• Início
  • Peso-leve
  • Grito de córner brasileiro de Poirier “entrou na mente” de Conor McGregor

Grito de córner brasileiro de Poirier “entrou na mente” de Conor McGregor

Engana-se quem ache que nenhum brasileiro teve participação na luta principal do UFC 257, deste sábado (23) em Abu Dhabi na Ilha da Luta. Em coletiva após o evento, o irlandês Conor McGregor admitiu que um grito do brasileiro Thiago “Pitbull”, que estava no córner de Dustin Poirier, acabou ecoando durante a luta.

Chutes nas pernas aplicado pelo americano sobre Conor acabou sendo um dos pontos de desequilíbrio para a vitória brutal de Poirier sobre o irlandês. No momento crucial que culminou na vitória de Dustin já era possível ver que Conor sofria com os golpes desferidos na região das pernas.

Segundo Conor, ao ver que Tiago Pitbull estava como treinador de Poirier, já imaginava que uma das armas seria os chutes baixos.

“Quando eu vi que ele tinha Thiago Alves no corner, eu sabia o que me esperava. Eu sabia que ele ia tentar ganhar na base do chute baixo. Foi a minha primeira vez de experimentar isso. Ele acertou uma no começo, e o Thiago falou: “essa foi boa”, e eu estava pensando: “filho da p***, foi uma boa mesmo”. E isso foi acumulando”, disse McGregor.

Conor que chegou de muletas para a entrevista, voltou a frisar que os chutes baixos foram determinantes para o desfecho da luyta.

“Minha perna está completamente morta. Mesmo eu achando que estava conseguindo ficar em pé, estava muito comprometida. Sinto como se tivesse uma bola de futebol americano na minha perna”, revelou Conor.

THiago Pitbull é ex-atleta do UFC, e chegou a disputar o cinturão dos meio-médios do Ultimate. Especialista na luta em pé, o brasileiro atualmente é treinador da American Top Team.

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO UFC 257 – POIRIER X CONOR