Tag: Ronda Rousey

Mesmo longe dos octógonos, a ex-campeã dos galos feminino Ronda Rousey segue com moral no UFC. A americana foi indicada ao Hall da Fama do Ultimate, neste sábado (09), durante o UFC 225, em Chicago nos Estados Unidos. A cerimonia que oficializará a entrada ao seleto grupo de lendas do esporte, será durante a semana internacional de lutas no dia 5 de julho.

O presidente da organização, Dana White, inicialmente não concordava com mulheres no plantel do Ultimate, entretanto, com performances avassaladoras, Ronda Rousey modificou a opinião do “manda-chuva”, que atualmente, é um fã incontestável da musa.

“Não haveria mulheres no UFC sem Ronda Rousey. Ronda é uma pioneira absoluta e que me ajudou – e a muitas outras pessoas – a olhar para as mulheres nos esportes de combate de maneira diferente. Ela realizou tudo o que se propôs a fazer com o UFC e se tornou um ícone global e modelo. Hoje, as divisões femininas estão repletas de lutadoras incrivelmente talentosas e produzem algumas das melhores lutas que você já viu”, relatou Dana White.

Leia também: Ronaldo Jacaré pede revanche contra Yoel Romero 

Em sua carreira no MMA, Ronda detém 12 vitórias e duas derrotas. A musa encerrou provisoriamente sua passagem pelas artes marciais mistas após emplacar dois revés seguidos, primeiramente, quando perdeu o cinturão após ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193 em novembro de 2015. Um pouco mais de um ano depois, Rousey voltou ao octógono, no UFC 207 quando novamente foi superada, dessa vez para a brasileira Amanda Nunes.

Atualmente, Ronda Rousey está na WWE, organização de telecath, onde os combates possui um enredo pré-determinado, onde existe uma roteirização e performances coreografadas.

FOTO: AP Photo/John Locher)
Ronda Rousey faz primeira aparição como atleta do WWE

A ex-campeã dominante do peso galo feminino do UFC, agora tem nova casa para fazer suas apresentações como uma atleta. Há semanas atrás surgiu um murmurinho sobre Ronda Rousey ter assinado com o WWE, e agora a informação foi consolidada.

Ronda Rousey fez uma aparição surpresa na última edição do WWE, que aconteceu ontem (28), na Filadélfia. Esse foi o ato que oficializou de vez a contratação da loira pela organização de Wrestling.

O WWE (World Wrestling Entertainment) é uma organização de lutas pré definidas, ou seja, são combate coreografados. O evento atrai multidões, fatura milhões de dólares e coleciona estrelas em seu plantel de funcionários.

Leia mais:
– Ronda Rousey tem fotos intimas vazadas na web
– Dana White comenta provável aposentadoria de Ronda
– Casa de Ronda é invadida e assaltada

Em entrevista ao site ‘Espn.com‘, a ex-UFC contou contou um pouco sobre essa nova fase de sua vida. A lutadora garantiu que poderia estar fazendo outras coisas por dinheiro, mas que não ficaria feliz tanto quanto ser funcionária do WWE.

Esta é a minha vida agora. Primeira prioridade na minha linha do tempo pelos próximos anos. Isto não é um golpe de publicidade. Quando eu me reuni pela primeira vez com Triple H, eu disse para ele: “Há outras coisas que posso fazer com meu tempo que vão me trazer muito mais dinheiro, mas eu não vou curtir tanto quanto isso” – Disse Ronda Rousey.

Primeira aparição de Ronda Rousey como atleta contratada do WWE.
Carreira de Ronda Rousey, nova funcionária do WWE

Ronda estreou no MMA profissionalmente no ano de 2011, com 23 anos de idade,voando baixo na divisão. A americana vinha varrendo sua categoria e chegou a marca de doze lutas, sem haver perdido nenhuma. Venceu a brasileira Bethe Correia em apenas 34 segundos, e essa foi a sua última vitória. Após isso, Ronda esbarrou em Holly Holm e cerca de um ano depois, teve um novo tropeço frente a Amanda Nunes.

Ronda Rousey perdeu o cinturão dos galos do UFC em 2015, ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193. Após o revés, a loira ficou mais um perído afastada, retornando em dezembro de 2016 no UFC 207 desafiando a campeã Amanda Nunes. Com menos de um minuto de luta, Rousey foi nocauteada e desde então o seu futuro é incerto no Ultimate.

Cris Cyborg respondeu provocação do treinador de Ronda Rousey

Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’, Tarverdyan (técnico de Ronda Rousey), surpreendeu a todos com seu desejo final para o futuro de sua atleta. Vivendo momento muito controverso na carreira, o treinador de Ronda Rousey quer ainda uma última luta antes do verdadeiro pendurar das luvas da ‘Rowdy’.

Para Tarverdyan declarou que agora deseja uma luta mais fácil para Ronda Rousey, para marcar o último combate da ex-campeã dos galos femininos. O nome apontado para esse possível remoto duelo, foi o da brasileira Cris ‘Cyborg’.

– Eu não sei. Não posso dizer, será uma decisão difícil. Mas talvez uma luta a mais, não sei se ela faria, mas ela poderia. Acho que seu corpo lhe daria mais uma. Mas é 50%-50% agora. Adoraria que ela lutasse mais uma vez. Tem uma luta que eu gostaria muito que ela fizesse: Cyborg x Ronda. Quero essa luta. Quando eu treino Ronda eu sei que ela pode bater Cyborg. Ela é muito lenta-. Disse o técnico de Ronda Rousey.

LEIA MAIS:
Ronda Rousey tem fotos intimas vazadas na web
Casa de Ronda Rousey é invadida e assaltada
Dana White comenta provável aposentadoria de Ronda Rousey

Depois da provocação, não demorou muito para que a brasileira atual campeã dos penas femininos da maior organização de MMA do mundo respondesse à altura. Em conversa com o portal americano ‘MMA Figthing’, a lutadora brasileira sugeriu uma luta contra Miesha Tate, pois estava num patamar a cima de Ronda Rousey. Além disso, ‘Cyborg’ ainda disparou conta o treinador da americana, o intitulando como uma piada.

– Se Ronda quiser voltar para uma luta, acredito que é melhor para ela lutar contra a Miesha Tate. Estou em outro estágio da minha carreira. Eu queria lutar contra Ronda quando ela estava psicologicamente bem e confiante – Disse a brasileira, que continuou …

– Agora, se ela quer fazer uma boa luta para os fãs, podemos fazer isso no WWE. Caberia perfeitamente [para ela] ir a Hollywood, e para mim seria outro desafio na minha carreira. E algo brilhante, seu treinador encaixava perfeitamente no seu lugar no WWE, ele não é mais do que uma piada- finalizou e disparou Cris ‘Cyborg’.

Mesmo sendo um esporte relativamente jovem, o MMA já tem grandes nomes que ficaram (e ficarão) eternamente para a história. Com isso, nada mais natural do que haver a cogitação de algumas lutas entre esses nomes de pesos.

Algumas lutas até saem do papel, como o que deve acontecer entre Floyd Mayweather e Conor McGregor que estão de luta marcada para o dia 26 de agosto, MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Nevada, nos Estados Unidos.

Mas em contrapartida, inúmeros combates já chegaram a ser cotado para acontecerem e, outras vezes, foram bastantes especulados pelos fãs do esporte, porém não aconteceram. Sabendo disso, a nossa redação se reuniu para destacar algumas lutas que poderiam seguir os passos de Mayweather x McGregor mas infelizmente não saíram do papel (ou do sonho do espectador).

– José Aldo x Patrício ‘Pitbull’ Freire

Foto: Reprodução

A remota possibilidade dessa luta foi basicamente, uma campanha feita por fãs das artes marciais mistas há alguns anos atrás.

Na ocasião, ambos os pesos penas estavam no topo do mundo. O potiguar Patrício ‘Pitbull’ Freire era o campeão dos penas do Bellator (depois perdeu o título mas já recuperou novamente) e o ‘campeão do povo’ José Aldo Junior era o campeão da divisão dos penas do UFC. Como são as duas maiores organizações do mundo, e rivais, fãs e parte da imprensa começaram a especular sobre esse combate, mas nada feito.

– Ronda Rousey x Cris ‘Cyborg’

Foto: Fox Sports

A brasileira Cristiane ‘Cyborg’ Justino foi migrada do plantel de atletas do Invicta FC (onde era campeã dos penas) para o UFC com uma luta em mente. Em todas as entrevistas da Curitibana um nome sempre se repetia, Ronda Rousey era o seu principal alvo.

A americana que varria a categoria dos galos no UFC chegou a trocar farpas com a brasileira, mas havia um empecilho maior para que a luta finalmente acontecesse. ‘Cyborg’ não consegue cortar peso suficiente para entrar na categoria dos galos e, Ronda Rousey disse que não subiria de categoria e não lutaria em peso casado contra Cris.

As atletas seguiram rumos diferentes, enquanto não houve a implementação da divisão dos penas femininos, Cris ‘Cyborg’ fez duas lutas em peso casado, vencendo ambas. Já Ronda Rousey provou do sabor amargo da derrota pela primeira vez na carreira contra Holly Holm, passou cerca de um ano afastada e quando finalmente retornou, sofreu nova derrota, dessa vez para a brasileira Amanda Nunes. O futuro de Rousey como lutadora segue incerto, enquanto ‘Cyborg’ vai disputar cinturão.

– Wanderlei Silva x Vitor Belfort II

Foto: Reprodução/UFC

A edição 147 do UFC é mais conhecida em nosso pais como a final da primeira edição do The Ultimate Fighter Brasil. A previsão para a luta principal dessa noite de evento era entre os rivais Vitor Belfort x Wanderlei Silva.

O primeiro encontro entre Belfort e Silva foi no final do ano de 1998, na ocasião, Vitor Belfort atropelou o ‘Cachorro Louco’ com uma chuva de socos, que fizeram Wanderlei sucumbir aos golpes ainda no primeiro round. Contudo, Wand não digeriu essa derrota até hoje e, ainda fala em revanche.

A luta entre os brasileiros que foram técnicos no TUF BR 1 não aconteceu em virtude de uma lesão na mão de Belfort, que forçou o carioca a abandonar o card. Vale lembrar que este foi substituído por Rich Franklin, que derrotou Wanderlei Silva.

– Anderson Silva x Georges St-Pierre

Foto: UFC

Ambos viviam no auge de suas respectivas carreiras, cada um campeão na sua divisão, basicamente estavam varrendo suas categorias. Foi ai que surgiu a possibilidade dessa ‘Super Luta’.

Tanto o canadense quanto o brasileiro nunca falou publicamente sobre a possibilidade dessa luta acontecer, ambos sempre se esquivaram, restando para os fãs apenas sonhar e debater com números, quem sairia vencedor dessa luta.

– Rafael dos Anjos x Conor McGregor

Foto: Jeff Botari/Getty Images

Após derrotar José Aldo em apenas 13 (treze) segundos de combate, Conor McGregor se sagrou campeão dos pesos penas do UFC, como vinha prometendo. Mas isso não foi o bastante, o irlandês queria agora o título dos leves e conseguiu o credenciamento para disputar o cinturão.

Na época, o campeão da divisão era o brasileiro Rafael dos Anjos, a luta foi oficializada e o Ultimate chegou até a fazer eventos para a promoção dessa edição, mas brasileiro sofreu uma lesão no pé e teve que abandonar o evento.

– Ronaldo Jacaré x Chris Weidman

Foto: MMA Fighting

O algoz de Anderson Silva, quando derrotou o ‘Spider’ e se sagrou campeão da divisão, estava completamente rodeado de outros brasileiros de olho no título. Lyoto Machida, Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré estavam na espreita, esperando a oportunidade de tentar trazer o cinturão de volta para o Brasil.

Lyoto ‘The Dragon’ Machina e o ‘fenômeno’ Vitor Belfort tiveram suas chances, mas desperdiçaram, o contrário disso aconteceu com Ronaldo Jacaré, que sequer recebeu o credenciamento para disputar o cinturão da categoria. A luta de Weidman com Jacaré chegou a ser cotada para o UFC 205, mas não rolou.

– José Aldo x Anthony Pettis

Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto

Outra ‘super luta’ que foi muito contada para acontecer e não saiu do papel, foi o encontro do brasileiro José Aldo Junior cotra o americano Anthony ‘Showtime’ Pettis. Os primeiros murmurinhos sobre essa remota luta começou no ano de 2013.

Ambos viviam em seus melhores momentos na carreira, José Aldo vinha varrendo os penas e Anthony Pettis era campeão da divisão dos leves, mas não houve um consenso para que a luta fosse casada. No ano passado José Aldo em entrevista ao Revista Combate reacendeu a chama do confronto, mas sem muito sucesso.

– Anderson Silva x Jon Jones

Foto: Reprodução/Internet

De todas essas lutas já listadas a cima, talvez essa seja a que foi mais cotadas pelos fãs da maior organização de MMA do mundo e que, naturalmente, seria uma das maiores vendas de pay-per-view.

Para muitos, estes são os dois maiores lutadores de MMA da história, ambos varreram suas categorias e, quando viviam no ápice de suas carreiras, quando os pedidos para a realização do combate tomou força.

Mas o futuro foi cruel com ambos. Anderson Silva, mais maduro, não conseguiu permanecer como campeão por mais tempo, depois de dois revezes contra Chris Weidman, ‘The Spider’ demorou a se achar no octógono novamente. Enquanto Jones teve problemas com drogas e bebidas, se envolveu em um acidente de trânsito e, cominou na perda do seu cinturão. Após perder a mãe, Jon Jones voltará ao octógono no UFC 214 para enfrentar Daniel Cormier e tentar recuperar o título que era seu.

Ronda Rousey afasta a possibilidade de retornar ao UFC

A ex-campeã dominante do peso galo UFC, pode estar mais longe do que se pensa de retornar a organização. Ronda Rousey afastou de vez, qualquer especulação de voltar a suas atividades pela maior organização de MMA do mundo.

A remota possibilidade ainda existe, mas ela é minima. Isso são palavras da própria lutadora que deiou no mesmo nível de seu retorno as olimpíadas.

Leia mais:
– TOP 5: Os lutadores mais altos da história do MMA 
– Confira todos os salários do UFC 222
– Paulo Borrachinha sofre lesão, e é retirado do UFC Atlantic City

Foi durante uma entrevista ao talk show “The Ellen Show” na última terça-feira, que os dizeres de Ronda Rousey esfriou de vez o seu retorno. Ela declarou não saber se vai voltar, comparou essa siuação em competir pelo judô novamente e ressaltou a felicidade com a nova fase.

Eu não sei (se retornaria ao UFC). Acho que é tão provável quanto eu voltar às Olimpíadas no judô. Ninguém exigiu que eu entregasse uma carta de demissão para o judô, e acho que o mesmo não é necessário para a luta. Eu estou apenas fazendo o que eu gosto, e WWE é o que gosto neste momento – Disse Ronda Rousey.

A musa voltou a tocar no assunto de quanto está empolgada com essa sua nova fase. Agora funcionária do WWE, Ronda Rousey revelou estar nervosa para sua estreia.

– Estou extremamente empolgada. Estou nervosa, mas não nervosa como nas Olimpíadas. A pior coisa que pode acontecer é eu parecer idiota, que não é a pior coisa que poderia acontecer. Não consigo lembrar da última vez que eu estive tão empolgada com alguma coisa – Contou Ronda na entrevista.

Carreira de Ronda Rousey no MMA

Ronda estreou no MMA profissionalmente no ano de 2011, com 23 anos de idade,voando baixo na divisão. A americana vinha varrendo sua categoria e chegou a marca de doze lutas, sem haver perdido nenhuma. Venceu a brasileira Bethe Correia em apenas 34 segundos, e essa foi a sua última vitória. Após isso, Ronda esbarrou em Holly Holm e cerca de um ano depois, teve um novo tropeço frente a Amanda Nunes.

Ronda Rousey perdeu o cinturão dos galos do UFC em 2015, ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193. Após o revés, a loira ficou mais um perído afastada, retornando em dezembro de 2016 no UFC 207 desafiando a campeã Amanda Nunes. Com menos de um minuto de luta, Rousey foi nocauteada e desde então o seu futuro é incerto no Ultimate.

Confira a entrevista de Ronda Rousey (em inglês):
Ronda Rousey assinou com o WWE, garante site americano

A ex-campeã dominante do peso galo feminino do UFC, agora tem nova casa para fazer suas apresentações como uma atleta. Há semanas atrás surgiu um murmurinho sobre Ronda Rousey ter assinado com o WWE, e agora a informação foi consolidada.

O WWE (World Wrestling Entertainment) é uma organização de lutas pré definidas, ou seja, são combate coreografados. O evento atrai multidões, fatura milhões de dólares e coleciona estrelas em seu plantel de funcionários.

Leia mais:
Ronda Rousey tem fotos intimas vazadas na web
Dana White comenta provável aposentadoria de Ronda
Casa de Ronda é invadida e assaltada

A informação da contratação de Ronda Rousey pelo WWE foi noticiada pelo site norte americano “PWStream”. Os primeiros rumores dessa negociação foi dada pelo site “USA Today Spots”, que garantiu a informação de duas fontes.

A ex-campeã dos galos do UFC não luta há mais de um ano. Na sua primeira derrota, passou um período igual afastada do octógono também. Desde que sofreu a baixa da carreira, Ronda tem tentando se manter longe dos holofotes da imprensa, com pouquíssimas aparições.

Carreira de Ronda Rousey

Ronda estreou no MMA profissionalmente no ano de 2011, com 23 anos de idade,voando baixo na divisão. A americana vinha varrendo sua categoria e chegou a marca de doze lutas, sem haver perdido nenhuma. Venceu a brasileira Bethe Correia em apenas 34 segundos, e essa foi a sua última vitória. Após isso, Ronda esbarrou em Holly Holm e cerca de um ano depois, teve um novo tropeço frente a Amanda Nunes.

Ronda Rousey perdeu o cinturão dos galos do UFC em 2015, ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193. Após o revés, a loira ficou mais um perído afastada, retornando em dezembro de 2016 no UFC 207 desafiando a campeã Amanda Nunes. Com menos de um minuto de luta, Rousey foi nocauteada e desde então o seu futuro é incerto no Ultimate.

Foto: Divulgação

Em entrevista para o podcast “Bite the Mic”, o presidente Dana White deixou claro a admiração por Ronda Rousey. Segundo o “manda-chuva” do Ultimate, o “Mike Tyson do UFC”, é a ex-campeã dos galos.

“Nosso Tyson foi Ronda Rousey. Ela tinha uma aura de invencibilidade que nunca tínhamos visto antes. Essa era a razão pela qual todos diziam que ela era o nosso Mike Tyson.. Ela foi a atleta mais dominante do planeta. Conor McGregor é completamente diferente de Tyson. Ele fala muito mais, e diz em que rounds ganhará suas lutas. Tyson nunca fez isso. Ele ia lá e vencia o mais rápido que pudesse, exatamente como Ronda.”

O futuro de Rousey ainda é incerto. Após uma sequência de 12 vitórias seguidas na carreira, “Rowdy” perdeu o título máximo ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193, em novembro de 215. Um pouco mais de um ano depois, em novembro de 2016, a estrela do UFC mais uma vez foi nocauteada, dessa vez para Amanda Nunes no UFC 207.

Ronda Rousey descartou estar aposentada do MMA

Ronda Rousey, a mais nova contratada do WWE (World Wrestling Entertainment), voltou de vez aos holofotes das mídias mundiais. A loira que foi campeã dominante do peso galo feminino do UFC agora vive um novo momento em sua carreira. ‘Rowdy’ amargou dois revezes consecutivos no MMA, que a fizeram de afastar da maior organização de MMA do mundo.

Mas esse ainda pode não ser o fim da carreira de Ronda Rousey como lutador profissional de MMA. Pelo menos foi isso que ela deu a entender em entrevista para a ‘ESPN‘ da TV Americana ao falar sobre a sua carreira.

Leia mais:
– Ronda Rousey tem fotos intimas vazadas na web
– Dana White comenta provável aposentadoria de Ronda
– Casa de Ronda é invadida e assaltada

Em entrevista, Ronda Rousey contou que a luta contra Amanda Nunes pode não ter sido o seu fim pelo Ultimate. A loira fez uma comparação com o judô, esporte que a levou as olimpiedas, e que, segundo ela, não se aposentou.

  • É isso que aparentemente todos estão dizendo (que me aposentei). Mas assim, eu nunca me aposentei do judô. Se é isso que vocês querem pensar, tudo o que sei é que quero me dedicar 100% do meu tempo ao wrestling neste momento e o que quer que as pessoas quiserem dizer, elas podem dizer. Eu não duvidaria de mim fazendo qualquer coisa. – Disse a lutadora.

Ronda Rousey fez uma aparição surpresa na última edição do WWE, que aconteceu no último domingo (28), na Filadélfia. Esse foi o ato que oficializou de vez a contratação da loira pela organização de Wrestling.

O WWE (World Wrestling Entertainment) é uma organização de lutas pré definidas, ou seja, são combate coreografados. O evento atrai multidões, fatura milhões de dólares e coleciona estrelas em seu plantel de funcionários.

Carreira de Ronda Rousey no MMA

Ronda estreou no MMA profissionalmente no ano de 2011, com 23 anos de idade,voando baixo na divisão. A americana vinha varrendo sua categoria e chegou a marca de doze lutas, sem haver perdido nenhuma. Venceu a brasileira Bethe Correia em apenas 34 segundos, e essa foi a sua última vitória. Após isso, Ronda esbarrou em Holly Holm e cerca de um ano depois, teve um novo tropeço frente a Amanda Nunes.

Ronda Rousey perdeu o cinturão dos galos do UFC em 2015, ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193. Após o revés, a loira ficou mais um perído afastada, retornando em dezembro de 2016 no UFC 207 desafiando a campeã Amanda Nunes. Com menos de um minuto de luta, Rousey foi nocauteada e desde então o seu futuro é incerto no Ultimate.

Enquanto o retorno de Ronda Rousey para o MMA é um incógnita, nos bastidores do mundo da luta há rumores que a americana deverá fazer parte do plantel da WWE. Segundo o site “USA Today Spots”,  duas pessoas alegaram para o portal, que Ronda e a organização estaria acertando os últimos detalhes para o desfecho da negociação.

O nome de Ronda Rousey está ligado com a WWE desde 2015, quando a mesma teve uma breve participação na Wrestlemania (principal evento da WWE). Em 2017, Rousey também compareceu em mais alguns eventos.

Leia também: Treinador de Spider acredita em inocência do lutador
Francis Ngannou demonstra desejo de enfrentar Brock Lesnar

Ronda Rousey perdeu o cinturão dos galos do UFC em 2015, ao ser brutalmente nocauteada por Holly Holm no UFC 193. Após o revés, a loira ficou mais de um ano afastada, retornando em dezembro de 2016 no UFC 207 desafiando a campeã Amanda Nunes. Com menos de um minuto de luta, Rousey foi nocauteada e desde então o seu futuro é incerto no Ultimate.

A WWE é uma empresa de entretenimento, onde os combates não são legítimos, decorrente de uma roteirização com enredo pré-determinado. Atualmente a organização possui um nome conhecido pelos fãs de MMA, como o de Brock Lesnar.

Foto: Anton Tabuena

A americana Ronda Rousey vinha varrendo todas que cruzavam a sua frente na divisão dos galos femininos, até a 12ª luta na carreira, a musa estava invicta, derrotando quase todas as adversárias ainda no primeiro round.

Foi ai que surgiu a primeira pedra no sapato da ‘Rowdy’, a atleta oriunda do boxe Holly Holm, foi a responsável pelo primeiro revés de Ronda Rousey, foi na edição de número 193 do UFC que Ronda sucumbiu após um potente chute alto no segundo. Após a derrota, a ex-campeã ficou cerca de um ano afastada do octógono e, retornou para enfrentar Amanda Nunes, que é a atual campeã da divisão. Já era a edição 207 do Ultimate, e a ‘Leoa’ brasileira nocauteou a americana ainda no primeiro round, tendo a luta durado menos de um minuto.

O presidente do UFC, Dana White, basicamente confirmou à ESPN americana que a aposentadoria de Ronda Rousey é algo certo. Além de ressaltar que a ex-judoca não gosta de perder, declarou que agora ela deve ingressar numa outra fase na sua vida e, construir uma família.

– Ela não saiu assim de cena porque tinha que sair. É disso que a Ronda é feita. Ela é super competitiva e não gosta de perder. Eu sei que ela tem sido criticada (por ter sumido), mas ela é assim. E é pela Ronda ser assim que todo mundo passou a apoiá-la. Foi isso que fez as divisões femininas explodirem. Agora, acredito que ela vá seguir em frente para o próximo capítulo de sua vida, vai casar, ter filhos, essas coisas. Não é triste, está sendo da forma que ela queria – Declarou o mandachuva.

Ronda Rousey atualmente está com 30 anos de idade. Sua última luta foi no final de dezembro do ano passado (2016), justamente contra a brasileira, onde foi derrotada, como já destacado. Como lutadora profissional de MMA, foram 14 combates, tendo ‘Rowdy’ saído como vencedora em 12 oportunidades e sendo derrotada em outras duas.

As principais notícias do esporte que mais cresce no mundo, em um só lugar. 

Contate-nos:  

[email protected]

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs