando tanto bater esse. Quero lutar mais uma vez e, esse ano ainda, entrar no UFC.”

LFA 6: Ray Rodriguez vence Rivaldo Junior na luta principal

o
Imagem: Mike The Truth Photography

O Legacy Fighting alliance desembarcou nesta sexta feira em San Antonio no Texas, Estados Unidos. Na luta principal, o brasileiro Rivaldo Junior enfrentou o americano Ray Rodriguez.

O duelo começou com o americano dominando o centro do octógono e desferindo bons golpes. O brasileiro tentava circular pelo octógono, mas sem muito espaço. Faltando menos de dois minutos para o final do round, Rivaldo Junior em tentativa de queda conseguiu derrubar Rodriguez, ficando ali até o final do assalto.

O segundo round começou com Rivaldo conseguindo mais uma vez quedar o americano. O brasileiro variou algumas posições, até que conseguiu a montada e fechou um katagatame, entretanto, Rodriguez conseguiu a raspagem e reverteu a posição. Apesar de ter conseguido reverter, logo em seguida o brasileiro conseguiu ficar em pé. o Final do round foi com Ray Rodriguez voltando a dominar o centro do octógono, enquanto Rivaldo tentava encurtar a distância para levar o combate para o chão.

Logo no início do terceiro round, Junior obteve com sucesso uma tentativa de queda. Apesar de ficar por cima, o combate esfriou e ambos ficaram sem ações. Em seguida, o árbitro interrompeu e voltou o duelo em pé. O minuto final da luta, os dois se mostraram bem cansado e pouco fizeram.

Final de luta, e Ray Rodriguez é declarado vencedor na decisão dividida. Agora, Rivaldo acumula a terceira derrota consecutiva na carreira, enquanto Rodriguez emplaca a sétima vitória consecutiva

Resultados:

Ray Rodriguez venceu Rivaldo Junior na decisão dividida. (27-30, 30-27, 29-28)
Eryk Anders venceu Jon Kirk por nocaute técnico aos 1m35s do primeiro round.
Mackenzie Dern venceu Katherine Roy na decisão unânime. (30-27, 30-27, 29-28)
Richard Odoms venceu Willian Hoffmann via nocaute técnico aos 1m25s do segundo round.
Gleidson Moraes venceu venceu Dmitre Ivy via finalização aos 2m38 segundos do primeiro round.
Anthony Ivy venceu Arthur Ashton via finalização aos 2m4s do primeiro round.

LFA 6: Mackenzie Dern vence Katherine Roy na decisão unânime

Imagem: Divulgação

Mackenzie Dern entrou em ação nesta sexta feira pela terceira vez no MMA em sua carreira. A brasileira enfrentou a americana Katherine Roy pelo Legacy Fighting Alliance. O combate foi em peso casado (54,4 kg).

A luta começou com Mackenzie acertando um bom direto e fazendo tentativas de chutes alto. Com um minuto de luta, Dern fintou um golpe e quedou a americana. Em seguida, Katherine fez a defesa de finalização e o combate voltou a ficar em pé. Ao longo do round, a brasileiro voltou a levar Katherine de costas para a grade, em busca de derrubar a americana, mas sem sucesso. Faltando poucos segundos para o final, o round se manteve em pé com ambas trocando golpes.

O segundo round iniciou com Mackenzie quedando Katherine e em seguida conseguindo a montada. O round foi praticamente inteiro com a brasileira no ground and pound desferindo fortes golpes. Faltando um minuto para o fim do combate, Dern fez uma tentativa de triângulo, mas final de round.

O último round foi todo de trocação. Enquanto Mackenzie tentava encurta a distância para consequentemente quedar a americana, Katherine tentava manter o combate na média para a curta distância. Faltando poucos segundos para o fim, Dern levou a americana ao solo, e mantendo até o final.

Final de luta, Mackenzie Dern foi declarada vencedora na decisão unânime. Agora, a brasileira engata a terceira vitória consecutiva na carreira, sendo uma finalização e duas decisões dos juízes.

LFA 4: Kevin Aguilar vence Damon Jackson e conquista o cinturão inaugural dos penas

Imagem: Andy Hemingway

O Legacy Fighting Alliance, desembarcou na última sexta feira (17) em Bossier City, Lousiana para a edição de número 4. Na luta principal, um duelo entre Kevin Aguilar e Damon Jackson valendo o cinturão inaugural da categoria dos penas.

Assim como era esperado, a luta principal teve um duelo bastante movimentado. No primeiro round, Kevin levou a melhor, com um jogo em pé bastante forte, e evitando os contra golpes de Damon Jackson. Ao contrário do primeiro round, o segundo se iniciou com Jackson quedando e mantendo o combate no chão. Apesar do combate minutos depois voltar a ficar em pé, Damon manteve  a pressão no clinch, e consequentemente deixou tudo igual nas papeletas dos juízes.

No terceiro round, apesar de Damon tentar fazer a mesma estratégia do segundo, e quedar Aguillar, o combate se desenrolou em pé. Com um poder de contundência maior, Kevin Aguillar acertou um forte golpe, levando o fim da luta. Agora, campeão da categoria, Kevin engata a quarta vitória consecutiva.

Confira todos os resultados:

  • Kevin Aguilar venceu Damon Jackson por nocaute (soco) aos 4:05 do 3°Round e conquistou o título inaugural dos pesos-penas
  • Andrea Lee venceu Heather Bassett por submissão (chave de braço) aos 3:40 do 3° Round e conquistou o título inaugural dos pesos-moscas femininos
  • Derrick Krantz venceu Hayward Charles por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
  • Bryan Billiot venceu David Bosnick via submissão (chave de calcanhar) aos 0:57 do 2° Round
  • Chauncey Foxworth venceu Nick Jackson por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
  • Brandon Shavers venceu Mike Murphypor decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs