Tag: Warlley Alves

Confira a lista completa das suspensões médicas do UFC 224

A Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) divulgou ainda ontem (14), a lista das suspensões médicas do UFC 224. A edição histórica foi realizada em solo brasileiro, mais precisamente no Rio de Janeiro.

Ao todo, foram vinte e seis lutadores que tomaram suspensões médicas após suas atuações no UFC 224. Dentre estes, quinze ficarão afastados no mínimo de quatorze dias do octógono e no mínimo sete dos treinos.

Dois lutadores receberam as suspensões medicas de trinta dias sem poder lutar e de no mínimo vinte e um dia sem contato físico. Outros dois tomaram suspensão de quarenta e cinto dias, tendo que ficar longe dos treinos por trinta dias.

Leia mais
Confira todos os salários do UFC 224
[Vídeo] Amanda Nunes critica treinador de Pennington que não deixou atleta desistir da luta
UFC 224 – Bônus: Lyoto Machida, Oleynik, Jacaré e Gastelum garantem prêmio de performance

Quatro atletas ficaram com a suspensão de sessenta dias sem poder voltar ao octógono mais famoso do mundo novamente. O periodo sem treinamento para esses, é de quarenta e cinco dias.

Somente dois atletas ficaram com o máximo das suspensões médicas do UFC 224. Foi a campeã do peso galo feminino Amanda Nunes e Ronaldo Jacaré. A ‘Leoa’ venceu e manteve seu cinturão, mas a priori está suspensa por 180 (cento e oitenta) dias, mas esse período pode ser reduzido para trinta dias, a depender do que aponte o Raio-X do pé direito.

Ronaldo Jacaré está numa situação bastante parecida com a da Amanda Nunes. Suspenso inicialmente por 180 (cento e oitenta) dias, o lutador brasileiro precisa de uma avaliação do pé direito, estando tudo dentro dos conformes, esse prazo cai para quarenta e cinco dias.

Confira suspensões médicas do UFC 224 na íntegra:

 

suspensões médicas do UFC 224 de 14/7

Lyoto Machida: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

John Lineker: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Mackenzie Dern: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Warlley Alves: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Markus Perez: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Elizeu Zaleski: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Davi Ramos: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Cezar Mutante: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

James Bochnovic: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Ramazan Emeev: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Jack Hermansson: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Nick Hein: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Junior Albini: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Karl Roberson: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

Amanda Cooper: 14 dias sem lutar e 7 dias sem nenhum contato com a academia

 

suspensões médicas do UFC 224 de 30/21

Kelvin Gastelum: 30 dias sem lutar e 21 dias sem nenhum contato com a academia

Aleksey Oleynik: 30 dias sem lutar e 21 dias sem nenhum contato com a academia

 

suspensões médicas do UFC 224 de 45/30

Alberto Miná: 45 dias sem lutar e 30 dias sem nenhum contato com a academia

Thales Leites: 45 dias sem lutar e 30 dias nenhum contato com a academia

suspensões médicas do UFC 224 de 60/45

Vitor Belfort: 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato com a academia

Sultan Aliev: 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato com a academia, e ainda precisa de liberação de cirurgião após avaliação de crânio maxilo facial

Sean Strickland: 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato com a academia

Brian Kelleher: 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato com a academia

Raquel Pennington: 60 dias sem lutar /45 dias sem contato com a academia,  e ainda precisa de liberação de cirurgião após avaliação de crânio maxilo facial

 

suspensões médicas do UFC 224 de 180/180

Amanda Nunes: 180 dias sem lutar / 180 dias sem contato físico. Pendente Raio-X do pé direito, e se normal 30 dias sem lutar / 21 dias sem contato físico.

Ronaldo Jacaré: 180 dias sem lutar / 180 dias sem contato físico. Pendente Raio-X do pé direito, e se normal 45 dias sem lutar / 30 dias sem contato físico

 

Confira os salários do UFC 224

No dia 12 de maio, o Ultimate realizou mais uma edição histórica em solo brasileiro. O UFC 224 foi realizado no Rio de Janeiro com o card recheado de brasileiro e, com a defesa de cinturão de Amanda Nunes como luta principal.

Como de costume, publica-se os salários dos atletas por suas atuações dias após o evento. Com o UFC 224 não foi diferente e, listamos as vinte e seis remunerações dos atletas que lutaram no evento. O ‘Canal Nocaute‘ detalhou em vídeo, todos os valores.

Leia mais:
Confira os salários do UFC on FOX 29
Confira todos os salários do UFC 223
Confira todos os salários do UFC 222

Mesmo sendo a campeã e fazendo a luta principal, Amanda Nunes não foi a detentora do maior salário do UFC 224. A campeã dos galos, faturou US$ 260.000 (duzentos e sessenta mil dólares. Convertidos em Real na cotação atual, a quantia é pouco mais de R$ 941.000 (novecentos e quarenta e um mil reais). Já a desafiante Raquel Pennington, ganhou exatamente a metade, US$ 130.000 (cento e trinta mil dólares), que na nossa moeda, seria R$ 416.000 (quatrocentos e dezesseis mil reais).

Enquanto isso, o vencedor ganhou menos que o derrotado na luta co-principal. Ronaldo Jacaré foi derrotado por decisão dividida, mas mesmo assim, faturou US$ 225.000 (duzentos e vinte e cinco mil dólares). Se convertido em reais, gira em torno de R$ 814.500 (oitocentos e quatorze mil e quinhentos reais). Já o vencedor Kelvin Gastelum, levou para casa US$ 150.000 (cento e cinquenta mil dólares).

Mackenzie Dern venceu a luta por finalização, teve 30% da sua bolsa convertida para sua adversária por não bater o peso e faturou US$ 49.400 (quarenta e nove mil e quatrocentos dólares), algo em torno de R$ 179.000 (cento e setenta e nove mil). Já John Lineker, teve uma ótima bolsa, e levou US$ 102.000 (cento e dois mil dólares) ou pouco mais de R$ 369.000 (trezentos e sessenta e nove mil reais).

O primeiro e segundo maior salário do UFC 224 ficou para o duelo entre lendas. Vitor Belfort, mesmo derrotado por nocaute, fico com a maior bolsa da noite, faturando US$ 315.000 (trezentos e quinze mil dólares). Se convertido em Real, a quantia embolsada pelo ‘The Phenom’ é cerca de R$ 1.140.300 (um milhão, cento e quarenta mil e trezentos reais). Já o vencedor Lyoto Machida ficou com US$ 270.000 (duzentos e setenta mil dólares) ou R$ 977.500 (novecentos e setenta e sete mil e quinhentos reais).

Os salários expostos abaixo já é a somatória da bolsa para lutar, eventuais bônus para os vencedores, eventuais bônus de performances, luta da noite e patrocinadora. Está incluso também a retirada dos 30% perdidos por quem não bateu o peso, tendo sido acrescentados no respetivo adversário.

LISTA DE TODOS OS SALÁRIOS DO UFC 224

CARD PRINCIPAL

Amanda Nunes: US$ 260.000
Raquel Pennington: US$ 130.000

Ronaldo Jacaré: US$ 225.000
Kelvin Gastelum: US$ 150.000

Mackenzie Dern: US$ 49.400
Amanda Cooper: US$ 31.100

John Lineker: US$ 102.000
Brian Kelleher: US$ 26.000

Vitor Belfort: US$ 315.000
Lyoto Machida: US$ 270.000

CARD PRELIMINAR

Cézar Mutante: US$ 100.000
Karl Roberson: US$ 15.500

Alexey Oleynik: US$ 115.000
Júnior Albini: US$ 15.500

Davi Ramos: US$ 27.500
Nick Hein: US$ 23.000

Elizeu Capoeira: US$ 41.000
Sean Strickland: US$ 39.000

Warlley Alves: US$ 27.500
Sultan Aliev: US$ 15.500

Thales Leites: US$ 72.000
Jack Hermansson: US$ 37.000

Alberto Miná: US$ 18.000
Ramazan Emeev: US$ 27.500

Markus Maluko: US$ 27.500
James Bochnovic: US$ 15.500

Será realizado hoje (12) na Jeunesse Arena no Rio de Janeiro o UFC 224. Na luta principal, a brasileira Amanda Nunes defende o cinturão dos galos feminino contra a americana Raquel Pennington.

Na luta co-principal, o brasileiro Ronaldo Jacaré Souza enfrenta o americano Kelvin Gastelum pela divisão dos médios. Outro aguardado combate, foi entre as lendas Vitor Belfort e Lyoto Machida na primeira luta do card principal.

RESULTADOS EM TEMPO REAL:

CARD PRINCIPAL:
Peso-galo: Amanda Nunes venceu Raquel Pennington por nocaute técnico aos 2m36s do quinto round
Peso-médio: Kelvin Gastelum venceu Ronaldo Jacaré por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-palha: Mackenzie Dern venceu Amanda Cooper por finalização (mata-leão) no primeiro round
Peso-galo: John Lineker venceu Brian Kelleher por nocaute (soco) aos 3m42s do terceiro round
Peso-médio: Lyoto Machida vence Vitor Belfort por nocaute (chute) aos 1 minuto do primeiro round
CARD PRELIMINAR: 
Peso-médio: Cézar Mutante venceu Karl Roberson por finalização (katagatame) aos 4m45 do primeiro round
Peso-pesado: Alexey Oleynik venceu Júnior Albini por finalização (Ezekiel-Choke) aos 1m45s do primeiro round
Peso-leve: Davi Ramos venceu Nick Hein por finalização (mata-leão) aos 4m15s do primeiro round
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira venceu Sean Strickland por nocaute técnico (chute e socos) aos 3m40s do primeiro round
Peso-meio-médio: Warlley Alves venceu Sultan Aliev por nocaute técnico (interrupção médica)
Peso-médio: Jack Hermansson venceu Thales Leites por nocaute técnico (socos) 2m10s do terceiro round
Peso-meio-médio: Alberto Miná venceu Ramazan Emeev por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-médio: Markus Maluko venceu James Bochnovic por finalização 4m28s do primeiro round

Imagem: Getty Images

Mais uma luta está confirmada para o UFC Fight Night 118. O brasileiro Warlley Alves irá enfrentar o ingles Jim Wallhead. O duelo é pela divisão dos meio-médios.

Warlley Alves não vive um grande momento no Ultimate. O campeão do TUF Brasil 3 vêm com uma sequência de duas derrotas consecutivas, diante Bryan Barberena no UFC 198, e para Kamaru Usman no UFC Fight Night 100. Ambos revés foram por decisão unânime.

Assim como brasileiro, Jim Wallhead também vêm com duas derrotas seguidas. O inglês foi superado por Jessin Ayari na decisão dividida no UFC Fight Night 93, e para o brasileiro Luan Chagas por finalização no UFC 212.

O UFC Fight Night 118 será realizado em Gdansk, Polônia na Ergo Arena no dia 21 de outubro

Mesmo perdendo, Belfort foi o que mais faturou.

Foto: Geraldo Bubniak/ Gazeta Press
Stipe Miocic e Fabrício Werdum fizeram aluta principal da maior edição de MMA realizada no Brasil. Mas nem a disputa de cinturão pagou o valor pago ao veterano Victor Belfort.
O ”The Phenom” perdeu por nocaute para Ronaldo Jacaré ainda no primeiro round, mas nem de longe, alguém ganhou as cifras sequer parecidas com a de Vitor Belfort.

Confira os valores das bolsas + patrocínios da Reebok:

Stipe Miocic: $ 204.000 ($ 62.000 do evento + $ 62.000 bônus da vitória + $ 50.000 pelo desempenho da Noite + $ 30.000 Reebok);

Fabricio Werdum: $ 165.000 ($ 125.000 do evento + $ 40.000 patrocínio da Reebok);

Ronaldo Jacaré: $ 255.000 ($ 135.000 do evento + $ 60.000 bônus da vitória + $50.000 pelo desempenho da Noite + $ 10.000 Reebok);

Vitor Belfort: $ 315.000 (US $ 300.000 do evento + $ 15.000 patrocínio da Reebok);

Cristiane Cyborg: $ 122.500 (US $ 60.000 do evento + $ 60.000 bônus da vitória + $ 2.500 Reebok);

Leslie Smith: $ 16,500 ($ 14,000 do evento + $ 2.500 Reebok);

Mauricio Shogun: $ 270.000 ($ 185.000 do evento + $ 70.000 bônus da vitória + $15.000 Reebok);

Corey Anderson: $ 25.000 (US $ 20.000 do evento + $ 5.000 Reebok);

Bryan Barberena: $ 26.500 ($ 12.000 do evento+ $ 12.000 pelo bônus da vitória + $ 2.500 Reebok);

Warlley Alves: $ 28.500 ($ 26.000 do evento + $ 2.500 Reebok);

Demian Maia: $ 180.000 (US $ 80.000 do evento + $ 80.000 pelo bônus da vitória + $ 20.000 Reebok);

Matt Brown: $ 68.000 ($ 48.000 do evento + $ 20.000 Reebok);

Thiago Santos: $ 49.000 ($ 22.000 do evento + $ 22.000 pelo bônus da vitória + $ 5.000 Reebok);

Nate Marquardt: $ 71.000 ($ 51.000 do evento + $ 20.000 Reebok);

Francisco Trinaldo: $ 118.000 ($ 29.000 do evento + $ 29.000 bônus da vitória + $ 50.000 pelo bônus da luta da Noite, + $ 10.000 Reebok);

Yancy Medeiros: $ 78.000 ($ 23.000 do evento + $ 50.000 bônus da luta da Noite + $ 5.000 Reebok);

John Lineker: $ 59.000 ($ 27.000 do evento + $ 27.000 de bônus pela vitória + $ 5.000 Reebok);

Rob Font: $ 14.500 ($ 12.000 do evento + $ 2.500 Reebok);

Rogério Minotouro: $ 193.000 ($ 114.000 do evento + $ 74.000 bônus da vitória + $ 5.000 Reebok);

Patrick Cummins: $ 21.000 ($ 16.000 do evento + $ 5.000 Reebok);

Sergio Moraes: $ 21.000 ($ 16.000 do evento + $ 5.000 Reebok);

Luan Chagas: $ 12.500 (US $ 10.000 do evento + $ 2.500 Reebok);

Renato Moicano: $ 26.500 ($ 12.000 do evento + $ 12.000 pelo bônus da vitória + $ 2.500 Reebok);

Zubaira Tukhugov: $ 16.500 ($ 14.000 do evento + $ 2.500 Reebok).

Não deu para o brasileiro no UFC 198.

Foto: Reprodução/One Round

A luta começou a todo vapor, logo nos primeiros segundos do round, o brasileiro Warlley Alves encaixou uma guilhotina no Barberena, que passou por sufoco por alguns segundos. Mas logo também se impôs no combate o Barberena e mostrou a que veio, foi um grande assalto, de muita trocação, onde potentes golpes foram desferidos dos dois lados, mas alguns chutes nas costelas, combinados com bons golpes, deram o primeiro round ao brasileiro.

Os atletas voltaram para o segundo round com tudo, o brasileiro estava visivelmente mais cansado que seu adversário, mas isso não o prejudicou no combate. Ambos os atletas aceitaram a trocação franca desde o inicio do assalta, dando um verdadeiro show para os telespectadores da edição 198 do UFC. O brasileiro, ciente da potencia de seus golpes, sempre buscava o fim da luta, já o Barberena, veio crescendo aos poucos, e ditou o ritmo da luta no ultimo minuto, acertando vários golpes no Warlley Alves, que sentiu um pouco, sendo assim, Barberena virou o round.

O brasileiro teria que voltar para o terceiro round, lutando mais com a cabeça do que com a raça, o que não aconteceu, Warlley voltou para dar show, e o Barberena aceitou o combate e foi mais efetivo do que o atleta da casa. Barbarina nos dois últimos minutos de combate acertou potentes golpes no frontal do brasileiro que abalou o brasileiro, que não teve mais potencia em seu jogo para contra golpear a altura. Barberena venceu novamente o terceiro round.

O evento acontecerá num estádio de futebol em Curitiba.

Uma grande edição do Ultimate está para acontecer em nosso país. O card do UFC 198 que será realizado na cidade de Curitiba, está cada vez mais recheado de atrações imperdíveis. O evento deve ser na Arena do Atlético-PR e com as lutas que estão casadas, é certeza de estádio lotado.
A ultima bomba anunciada para tal evento, foi a confirmação da luta entre Anderson Silva x Uriah Hall. O combate encheu os olhos dos brasileiros, e os holofotes agora estão mais divididos, tornando a edição do Ultimate mais atraente.
Vários brasileiros já estão confirmados, a luta principal será a defesa de cinturão dos pesados, entre Fabricio Werdum x Stipe Miocic, no co-event o combate entre Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort, onde o vencedor se credenciará a uma disputa de cinturão, segundo Dana White.
Outro brasileiros que vão entrar em combate são Demian Maia, Mauricio Shogun, Rogério Minotouro, Thiago Marreta, Warlley Alves, Trinaldo Massaranduba, Serginho Morais e Renato Moicano.

Confira o Card:

UFC 198

14 de maio de 2016, em Curitiba (PR)

CARD DO EVENTO (até agora):

Peso-pesado: Fabricio Werdum x Stipe Miocic

Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort
Peso-médio: Anderson Silva x Uriah Hall (POSIÇÃO DA LUTA NÃO OFICIAL).

Peso-meio-médio: Demian Maia x Matt Brown

Peso-meio-pesado: Mauricio Shogun x Corey Anderson

Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Rogério Minotouro

Peso-médio: Thiago Marreta x Nate Marquardt

Peso-meio-médio: Warlley Alves x Bryan Barberena

Peso-leve: Francisco Massaranduba x Yancy Medeiros

Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Kamaru Usman

As principais notícias do esporte

que mais cresce no mundo, em

um só lugar. 

Contate-nos:  contato@tudosobremma.com

© Copyright 2015-2018 Tudo Sobre MMA| desenvolvido por: Vedrak Devs